6 tipos de alimentos que pioram a candidíase e você nem imaginava

Se você não sabe o que é candidíase, provavelmente você não tem a doença. Isso porque ela pode incomodar bastante e não ser nada bonita, mesmo se aparecer na boca, nas partes íntimas ou em qualquer outra parte do corpo do homem e da mulher.

Para quem não sabe, aliás, a candidíase é causada por um fungo, o Candida albicans, que já vive no corpo humano, em equilíbrio com outros micro-organismos. No entanto, quando ocorre algum desequilíbrio, esse fungo pode se multiplicar e da início à doença, que costuma manifestar com secreções esbranquiçadas, coceira, vermelhidão, dor ao urinar, entre outros sintomas (também desagradáveis).

O que as pessoas não sabem é que alguns alimentos podem piorar ainda mais o quadro e os sintomas da candidíase. Isso acontece porque, para se proliferar, o fungo precisa que o sangue esteja ácido e rico em açúcares, situações que podem ser causadas pelo tipo de alimentação que você mantem.

Abaixo, como você vai ver, estão alguns tipos de alimentos que podem causar esse desequilíbrio no organismo e que devem ser evitados durante as crises da doença.

Confira 6 tipos de alimentos que pioram a candidíase:

1. Carboidratos simples

Alimentos como pão, macarrão, outros derivados de farinha branca, arroz branco e todos os demais carboidratos simples são bons exemplos de alimentos que influenciam muito no metabolismo do fungo que dá origem à candidíase. Isso porque, quando digeridos pelo organismo, liberam energia mais rapidamente e é exatamente de glicose que o Candida Albicans precisam para constituir suas paredes celulares e continuar expandindo suas colônicas no organismo.

Em épocas de crise, prefira carboidratos integrais e mais ricos em fibras. Embora eles também liberem glicose no organismo, essa liberação é bem mais lenta que no caso dos carboidratos simples.

2. Frutas e vegetais ricos em açúcar e amido

Embora façam bem ao organismo, alguns tipos de frutas e vegetais também são mais ricos em açúcar (frutose) e amido que outros. Melancia, banana, milho e abóbora são alguns dos exemplos que você deve evitar se estiver com candidíase. Sucos, mesmo os naturais, também devem ser evitados devido à alta concentração de frutose.

O ideal é escolher frutas de baixo índice glicêmico, como morango, maçã, pera, entre outras, especialmente aquelas que podem ser consumidas com casca.

3. Proteínas animais

Assim como o açúcar favorece o crescimento da população do fungo, a maior acidez do organismo também pioram o quadro de candidíase. As proteínas animais estão inclusas nesse último grupo, já que a gordura presente nesses alimentos facilitam uma maior inflamação no organismo, o que pode fragilizar o sistema imunológico.

A mesma coisa vale para o leite, que também é uma proteína animal e precisa de precaução. Ele é rico em lactose, que também se transforma em açúcar, assim que é metabolizada. Os queijos e os iogurtes, embora tenham menos lactose devido ao processo de fermentação, precisam ser consumidos com precaução quando se está com candidíase.

A única exceção desse grupo é o peixe. Por ser rico em ácidos-graxos ômega 3, esse tipo de alimento é um ótimo aliado para a saúde, especialmente devido à ação anti-inflamatória.

4. Carnes processadas

Defumados, embutidos e todos os tipos de carnes que tenham passado por processos industriais devem ser evitadas também devido às substâncias inflamatórias, como sódio, gorduras hidrogenadas e aditivos. Isso, claro, sem contar que muitas dessas carnes processadas costumam contar com dextrose e outros açúcares, que prejudicam bastante a glicemia no organismo.

5. Oleaginosas

Esse tipo de alimento é muito saudável e ajuda bastante a manter a dieta. No entanto, durante a candidíase elas devem ser evitadas, especialmente o amendoim. Isso porque elas aumentam o risco de contaminação por fungos.

6. Bebidas alcoólicas

No caso das bebidas alcoólicas, elas prejudicam o organismo de várias formas, mas, durante a candidíase, elas atrapalham o sistema imunológico. Elas também são fontes de carboidratos, podem elevar o nível de açúcar no organismo e deixar o sangue mais ácido, deixando o ambiente propício para a proliferação dos fungos.

E, falando em candidíase e saúde íntima, você também PRECISA ler essa matéria: Dormir sem calcinha faz bem para a saúde íntima da mulher.

Fonte: Minha Vida