As chances de engravidar com cada método contraceptivo se usado errado

A pílula anticoncepcional é um dos métodos contraceptivos mais populares hoje em dia, assim como a camisinha, por exemplo. Mas, uma verdade que precisamos saber sobre esses artifícios que impedem a gravidez é que nenhum deles é 100% garantido.

Por menores que sejam, as chances de engravidar ainda existem com o uso deles. E elas só aumentam quando o assunto é o uso incorreto ou imprudente desses métodos contraceptivos.

Abaixo, como você vai ver, a listra preparada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) revela quais as chances de engravidar com cada um dos anticoncepcionais. De bônus você ainda descobre quais métodos são os mais eficientes atualmente.

Descubra quais suas chances de engravidar com cada método contraceptivo:

1. Coito interrompido

Interromper o ato antes da ejaculação de maneira perfeita é muito difícil. As chances da mulher engravidar nesse método é de 4%, caso nada “vaze”. Mas, se feito de uma maneira incalculada, as chances de engravidar de 27%.

2. Tabelinha

Se feita corretamente, a eficácia da tabelinha é de 3% a 5%. Mas, se você escorregar, o risco de engravidar sobe para 25%.

O problema é que nem sempre a relação que acontece no dia errado. Uma febre fora de hora e outros fenômenos no corpo podem mudar a data da ovulação.

3. Espermicida

Se aplicado conforme as instruções do fabricante, as chances de engravidar são de 18%. Caso a aplicação não seja correta, as chances passam para pelo menos 29%.

4. Diafragma

O método é pouco usado hoje em dia e as chances de engravidar usando esse método é de 6% se usada da maneira correta, inclusive quanto ao seu posicionamento no organismo. Se usado da maneira errada, as chances de engravidar sobem para 16%.

5. Camisinha masculina

Esse, com certeza, é um dos métodos anticoncepcionais mais conhecidos. As chances de engravidar são de apenas 2%. Mas, como em todos os demais métodos, essas chances sobem para 15% se for utilizado do jeito impróprio.

6. Camisinha feminina

A versão feminina da camisinha tem eficácia de 95%. Mas, dependendo da forma que for usada, a proteção cai para 79%.

7. Pílula combinada

Esquecer a pílula ou tomar de forma inconstante e misturada com outros remédios, aumenta suas chances de engravidar de 0,3% para 8%.

8. Adesivo

Esquecer de trocar o adesivo ou recolocá-lo na hora errada aumenta 7,7% as chances de engravidar, que passam de 0,3% para 8%.

9. Anel vaginal

Se ele não for inserido de maneira imprópria, as chances de engravidar vão de 0,3% a 8%.

10. DIU de Mirena

As chances são apenas de 0,2%.

11. Anticoncepcional injetável

Se o remédio não for conservado de maneira correta ou se você errar a data de tomá-lo as chances de engravidar utilizando esse método passa de 0,05% para 3%.

12. Implante subdérmico

As chances de engravidar com um implante desses (que invariavelmente é inserido por um médicos) é de apenas 0,05%. Esse é considerado o método anticoncepcional mais eficaz atualmente e ainda vem com um bônus: não pode dar errado.

13. Sem método contraceptivo

Nesse caso, o risco de engravidar sobrem para 85%.

E então, leitora, você tinha ideia de quais eram as chances de engravidar com esses métodos contraceptivos mais populares? Você, por exemplo, já chegou a engravidar ou conhece alguém que tenha engravidado por não utilizá-los da forma correta? Não deixe de comentar!

Agora, falando em chances de gravidez, você precisa conferir ainda: Descubra o que corta o efeito do anticoncepcional.

Fonte: Vix