Meu cabelo que não cresce: conheça 9 causas e o que fazer

Se você já se perguntou: O que fazer com meu cabelo que não cresce? É preciso descobrir o que está afetando o crescimento dos fios de cabelo.

Muitas pessoas queixam do crescimento de seus cabelos. De acordo com dermatologistas, a maioria dos pacientes que chegam em seus consultórios fazem o mesmo questionamento: E meu cabelo que não cresce, o que devo fazer? Infelizmente, esse é um problema que pode afetar os fios de cabelos por vários motivos e em qualquer tipo de cabelo.

Geralmente, o fato do cabelo não crescer pode estar relacionado a fatores genéticos. Ou seja, o paciente já nasce com predisposição genética a ter fios mais finos e ralos. Além de maior chance de desenvolver doenças capilares, como a alopecia, por exemplo.

Além disso, questões hormonais ou nutricionais também podem afetar o crescimento dos cabelos. Pois, qualquer alteração hormonal pode afetar pele, rosto, cabelo, etc. Da mesma forma, a falta de nutrientes como o zinco, cobre e ferro podem estar relacionados à queda e afinamento dos fios.

No entanto, outros fatores como oleosidade do couro cabeludo, também pode levar à queda e atrasar seu crescimento. Enfim, normalmente o cabelo cresce entre 1 a 1,5 cm por mês. E, não existe mágica para fazer com que cresça mais rápido. Contudo, você pode ficar atento quanto às possíveis causas do cabelo não crescer.

Meu cabelo não cresce: ciclo capilar

Meu cabelo que não cresce: 9 causas e o que fazer

De acordo com especialistas, os cabelos têm um ciclo de vida definido geneticamente. Por isso, algumas pessoas têm mais facilidade para ter um cabelo grande do que outras. Ademais, o ciclo capilar é dividido em três fases chamadas de Anágena, Catágena e Telógena. Onde cada uma representa:

  1. Anágena- fase de crescimento dos fios. Cuja duração é de 2 anos para homens. Já para mulheres, pode durar entre 3 e 5 anos. Portanto, após esse período os cabelos estabelecem um programa de renovação capilar.
  2. Catágena- nessa fase os fios se programam de forma automática para parar de crescer. Então, os cabelos entram na fase final do crescimento.
  3. Telógena- na última fase, os fios começam a se soltar do couro cabeludo. Em suma, esse processo pode levar cerca de 3 meses.

Por fim, após cair, outro fio de cabelo nasce em seu lugar, começando novamente o ciclo capilar. Mas, e o cabelo que não cresce? Provavelmente, o problema está na fase anágena. Sendo assim, o ideal é consultar um especialista. Pois, ele indicará o melhor procedimento a ser tomado para cada tipo situação.

Por outro lado, existem algumas técnicas que podem ajudar estimulando o crescimento dos fios, tais como:

  • Mesoterapia capilar – consiste na aplicação de substâncias e medicamentos diretamente no couro cabeludo. Como resultado, atua estimulando o crescimento dos folículos pilosos.
  • LED capilar (Diodo Emissor de Luz) – estimula o metabolismo das células do bulbo capilar, reduzindo inflamações e melhorando a circulação sanguínea na região. Como resultado, aumenta o tempo de crescimento dos cabelos.
  • Microinfusão de Medicamentos na Pele – substâncias e medicamentos são depositados profundamente, mas de forma controlada, na pele do couro cabeludo através de micro agulhas.

Meu cabelo que não cresce: causas

1- Alimentação desequilibrada

O cabelo que não cresce pode estar relacionado a uma má alimentação, ou seja, a falta de nutrientes necessários. Dessa forma, para os fios crescerem saudáveis e bonitos, é preciso adotar uma alimentação saudável e balanceada. Pois, assim mantém o bom funcionamento de todo o corpo, evitando o surgimento de problemas. Como no crescimento capilar, por exemplo.

Além disso, faça exames periódicos para saber como está sua saúde e se há carência de nutriente. Enfim, procure estabelecer uma rotina alimentar rica em proteínas, vitaminas e minerais.

2- Meu cabelo que não cresce: Problemas no couro cabeludo

Para o cabelo que não cresce um dos possíveis motivos pode estar relacionado a problemas no couro cabeludo. Por exemplo, irritações, oleosidade excessiva, micose, dermatite, seborreia, caspa, entre outros. Que entopem os folículos pilosos, dificultando o crescimento dos fios.

Enfim, para evitar qualquer tipo desses problemas no couro cabeludo é preciso cuidar bem dessa região com produtos adequados para seu tipo de cabelo. Além disso, uma boa massagem também ajuda. Dessa forma, a circulação sanguínea circula mais facilmente levando os nutrientes necessários para que os fios possam crescer saudáveis.

3- Falta de corte

Cortar as pontas do cabelo periodicamente ajuda a evitar a queda dos fios. Portanto, deixar os cabelos muito tempo sem corte faz com que os fios fiquem fracos e comecem a quebrar. Resultando em um cabelo que não cresce.

4- Meu cabelo que não cresce: Excesso de calor

Meu cabelo que não cresce: 9 causas e o que fazer

Lavar os cabelos em água muito quente, o uso constante de secador, chapinha ou babyliss danificam os fios. Deixando-os mais ressecados, com pontas duplas e o couro cabeludo mais oleoso. Dessa forma, os fios demoram mais para crescer.

Portanto, reduza o uso desses aparelhos e não lave os cabelos na água quente. Ademais, quando usar o secador, mantenha uma distância de 10 cm dos fios. Além disso, use um bom protetor térmico, que vai ajudar a proteger os fios do calor excessivo.

5- Química e cuidados necessários

Meu cabelo que não cresce: 9 causas e o que fazer

O uso excessivo de química no cabelo como tinturas, descoloração, alisamentos, por exemplo, pode causar o corte químico dos fios. Pois, esses processos alteram a fibra capilar, deixando os fios mais frágeis e prejudicando seu crescimento. Portanto, o ideal é respeitar o intervalo de tempo entre um processo químico e outro, além disso, estabeleça uma rotina de cuidados adotando um cronograma capilar.

Ademais, o cronograma ajuda a repor os nutrientes que o cabelo perdeu durante os processos químicos e através do calor excessivo. Por exemplo, ajuda na reposição de água, lipídios e massa capilar, através de máscaras nutritivas, reconstrutoras e hidratantes.

Dessa forma, os fios vão ficar mais saudáveis e fortes, evitando a quebra e estimulando o crescimento capilar. Também é importante ressaltar os cuidados ao pentear e desembaraçar os cabelos. Que, caso não seja feito de forma adequada pode causar o rompimento da fibra capilar.

Enfim, procure desembaraçar os cabelos quando estiverem úmidos ou molhados e utilize pentes e acessórios adequados para o seu tipo de cabelo.

6- Genética

Muitas pessoas, mesmo fazendo de tudo e tomando todos os cuidados necessários. Ainda chegam ao consultório do dermatologista queixando que ‘meu cabelo que não cresce’. Em suma, a causa pode estar relacionada a fatores genéticos.

Pois, a genética influencia todos os elementos do nosso corpo. Da mesma forma, influencia a textura, cor e propensão a alguns tipos de doenças relacionadas ao couro cabeludo. Por exemplo, a calvície.

Enfim, para esse caso, o diagnóstico deve ser feito por um profissional especializado para que ele possa encontrar a melhor maneira de controlar a evolução do problema.

7- Meu cabelo que não cresce: Hormônios

Ao longo da vida, nosso organismo passa por alguns processos naturais. Por exemplo, a puberdade, gravidez e menopausa. Sendo assim, durante esses processos é comum que causem mudanças hormonais. E essas mudanças hormonais podem afetar o crescimento dos cabelos, além de causar a queda dos fios.

Enfim, para essas situações apenas um especialista pode indicar um tratamento adequado para o seu cabelo que não cresce.

8- Estresse

Ademais, o estresse é causador de inúmeros problemas de saúde. Da mesma forma, ele pode estar relacionado ao fato do cabelo que não cresce normalmente. Pois, o estresse faz com que substâncias químicas nocivas sejam liberadas no corpo. Que afetam a saúde de modo geral, incluindo o crescimento dos fios.

Enfim, a solução é procurar por um profissional para descobrir a causa do estresse e assim, poder amenizá-lo. Uma boa dica é procurar fazer atividades que relaxam, exercícios físicos e manter uma rotina de sono.

9- Meu cabelo que não cresce: Estrutura dos fios

Em suma, cabelos cacheados e crespos tendem a demorar mais para crescer. Ademais, o cabelo cacheado é naturalmente mais ressecado, o que torna a fibra capilar mais fraca. Portanto, quebra mais facilmente, prejudicando seu crescimento.

Portanto, para evitar o ressecamento excessivo dos fios, faça hidratação semanalmente com produtos adequados para cabelos cacheados e crespos. Por fim, faça tratamentos de nutrição mensalmente para devolver os nutrientes perdidos, ajudando no crescimento dos cabelos.

Agora, se você seguiu todas essas dicas e ainda assim notou ‘meu cabelo que não cresce’. A solução é consultar com um médico especialista para que ele possa indicar o tratamento mais adequado.

Então, se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: Como fazer o cabelo crescer de uma forma rápida com 11 dicas.


Outras postagens

0 0 votos
Dê a sua opinião

guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários