7 dicas para acabar de uma vez por todas com o cabelo espigado

Apesar do cabelo espigado ser estressante, existem algumas dicas simples e práticas para introduzir na rotina e salvar os fios de vez.

Ter que lidar com cabelo espigado é uma das situações mais estressantes para quem tem pelo menos o mínimo de cuidado com os fios. Quando não se dá a devida atenção às madeixas, é provável que uma ou outra vez você acorde com o cabelo em péssimo estado. Nesse sentido, até mesmo ao tentar pentear o cabelo, a escova vai acabar enganchada nas mechas, ou nem mesmo passar por elas. Esse é um sinal clássico de falta de hidratação, bem como outros fatores que impedem que os fios estejam do jeito que deseja.

Seja como for, ter um cabelo perfeito todos os dias é uma tarefa difícil. Todos os dias, os fios passam por agressões mínimas, mas efetivas, como o sol, a poeira, a poluição, as eventuais químicas e até mesmo o vento. Isso faz com que as pontas fiquem danificadas, dando então o efeito de cabelo espigado e quebradiço. Quando isso acontece, uma das primeiras reações de qualquer um é passar a tesoura nas pontas estragadas, mas essa não é a resposta, e pode acabar se tornando um ciclo vicioso. Afinal, você não está cuidando do cabelo do jeito que deve.

Por outro lado, a boa notícia é que existem vários truques simples para salvar o cabelo espigado e deixá-lo bonito de novo. Seguir alguns passos em sua rotina de cuidados é a melhor forma para recuperar as pontas danificadas, e além disso, melhorar ainda mais seu aspecto. Confira abaixo tudo que você precisa saber sobre cabelo espigado, bem como suas causas e a melhor forma de acabar com ele.

Causas do cabelo espigado

Quando se fala em cabelo espigado, é possível citar três fatores que influenciam diretamente na aparência danificada dos fios. São eles: a temperatura, a química e a mecânica. No caso da temperatura, isso significa que ocorre o uso excessivo de ferramentas de calor, como chapinhas e modeladores. Sem um protetor térmico, por exemplo, é muito provável que os fios sofram com as consequências. Assim, os cabelos acabam queimados e espigados.

Em segundo lugar, na química, os danos são causados por excesso de tratamentos capilares e de cor, como alisamentos, progressivas e desfrizagens. Isso ocorre principalmente quando a aplicação dos produtos configura-se como inadequada e não combina com seu tipo de cabelo. Nesse sentido, é essencial que haja um bom diagnóstico capilar.

Em terceiro lugar, a “mecânica” está relacionada ao modo como você utiliza sua escova. Entrar em pé de guerra com o objeto não é o caminho, e ao tentar desfazer nós com muita força, o resultado é um efeito ainda pior. Até mesmo o atrito da toalha quando esfregada com força pode ser prejudicial.

Seja como for, após identificar qual dos três fatores mais se assimila ao seu problema, torna-se possível, então, traçar um bom plano de prevenção para salvar de vez os fios.

Como salvar o cabelo espigado?

Antes de mais nada, algumas boas alternativas para recuperar o cabelo quebradiço são, por exemplo, utilizar produtos que contenham óleo de argan, queratina e vitamina E. Além disso, evite utilizar a chapinha mais de uma vez por semana, bem como faça uma hidratação intensiva pelo menos uma vez por semana também. Tratamentos de recuperação como cronograma capilar, botox e cauterização também são uma boa pedida.

1 – Corte o cabelo periodicamente

Cabelo espigado

Uma das melhores formas de evitar cabelo espigado é cortando suas pontas pelo menos a cada 2 ou 3 meses. Além de evitar que pontas duplas apareçam, o corte também vai auxiliar na renovação capilar.

2 – Escolha os produtos certos

No caso do shampoo, é importante manter em mente que o tipo que você escolhe influencia diretamente na aparência do seu cabelo. Assim, prefira sempre comprar um mais específico para o que ele precisa. Nesse sentido, shampoos leitosos são ideais para cabelos secos e tingidos, enquanto perolados servem para tipos normais com pontas secas, etc. Lembre-se sempre: o shampoo obedece às necessidades do couro cabeludo, e o condicionador e a máscara ao comprimento. Quanto ao condicionador, prefira um produto selante, que possa unir as pontas espigadas.

3 – Evite ferramentas de calor

Cabelo espigado

Um dos principais motivos pelo qual o cabelo fica espigado é o uso excessivo de ferramentas de calor. Assim, dê um tempo na rotina de chapinha, secador e babyliss. Caso isso não seja possível, aplique pelo menos um protetor térmico antes do uso dos aparelhos. É essencial lembrar que as altas temperaturas, porém, vão ressecar os fios.

4 – Pré-poo contra cabelo espigado

O pré-poo é uma técnica que consiste em fazer um tratamento antes do shampoo. Nesse sentido, aplica-se um pouco de óleo vegetal, como o óleo de coco, ou um creme hidratante nos fios secos e ainda sujos, seguindo com a lavagem normalmente. Isso faz com que uma camada protetora envolva os fios, evitando o ressecamento do shampoo. Apenas aplique o óleo no comprimento e deixe agir de 15 a 20 minutos antes de seguir com a rotina de lavagem. O procedimento deve ajudar e muito a evitar o cabelo espigado.

5 – Faça hidratações semanalmente

Cabelo espigado

Uma hidratação pelo menos uma vez na semana também pode ser excelente para combater o ressecamento dos fios. Uma boa dica de hidratação é misturar a máscara de hidratação comum com algumas gotas de óleo de amêndoas, por exemplo. Em casos mais graves, faça uma super hidratação substituindo o óleo com uma tampa de glicerina líquida bidestilada. Isso fará com que a umidade fique dentro dos fios por mais tempo.

6 – Tome cuidado com a escova de cabel0

Na hora de pentear o cabelo, lembre-se de sempre fazê-lo de forma delicada, mesmo se os fios estiverem muito embaraçados. Comece a pentear sempre das pontas, delicadamente, subindo devagar, até chegar na raiz. Além disso, repita o processo uma madeixa de cada vez, para realmente evitar quaisquer danos.

7 – Lavagem do cabelo espigado

Cabelo espigado

Igualmente, o processo de lavagem requer delicadeza. Evite movimentos bruscos, e não esfregue o couro cabeludo com força, nem as madeixas. Ao aplicar o shampoo, massageie apenas o couro cabeludo suavemente, com as pontas dos dedos. Na hora do enxague, a espuma vai descer pelos fios, e então, você pode passar as mãos delicadamente pelo comprimento. Evite esfregar e enrolar as mechas.

Se você se interessou por essa matéria sobre cabelo espigado, aproveite para conferir Cabelo queimado – Como prevenir e tratar o cabelo danificado


Outras postagens

0 0 votos
Dê a sua opinião

guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários