6 situações em que você NUNCA deveria usar calcinha fio dental

Quem nunca abusou do poder de sedução de uma calcinha fio dental que atire a primeira pedra! Mas, apesar de ajudar a apimentar a relação, a verdade é que esse tipo de peça íntima tira o sono dos especialistas na saúde íntima da mulher, sabia?

Conforme os médicos, o grande problema de calcinhas no estilo fio dental está no formato. Embora ela seja perfeito para não marcar naquele vestidinho justo, ele é péssimo para sua saúde e pode favorecer a transferência de um número sem fim de bactérias do bumbum para a vulva. Isso sem contar no atrito que essa parte estreita provoca e nos materiais sintéticos dos quais elas são feitas, que também não favorecem em nada a circulação de ar.

Se você está se perguntando o que isso tudo quer dizer, a gente explica de uma maneira mais direta: apesar de bonitinha, a calcinha fio dental pode prejudicar e muito sua saúde íntima.

Claro que você não está proibida de usar a peça para lá de sexy em momentos especiais. O que você não pode fazer de jeito nenhum é adotá-la no dia a dia. Aliás, existem algumas situações cotidianas nas quais você não pode nem pensar em usar essa pecinha. Quer ver?

Confira 6 situações em que você NUNCA deveria usar calcinha fio dental:

1. Quando você está grávida

A descarga de hormônio que acontece no corpo de uma mulher grávida, a queda na imunidade e uma série  de outros fatores fazem com que, nesse período, ela fique exposta mais facilmente a infecções vaginais.

Por isso, o ideal é evitar usar peças íntimas de tecidos sintéticos e calcinha fio dental. Conforme os especialistas, o tecido sintético impede a circulação de ar na região íntima e a calcinha fio dental carrega um número sem fim de bactérias em sua parte mais fina.

2. Quando está malhando

As próprias roupas de academia costumam impedir a circulação de ar na região íntima da mulher, o que é extremamente contraindicado. Se você usa calcinha fio dental para malhar, além do desconforto e causar atrito, a situação fica ainda pior, deixando a região úmida e propensa à proliferação de bactérias nocivas.

3. Quando você está menstruada

Além de não ter espaço para afixar o absorvente, a cordinha da peça pode enroscar a cordinha do absorvente interno. Em ambos os casos, além de desconforto e sujeira (por causa dos possíveis vazamentos), as chances de proliferação de bactérias também aumenta.

4. Se você sofre com incontinência urinária

Quando a urina vaza, gotinhas de ácido úrico ficam no tecido. Se isso acontece na parte mais fina, o contato direto com o tecido aumenta bastante as chances de uma irritação.

5. Quando você está comprando roupas novas

Como várias pessoas podem ter experimentado a mesma calça que você, o ideal é que se proteja melhor a região íntima com calcinhas mais fechadas e com tecido mais grosso, como a lycra. Isso evita que você fique em contato direto com o pano da roupa que pode estar contaminado de alguma forma.

6. Quando você está usando saia curta

Veja bem: não estamos ditando regras de como você deve ou não se vestir. O problema de usar saia curta com calcinha fio dental se trata de uma questão de higiene.

Isso porque, com uma peça de roupa aberta, como a saia curta, você terá menos proteção na hora de se sentar, especialmente se for em um acento de lugar público. Logo, a calcinha fio dental não é a mais indicada.

E então, você concorda com essas recomendações? Você acrescentaria mais alguma à nossa lista? Já passou algum “perrengue” na rua por estar usando calcinha fio dental? Conte tudo para nossa equipe nos comentários!

Agora, falando em peças íntimas, essa matéria também é bastante interessante: Para que serve aquele compartimento no fundo das calcinhas?

Fonte: Vix