Flacidez na barriga: o que causa e como eliminá-la

A flacidez na barriga pode ser extremamente incômoda, mas com a melhora dos hábitos de vida, é possível perdê-la de uma vez por todas.

Quando se fala em estética, a flacidez na barriga é um dos maiores motivos de incômodo para mulheres no mundo inteiro. Um pouco mais difícil de sumir do que outras gordurinhas, as causas de seu surgimento podem variar bastante. As mais comuns, porém, estão entre a má alimentação, a variação constante de peso, ou “efeito sanfona”, a gravidez e a simples chegada da idade.

Nas clínicas de estética, a flacidez é a queixa principal de boa parte de quem busca procedimentos cirúrgicos. Nesse sentido, é comum recorrer à cirurgia quando a pele excedente não some nem mesmo com muitos cuidados. Seja como for, existem várias medidas extremamente úteis para acabar com a flacidez abdominal. No fim, o que importa é manter a disciplina e a paciência para ver os bons resultados.

Mesmo que o excesso de gordura no abdômen possa causar um estresse extra para muitas, isso não é o fim. Para quem deseja remediar a situação, existem as mais variadas formas para acabar com a flacidez e, de quebra, melhorar e muito os hábitos saudáveis. Dessa forma, confira abaixo tudo que você precisa saber sobre a flacidez abdominal. Aprenda o motivo de seu aparecimento, as questões de saúde envolvidas e, principalmente, as melhores dicas para fazer com que ela desapareça de vez.

O que causa a flacidez abdominal?

Fonte: Bellcorpus

Antes de mais nada, é essencial entender o processo do surgimento da flacidez. Ela ocorre quando as fibras de sustentação da pele enfraquecem, nesse caso, o colágeno e a elastina. Na maioria dos casos, tais fibras se rompem, como na perda de peso substancial após uma reeducação alimentar ou uma cirurgia bariátrica.

Os fatores mais comuns que ocasionam o surgimento da flacidez abdominal costumam variar muito. Eles estão entre uma alimentação desregrada, o aumento e a perda de peso constantes, o que cria um “efeito sanfona”, o corpo após a gravidez e, principalmente, a chegada da idade. Nesse sentido, a partir dos 30 anos, é normal que o colágeno, responsável pela firmeza da pele, seja produzido em menores quantidades.

Além disso, no caso da alimentação desregrada, uma dieta rica em frituras, açúcar e industrializados é responsável pelo acúmulo de gordura na região abdominal. Dessa forma, a pele estica e afeta diretamente as tais fibras de sustentação.

Questão de saúde

A flacidez na barriga vai muito além de um incômodo estético. Muitas vezes, a gordura acumulada na região se relaciona a um risco maior de problemas de saúde. Nesse caso, é possível citar doenças no coração e diabetes. Além disso, não trabalhar a musculatura do abdômen pode deixá-la fraca. Isso faz com que, no futuro, dores na coluna possam surgir, já que a região ajuda a manter a postura do corpo inteiro.

Como acabar com a flacidez na barriga

Mesmo que tudo pareça estar perdido, saiba que é totalmente possível perder essa gordurinha extra na barriga. Os efeitos de casos como a gravidez ou a idade, por exemplo, não são eternos. Com pequenas mudanças de seus hábitos todos os dias, você pode fazer e muito pela aparência do abdômen.

1 – Melhore a alimentação

Fonte; Best Life

Um dos pontos chave da perda da flacidez na barriga é a melhora da alimentação. Como já foi apresentado, uma dieta desregrada faz com que a gordura fique acumulada na região abdominal, afetando a aparência da pele. Além disso, depois dos 30 anos, a musculatura cede espaço cada vez mais para o tecido adiposo. O que acontece é o aumento do percentual da gordura corporal, ao passo que a massa magra se perde cada vez mais.

Nesse sentido, além do efeito natural da flacidez, combinar uma alimentação nada saudável causa ainda mais acúmulo de gordura na barriga. A dica mais importante, afinal, é reduzir ou até mesmo eliminar doces, frituras, refrigerantes e industrializados no geral. Qualquer que seja a caloria “vazia” será inútil para o processo de perda da flacidez. Afinal, não adianta nada se esforçar muito com exercícios físicos e ainda comer mal. 70% da busca por uma barriga com menos gordura está localizada simplesmente na alimentação.

2 – Adicione fibras na sua dieta

Flacidez na barriga
Fonte: Maxi Popular

Outro detalhe que auxilia no efeito da flacidez na barriga é o inchaço abdominal. Normalmente, ele acontece quando o intestino não anda funcionando direito. Além da prisão de ventre ser muito incômoda, não ir ao banheiro faz com que a pele local distenda, dificultando o aparecimento da musculatura abdominal. Para remediar o problema, aumentar o consumo de alimentos ricos em fibra é essencial.

Nesse caso, verduras, frutas e leguminosas como feijão, lentilha e grão de bico, ou arroz e pão integral, devem entrar no cardápio diário. Lembre-se de consumi-los com bastante água, de forma que a passagem das fibras pelo trato digestivo seja facilitada. Pelo menos 25 gramas de fibra é o indicado, além de evitar alimentos que prendem o intestino, como arroz e pão branco, açúcar e amido de milho.

3 – Beba água

Fonte: Viva Mais Verde

Beber água não faz bem apenas para a saúde no geral. Ingerir líquidos constantemente é essencial para combater a flacidez na barriga. A água ajuda a melhorar o funcionamento do intestino, bem como reduzir o inchaço do abdômen. Além disso, ela ajuda o fígado a metabolizar a gordura, utilizando-a como fonte de energia. Assim, beber água junto da prática de exercícios ajuda a queimar ácidos graxos, impedindo que a gordura fique estocada na região abdominal.

4 – Adicione boas proteínas no prato

Fonte: Cia Athletica

Boas fibras musculares só podem surgir quando se fornece aos músculos proteínas em uma quantidade adequada, e além disso, de boa qualidade. Nesse sentido, o peito de frango, peixes, soja, carne vermelha magra e whey ajudam na reação. Isso ocorre pois são todos fontes de proteína, e com baixo teor de gordura saturada.

Da mesma forma, a proteína, ao ser digerida, não provoca um grande aumento de glicemia. Isso significa que não há grande liberação de insulina após o consumo, ou seja, menos fome depois de se alimentar, e menos acúmulo de gordura na barriga.

5 – Faça musculação

Fonte: Miss Rig

A musculação é essencial para a perda da flacidez na barriga. Não pelo fato de queimar calorias, mas sim para fortalecer a musculatura embaixo da pele flácida. É normal que músculos fracos dificultem a extensão da pele, o que faz com que o abdômen não fique firme após o peso necessário ser perdido. É importante fazer exercícios de resistência pelo menos 3 vezes por semana, ou com variações, como crossfit, yoga e pilates.

6 – Faça cardio para perder flacidez

Fonte: Fit Urban

A musculação pode não ajudar a queimar tantas calorias assim, mas os exercícios aeróbicos com certeza podem. Mesmo que abdominais e outros exercícios sejam importantes, fazer cardio certifica de que o emagrecimento será equilibrado no corpo inteiro. Lembre-se: não é possível eliminar gordura de apenas uma região isolada do corpo. Todos os exercícios que elevam os batimentos cardíacos e utilizam a gordura como fonte suplementar de energia podem ajudar muito. São eles a corrida, o HIIT, a natação ou o ciclismo, pelo menos 4 vezes por semana.

7 – Tome colágeno para evitar a flacidez

Flacidez na barriga
Fonte: Zoom

Com o passar do tempo, a produção natural de colágeno do organismo diminui, algo que é essencial para manter a firmeza da pele. Assim, consumir alimentos ricos em colágeno é muito importante para evitar a flacidez na barriga. Gelatinas e suplementos naturais, por exemplo, já ajudam muito na tentativa. No caso da gelatina, prefira sempre a versão sem açúcar.

8 – Cuidado com o efeito sanfona

Flacidez na barriga: o que causa e como eliminá-la
Fonte: Vida Natural

Não dá para engordar de um dia para o outro. Da mesma forma, é impossível emagrecer de um dia para o outro. Assim, dietas muito restritivas e sem exercícios não causarão nada além de incômodo, fazendo com que não só a barriga mas o corpo inteiro fique flácido. Seu plano de emagrecimento deve ser gradual, com hábitos alimentares diferentes e prática de atividade física. Além disso, evite ficar muitas horas sem comer. Isso faz com que você perca sua massa magra ao forçar o catabolismo das fibras musculares.

9 – Corte o cigarro

Fonte: Clínica Meitan

Você sabia que fumantes estão mais propensos ao acúmulo de gordura na região abdominal? O cigarro, por vários motivos, faz com que a busca por uma saúde melhor seja dificultada. Nesse sentido, praticar atividades físicas de intensidade moderada ou alta será muito mais difícil enquanto fumar.

10 – Relaxe para perder a flacidez na barriga

Flacidez na barriga: o que causa e como eliminá-la
Fonte: Eu Sem Fronteiras

Relaxar literalmente é um dos passos mais importantes para perder a gordura abdominal. Nesse caso, isso ocorre pelo fato do estresse e da ansiedade ajudarem a aumentar a flacidez na barriga. Períodos muito estressantes aumentam a produção de cortisol, o hormônio que faz com que você tenha vontade de comer doces e gorduras. Inclua o yoga, a meditação, exercícios de respiração e o tai chi chuan na sua rotina de exercícios, por exemplo, para diminuir cada vez mais o estresse.

E aí, o que você achou dessa matéria sobre flacidez na barriga? Se te interessou, aproveite para conferir Braços, como deixá-los mais firmes? 4 dicas de especialistas

Fontes: Cidade Verde, Exercício em Casa, Mário Farinazzo, SBCP

Imagens: Mário Farinazzo, Bellcorpus, Best Life, Maxi Popular, Viva Mais Verde, Cia Athletica, Miss Rig, Fit Urban, Zoom, Vida Natural, Clínica Meitan, Eu Sem Fronteiras


Outras postagens

0 0 votos
Dê a sua opinião

guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários