Saúde

Endometriose, o que é? Causas, tipos, sintomas, tratamento

Endometriose atinge muitas mulheres, pode aparecer desde a primeira menstruação e seguir até a última; e lever à infertilidade.

Atualizado em 26/11/2019

A endometriose é uma doença que atinge, exclusivamente, mulheres. Porque ela é caracterizada pela presença do endométrio na cavidade uterina, ou em outros órgãos da pelve.

Ou seja, o endométrio é um tecido que reveste o interior do útero. Com isso, esse problema pode atingir a mulher desde a primeira menstruação até a ultima. Embora seja comum diagnostica-la aos 30 anos, ela é uma doença que acomete, pelo menos, 6 milhões de brasileiras.

Segundo a Associação Brasileira de Endometriose as mulheres que podem desenvolver o problema entre 10% e 15% podem estar em idade reprodutiva. Ou seja, entre 13 e 45 anos. Inclusive, 30% delas podem ficar estéreis.

Como acontece a endometriose?

Endometriose - O que é? Quais sintomas? Tem tratamento?
Fonte: Canção Nova – Formação

Ela ocorre quando o endométrio, mucosa que reveste a parede do útero, afeta outros órgãos. Ou seja, quando começa a crescer em outras regiões do corpo.

Como dito anteriormente, em regiões da pélvis, fora do útero, nos ovários, bexiga e órgãos próximos. Embora nada impeça que aconteça de crescer em outras partes do corpo.

Mensalmente os ovários produzem hormônios que estimulam as células do endométrio a estarem preparadas para receber um óvulo fertilizado. Com isso, elas se multiplica por estimulo da parede de mucosa do útero. Ou seja, por incentivo do endométrio.

Isso faz com que a mucosa aumente seu tamanho e fique mais espessa. Caso essas células endometriais cresçam fora do lugar, surge a endometriose. Portanto o local correto para elas é apenas o útero.

Endometriose - O que é? Quais sintomas? Tem tratamento?
Fonte: A Saúde em Pauta

Infelizmente as causas para o problema ainda não são claras. No entanto, existem teses e pesquisas que afirmam varias possibilidades. Confira a seguir.

Possíveis causas

Menstruação retrograda

Ela ocorre quando o sangue da menstruação, que geralmente tem células do endométrio sofre um tipo de refluxo se espalhando pela cavidade pélvica. Ou seja, nas trompas de falópio.

Essas células com o endométrio acabam se espalhando na parede dos órgãos que estão localizados na pélvis. Gerando a endometriose.

Ademais, esse refluxo acontece em praticamente toda mulher durante seu período menstrual.

Crescimento de células

Provavelmente você não sabe, mas as células que revertem as paredes da cavidade pélvica são embrionárias comuns. E sob alguns determinados estímulos, ocorre um processo de diferenciação tecidual. Algumas das células que estão revestindo podem se tornar tecido endometrial, o que consequentemente dá início ao problema.

Endometriose - O que é? Quais sintomas? Tem tratamento?
Fonte: VIX

Deficiência do sistema imunológico

A deficiência do sistema imunológico também pode facilitar o surgimento da doença. Já que se ele estiver com problemas não poderá deter células endometriais que crescem fora do lugar.

Outras possíveis causas

Em cirurgias é possível que possa ocorrer ou desencadear um principio de endometriose. Por exemplo, em cesárias ou histerectomia as células do endométrio podem se prender a cortes cirúrgicos.

Além disso, o sistema linfático também pode levar células do endométrio para outra parte do corpo.

Os 5 tipos de endometriose

1- A superficial

Geralmente, é aquela que atinge mais o peritônio. Ou seja, o tecido que recobre internamente os órgãos que ficam localizados na cavidade abdominal e pélvica.

2- No ovário

Essa acomete, como dito anteriormente, o ovário. Sua causa principal é a formação de cistos com conteúdo que envolve sangue. E ele se desenvolve dentro do ovário.

3- Profunda

Endometriose - O que é? Quais sintomas? Tem tratamento?
Fonte: Adriana Chiari Magazine

Como diz o nome, a endometriose profunda ocorre quando as células endometriais infiltram-se na parede de algum órgão por mais de 5 mm. Sendo que o normal é entre 1 e 2 mm.

Nesse tipo é possível achar outra especie de endometriose, a reto-vaginal. Ela se caracteriza, sobretudo, pelo tecido, que divide vagina do reto, sendo atingido pelas células.

Os sintomas são mais fortes durante o período menstrual e dependendo, basicamente, da situação o paciente pode ser submetido a cirurgia imediata.

4- O de parede

Ele atinge a parede abdominal que fica próximo ao umbigo. Com isso, acaba formando nódulos que são bastante dolorosos, principalmente, no período menstrual.

Pode ser identificado por meio de ultrassom de parede abdominal. Faça quando estiver, sobretudo, no período menstrual. Pois facilita a visão da endometriose.

5- Pulmonar

Este é o mais raro. Acontece quando a endometriose atinge a área pulmonar, por meio da corrente sanguínea.

Os sintomas dessa doença são, basicamente, sangramento pelas vias aéreas, sobretudo, na época da menstruação. Geralmente, acontece de sair sangue pela tosse. Podemos identificar o problema por meio de exames de imagem.

Sintomas

O principal sintoma são as dores na região pélvica, já que é a parte, geralmente, afetada. Inclusive no período de menstruação.

Endometriose - O que é? Quais sintomas? Tem tratamento?
Fonte: Correio da Manhã

Outros sintomas frequentes:

  • Dores no período menstrual;
  • Dor no baixo abdômen ou cólicas que podem ser sentidas por uma semana ou duas antes de a menstruação descer;
  • Dores durante as relações sexuais. Ou seja, no ato da penetração;
  • Dores na hora de fazer xixi ou até mesmo evacuar, principalmente, quando menstruada;
  • Infertilidade
  • Fadiga
  • Diarreia

Detalhe importante é que a intensidade da dor que cada mulher sente é muito relativa, varia de organismo para organismo. Ou seja, você pode sentir uma dor mais intensa que outras mulheres ou não.

Além disso, os sintomas da endometriose podem ser confundidos com outras doenças. Por isso fique atenta aos sintomas e procure um médico. Principalmente, um ginecologista, já que é especialista no assunto.

Endometriose e a infertilidade

Endometriose - O que é? Quais sintomas? Tem tratamento?
Fonte: Canção Nova – Formação

A endometriose pode causar infertilidade. Inclusive, 50% dos casos estão atrelados a doença. O fator principal dessa situação é o tubário. Pois essas tubas uterinas ficam danificadas, por conta desse processo altamente inflamatório que forma aderência do peritônio com outros órgãos da pélvis.

Isso resulta na obstrução das tubas uterinas e na redução de mobilidade. Dessa forma, o espermatozoide e óvulo não se locomove, impedindo a fecundação.

Além disso, os cistos de endometriose localizados nos ovários, também, podem causar infertilidade. Outra hipótese é que provavelmente a endometriose pode alterar o sistema imunológico e alterações no inflamatórias no útero e endométrio. Isso atrapalha a implantação de um embrião.

Fatores agravantes

Existe um fator agravante muito importante e que você precisa saber. Caso você tenha mãe ou irmã que apresente diagnostico de endometriose, as chances de você tê-la são seis vezes maiores que qualquer mulher, de forma geral.

Endometriose - O que é? Quais sintomas? Tem tratamento?
Fonte: Uol

Confira outros possíveis fatores de risco:

  • Início de menstruação precoce;
  • Nunca ter tido filhos;
  • Ciclos menstruais muito frequentes;
  • Menstruação que dura muito, principalmente aquelas que vão de 7 dias ou até mesmo mais;
  • Problemas com o hímen perfurado, ele bloqueia a passagem do sangue da menstruação;
  • Anormalidades no útero.

Quando buscar o médico?

Endometriose - O que é? Quais sintomas? Tem tratamento?
Fonte: BedMed

Assim que sentir os primeiros sintomas você pode estar buscando um médico. Pois sentir dores acima do normal durante o período de menstruação não é normal.

Procure um clínico ou um ginecologista. Para a consulta esteja preparado e atento aos seus sintomas. Assim torna-se mais fácil e rápido o diagnostico.

Com isso, caso o médico suspeite de endometriose, ele entrará com o pedido de exames. Serão feitos exames, principalmente, de imagem. Como, por exemplo, a ressonância, uma ultrassom ou a laparoscopia.

Tratamento

As opções de tratamento são basicamente:

  • Medicamentos serão tomados para o controle da dor e minimização da progressão da doença;
  • Cirurgia para retirada das áreas com endometriose;
  • Histerectomia  com retirada dos dois ovários.

O tratamento depende de muitas variantes como idade, gravidade do caso, se a mulher deseja ter filhos e como estão os sintomas.

Provavelmente, pode ser usado o tratamento com a interrupção do ciclo menstrual, criando um estado parecido com a gravidez. Isso é chamado de pseudo-gravidez e ajuda a regredir a doença.

Endometriose - O que é? Quais sintomas? Tem tratamento?
Fonte: G1 – Globo.com

Com isso, são usados anticoncepcionais com estrogênio e progesterona frequentemente, ou seja, não haverá pausas para menstruação. Inclusive, podem ser usados progestagênios isolados em forma de pílulas, injetável ou até mesmo DIU.

Essa forma de tratamento apenas alivia alguns dos sintomas da endometriose, mas não a elimina de vez. Também não é possível reverter alterações físicas que já ocorreram por causa da doença.

Outros medicamentos

Outro tratamento alternativo, também, seria o uso de agonistas do GnRH. Eles impedem que haja produção de estrogênio pelos ovários. No entanto podem haver possíveis efeitos colaterais, como sintomas de menopausa, que são ondas de calor, secura vaginal, alterações de humor. Além de perda precoce de cálcio dos ossos.

Endometriose - O que é? Quais sintomas? Tem tratamento?
Fonte: Veja São Paulo – Abril.com

Por causa dessa perda de densidade óssea, hormônios serão passados como tratamento de reposição . Em alguns casos podem durar seis meses em outros um ano. Somente o médico poderá falar com certeza sobre qual medicamento e tratamento seguir.

Importante lembrar, que por mais que você queira seguir dicas de pessoas próximas, não corra o rico de se automedicar. Muito menos interrompa o tratamento pela metade, é necessário que ele seja seguido a risca.

Medidas que podem ser feitas para aliviar os sintomas

Endometriose - O que é? Quais sintomas? Tem tratamento?
Fonte: Revista Galileu
  • Tome banhos quentes. Pode ser feito, também o uso de bolsas de água quente. Pois ambos ajudam ao músculo fazendo-o relaxar, reduzindo a dor;
  • Fazer o uso de alguns analgésicos também pode ser útil;
  • Faça exercícios frequentemente. Estudos mostraram que a prática de atividade física ajuda a melhorar bastante os sintomas.

Endometriose tem cura?

Sua melhor chance de cura, e dependendo do estado da endometriose da mulher, é a histerectomia. Embora provavelmente seja necessário a reposição hormonal depois da remoção dos ovários ela ainda é a melhor opção. Infelizmente, a doença pode voltar assim mesmo, mas são raros os casos em que acontece isso.

A terapia hormonal e a laparoscopia não conseguem curar a endometriose. Mas podem aliviar grande parte dos sintomas ou até mesmo acabar com eles por vários anos.

Endometriose - O que é? Quais sintomas? Tem tratamento?
Fonte: Dr Alexandre Bertoncini

A infertilidade em pacientes com endometriose não chega a atingir em níveis que a doença se encontra “leve”. Inclusive, a cirurgia laparoscópica pode auxiliar no aumento de fertilidade. Mas depende apenas do grau de gravidade do problema.

Caso feita a laparoscopia e não se teve o resultado esperado, ou seja, a mulher não engravidou é indicado outros métodos.  Nesse caso, é hora de pensar em reprodução assistida como, por exemplo, fertilização in vitro.

Quem tem endometriose pode engravidar?

Endometriose - O que é? Quais sintomas? Tem tratamento?
Fonte: BoaConsulta

Depois de serem diagnosticadas com o problema, cerca de um terço a metade das mulheres tem dificuldade de engravidar. Mas não é impossível que aconteça da mulher engravidar. As medidas de cuidados serão apenas redobradas e seguidas ao pé da letra por essas gestantes.

O indicado pelos médicos é que não se faça a postergação da gestação. Pois os problemas gerados pela endometriose podem piorar com o tempo. Não haverá problemas com o feto ,nem mesmo caso de deformações por conta da endometriose, fique tranquila.

Curtiu conhecer mais sobre a endometriose? Leia também Niacinamida- Pra que serve, como usar e benefícios para pele e saúde 

Fonte: Gineco.com.br , Minha Vida 

Fonte da imagem destaque: IOB Bauru