Dicas & Truques

Clariderm, para que serve? Como usar, efeitos colaterais, contraindicações

A pomada Clariderm é ideal para quem sofre com manchas escuras e quer clareá-las. Confira as contraindicações e como usar.

Atualizado em 03/12/2019

Atualmente, muitas mulheres tem tendência a desenvolver manchas na pele ou já tem. Infelizmente, essas manchas podem ser provocadas, sobretudo, pelos raios solares. E podem ser escuras ou claras. Para isso existe o Clariderm. Também é conhecida, comercialmente, como Claripel ou Solaquin.

A pomada Clariderm é ideal para o tratamento de manchas escuras ou claras. Ela age clareando, basicamente, as áreas afetadas. Devolvendo a autoestima de muitas mulheres que sofrem com o problema. No entanto é preciso ter cuidado na hora de usar.

Pois dependendo da situação o creme pode não clarear como esperado. Mas pela sua naturalidade e facilidade no clareamento, o Clariderm conquistou muitas pessoas. Confira mais sobre a pomada que retira manchas gradativamente.

Como funciona a pomada Clariderm?

Clariderm - Conheça como usar, para que serve e como funciona.
Fonte: Farmácia APP

Esse medicamento é vendido em embalagens no estilo bisnaga. Em sua composição química contém 3 substâncias que são clareadoras. A principal delas é a hidroquinona. Com isso, o Clariderm promete fazer um clareamento até a pele ficar em um tom uniforme.

Além disso, ele age protegendo contra os raios UVB e UVA nível 18. Outro benefício que a pomada traz é o tratamento de rugas e expressões faciais com linhas finas.

No entanto é importante que a pessoa tenha consciência de que algumas manchas não serão clareadas. Porque o Clariderm ache superficialmente, ou seja, atinge melhor manchas mais claras. Desta forma, manchas mais escuras e profundas demandam mais do que só a pomada.

Contudo o Clariderm é indicado mais para manchas de acne, sardas, queimaduras com limão, manchas senis, de catapora, lentigas entre outras.

Como usar?

Clariderm - Conheça como usar, para que serve e como funciona.
Fonte: ReviewBox

Aplique uma pequena camada na área manchada,  duas vezes ao dia. Ou seja, de manhã e a noite, após você realizar a limpeza da pele. Não esqueça que é importante passar na pele seca. Quando aplicado pela manhã, use protetor solar de fator 50.

Assim, você protege a pele do sol e evita que mancha fique pior. Além de ajudar na eficácia da ação do Clariderm.

Efeitos colaterais que podem acontecer

Clariderm - Conheça como usar, para que serve e como funciona.
Fonte: Dra. Kaliandra Cainelli

Por conta da hidroquinona podem aparecer efeitos como dermatite de contato, hiperpigmentação no caso de exposição solar, sensação de leve queimação, vermelhidão e também pode ser que as unhas fiquem escuras. Aliás, o uso prolongado por mais de 2 meses da substância podem causar manchas escuras ou preto-azulado. Isso, no local aplicado.

Além disso, o uso da hidroquinona junto a produtos que tenham água oxigenada, benzoíla ou bicarbonato de sódio são prejudiciais. Porque podem causar manchas escuras. Para evitá-las ou tirá-las evite o uso dos elementos juntos.

Não use a pomada junto com cosméticos que tenham álcool. Porque junto a hidroquinona podem ocasionar queimaduras na pele.

Quem não pode usar

Clariderm - Conheça como usar, para que serve e como funciona.
Fonte: Clínica SIM

Em primeiro lugar, se você apresentar alergia a qualquer dos componentes da pomada, evite usá-la. Caso seja gestante o medicamento não é indicado. Durante a amamentação também não.  Além disso, crianças com menos de 12 anos não são indicadas a fazer uso.

Não use em grandes áreas do corpo e muito menos em caso de queimaduras do sol. Por fim, saiba que o uso do Clariderm deve ser feita sob orientação médica, principalmente de um dermatologista. Ele vai saber falar se o creme vai ajudar ou não no seu caso.

Se você gostou de saber mais sobre a pomada de clareamento de pele Clariderm, leia também 12 coisas que mais dão caspa e você não sabia 

Fonte: Tua Saúde, Dino

Fonte da imagem destaque: Dermatology Times