Máscara para cabelo tem lotes retirados do mercado pela Anvisa

Três lotes de máscara para cabelo da mara Maria Escandalosa foram retiradas do mercado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), no dia 2 de outubro.

De acordo com as autoridades, o produto estava sendo falsificado e comercializado irregularmente.

A apreensão, aliás, foi com relação aos lotes 00154/2016, 00155/2016 e 00158/2016 da Máscara Redutora de Volume Escandalosa.

Máscara para cabelo falsificada

Conforme o fabricante original da máscara para cabelo, a Frielo do Brasil Indústria e Comércio De Cosméticos parou a produção do produto em novembro de 2016 devido a interesses comerciais.

Isso significa que as unidades da máscara para cabelo que estavam no mercado não foram fabricadas pela empresa e contam com uma composição desconhecida.

Quais os riscos?

Sobre o uso de produtos falsificados e de origem clandestina, a Anvisa alerta que não há garantia alguma de qualidade e de segurança.

Isso porque a fórmula não é como a original e, além de não cumprir com os efeitos prometidos, pode ainda representar riscos à saúde do consumidor.

Comprou? E agora?

Com relação à máscara para cabelo da Maria Escandalosa, a recomendação é que quem comprou o produto de um desses lotes apreendidos suspendam o uso imediatamente.

E, se por acaso você se sinta lesada pela compra, pode fazer uma queixa ao Procon da cidade onde comprou a máscara e requerer o ressarcimento.

Agora, falando nos cuidados com os cabelos, não deixe de conferir também: Como definir cachos com creme de pentear, sem fitagem.

Fonte: Minha Vida