Celular no bolso da frente pode deixar homens inférteis

Se no bolso de trás eles ficam sujeitos a assaltos, no bolso da frente, eles podem correr o risco de nunca se tornarem pais. Pelo menos é isso que concluem estudos sobre o hábito masculino, cada vez mais comum, de guardar o celular no bolso da frente.

Segundo pesquisas, essa mania mundial pode estar aumentando o número de homens inférteis mundo à fora, devido à proximidade do celular com os testículos durante várias horas do dia. Conforme o artigo, publicado recentemente no jornal Reproductive BioMedicine, os resultados de experimentos ao redor do mundo indicaram uma ligação direta entre o fato de guardarem o celular no bolso da frente e a redução na produção do esperma.

Mas, se você acha que a situação já está ruim, acredite, ainda pode piorar. Não é somente o próprio celular no bolso da frente que pode deixar os homens menos férteis. A mera proximidade, em uma raio de 60 cm, do celular de outras pessoas pode prejudicar, e muito, a vida reprodutiva dos “exemplares masculinos” de nossa espécie. Complicado, não?

2

O problema do celular no bolso da frente

Conforme os pesquisadores responsáveis por esse estudo, que relaciona a posição dos celulares no bolso da frente das calças e a possibilidade de deixar homens inférteis, existem duas grandes razões para o alerta: o aquecimento dos aparelhos e a atividade eletromagnética desses smartphones.

1

Números comprovam, inclusive, que esse hábito já prejudicou vários homens. Dos 100 que participaram do experimento e mantinham o celular no bolso da frente, por exemplo, 47% sofreu baixa na produção de esperma. Com relação a uma escala mundial, os estudiosos acreditam que esse mesmo problema atinja, aproximadamente, 11% da população masculina.

Fontes: Askmen, Tudo Interessante