Maternidade

Sintomas de fecundação – Como ocorre, etapas e primeiros sinais

Nos primeiros dias após a fecundação já é possível notar os primeiros sinais de gravidez, mas nem todas mulheres apresentarão esses sintomas.

Por Cristyele Oliveira

A fecundação é o processo em que o espermatozoide encontra o óvulo para então gerar uma vida, ou seja, concretizar a gravidez. Sendo assim, para saber, com certeza, se a mulher ficou grávida, é preciso esperar pelos primeiros sintomas de gravidez, que aparecem algumas semanas após a fecundação. Contudo, após a fecundação, já aparecem alguns sintomas sutis, que muitas vezes passam despercebidos por muitas mulheres e podem indicar a gravidez.

O primeiro sintoma é o aparecimento de um leve sangramento rosado, que pode ser notado até no 3º dia após o ato sexual. Esse sintoma é sentido quando o embrião formado é fixado na parede do útero, onde irá desenvolver o feto. Mas além do corrimento, outros sintomas de fecundação incluem desconforto e dor abdominal, muito semelhante a uma cólica menstrual e dores nos seios.

Portanto, hoje iremos entender melhor como funciona a fecundação e os primeiros sintomas que indicam uma gravidez antes mesmo da falta de menstruação.

Fecundação, o que é?

YouTube

Como dito anteriormente, a fecundação é a concretização da gestação, quando o material biológico masculino encontra o material biológico feminino. Para que ocorra a fecundação, é necessário que o homem tenha uma boa quantidade de espermatozoides saudáveis e que a mulher libere um óvulo também saudável.

Sendo assim, o encontro entre o espermatozoide e o óvulo ocorre nas trompas de falópio, os canais que ligam o ovário e o útero. Então, quando os ovários liberam os óvulos para serem fecundados, eles passam pelas trompas, e se algum espermatozoide conseguir penetrar um desses óvulos, ocorre o que chamamos de fecundação.

Então, algumas horas depois, o óvulo fecundado, agora chamado de zigoto migra para o útero, onde então irá se desenvolver. Nessa etapa, o processo recebe o nome de nidação, que é quando o óvulo fecundando se fixa na parede do útero.

Normalmente, a nidação resulta em um leve sangramento de coloração rosa claro ou marrom, que precede o período menstrual. Esse sangramento confirma que o blastocisto se fixou na parede do útero, concretizando a implantação do óvulo fecundando no útero. Contudo, esse sangramento pode não ocorrer em todas as mulheres.

Porém, quando não ocorre a fecundação, o material biológico do homem, ou seja, os espermatozoides morrem dentro do órgão reprodutor feminino, e posteriormente é eliminado com a menstruação. Lembrando que um espermatozoide pode permanecer vivo por até 72 horas em busca de um óvulo para penetrar.

Como ocorre a fecundação

Mater Prime

Antes de mais nada, para ocorrer a fecundação, a mulher precisa estar no seu período fértil quando houver a relação sexual. Além disso, é preciso que o órgão produtor feminino esteja saudável, para produzir um óvulo apto a ser fecundado.

E então, mensalmente os ovários liberam um óvulo maduro que se deslocam pelas trompas de falópio a espera de um espermatozoide para ser penetrado. Contudo, o trabalho maior é dos espermatozoides, que precisam percorrer um longo caminho entre a vagina e as trompas. Levando em consideração o seu tamanho milimétrico de apenas 0,001 milímetro, os 18 centímetros que separam a vagina das trompas é uma longa viagem.

Um homem em condições normais consegue ejacular aproximadamente 20 milhões de espermatozoides em uma relação sexual. Dentre todos esses espermatozoides, menos da metade consegue percorrer o caminho até as trompas de falópio. Entre esses, apenas o mais forte é que irá conseguir romper a membrana que reveste o óvulo para então concretizar a fecundação. Quando isso acontece, o espermatozoide encontra o óvulo e então mistura o material genético feminino com o masculino.

Etapas da fecundação

Vix

Todo esse processo de fecundação pode levar até 6 dias após a relação sexual e o clico completo pode levar até 15 dias, seguindo as seguintes etapas:

  1. Após a fecundação, o óvulo e o espermatozoide se transformam em um zigoto;
  2. E então, 30 horas após a fecundação, o zigoto dá início ao processo de divisão celular, primeiro duas células, depois duas até se multiplicar e formar oito células no total;
  3. Nessa etapa, que ocorre de 72 a 84 horas após a fecundação, o material genético do homem e da mulher se transforma em uma mórula;
  4. Desse modo, 5 dias depois ocorre o desenvolvimento de um blastocisto;
  5. Sendo assim, o blastocisto deve se implantar no útero, para então começar o desenvolvimento do feto propriamente dito;

Primeiros sintomas

Ivi

De modo geral, a fecundação não resulta em nenhum sintoma muito perceptível de gestação. No entanto, após a nidação, que ocorre por volta do sétimo dia após a relação sexual é possível notar alguns sinais que indicam que houve a fecundação.

Entre os principais e mais comuns sintomas de fecundação podemos citar os seguintes:

  • Cólica abdominal leve por volta do 6º ou 7º  dia após o período fértil;
  • Sangramento leve de coloração rosa claro ou marrom após 10 a 12 dias do período fértil;
  • Cansaço e sonolência em excesso;
  • Dores de cabeça leve e persistentes;
  • Seios inchados e doloridos.

Esse são os primeiros sinais que indicam que a mulher está grávida. Contudo, é importante frisar que nem sempre eles estarão presentes, algumas mulheres podem não apresentar nenhum desses sintomas.

Confirmação da gravidez

A Mulher

A partir desses sintomas de fecundação já dá para suspeitar de uma gravidez, mas para ter a confirmação é preciso fazer um teste de gravidez de farmácia. Esses testes podem detectar a gravidez após 17 dias da fecundação. Sendo assim, o ideal é fazer o teste após pelo menos uma semana de atraso da menstruação, claro, em casos em que o clico menstrual é regular.

Feito o teste e o resultado ser positivo, a gravidez pode ser confirmada a partir de um exame de sangue beta-HCC. Além disso, outra forma para confirmar a gravidez é por meio de uma ultrassom, que irá identificar a presença do embrião no útero e até os batimentos cardíacos do bebê, já que o coração é primeiro órgão a ser desenvolvido.

A partir disso é hora de procurar um ginecologista para dar início ao acompanhamento pré-natal.

Enfim, o que você achou dessa matéria? Aliás, aproveite para conferir também Chances de engravidar – Fertilidade e fases da vida.

Fontes: Tua Saúde Mater Prime Tua Saúde Minha Vida

Imagens: Clínica Gera YouTube Mater Prime A Mulher Vix Ivi 

Próxima página »

Escolhidas para você