2 fatores são decisivos na paquera e não têm nada a ver com a aparência física

Você está apaixonada? Se estiver ou se já passou por isso alguma vez na vida, sabe exatamente do que essa matéria vai falar. Na hora da paquera, a aparência física não é o que fica na memória se você realmente gostou da pessoa.

É claro que a aparência física chama atenção, mas o que marca de verdade uma pessoa vai muito além.

A Universidade de Wroclaw, na Polônia, fez uma revisão nos estudos dos últimos 30 anos sobre atração. E foi constatado que informações sensoriais como voz e olfato, ativam muito o cérebro.

Voz e cheiro na paquera

Comparada ao perfume e a voz da pessoa, a aparência praticamente não conta nada na hora da conquista. Aliás, feche os olhos agora e lembre do que você mais gosta na pessoa amada, raramente vai ser algum aspecto físico.

As informações sensoriais agem como instinto, elas captam se aquele seria um bom par. Através da voz por exemplo, é possível perceber indícios se é uma pessoa é mais cooperativa ou dominadora.

É possível também perceber pela voz o estado emocional, a agilidade no pensamento, a firmeza, a auto-confiança e até a forma física.

Os pesquisadores afirmam que com o cheiro as pessoas identificam com os que não parecem com o dela. É mais propenso a apaixonar-se por pessoas com cheiros diferentes do seu. Isso impediria, por exemplo, que pessoas da mesma família se relacionem.

Cheiro é mais importante

Os sentidos mudam de acordo com o clima do relacionamento. Por exemplo, características de aspectos visuais e vocais, são mais importantes no início do relacionamento. Por outro lado, quando você tem mais intimidade e tempo ao lado da pessoa, o cheiro ganha mais destaque.

Por outro lado, se você por algum motivo terminar e guardar raiva da pessoa, aquele cheiro passará a ser repugnante.

E falando em paquera, faça o teste: 7 truques infalíveis para deixar um homem apaixonado por você.

Fonte: Minha vida