Cabeleireira transforma visual de garota depressiva depois de 13 horas de cuidados

O que você tem feito para o seu próximo? As vezes uma simples atitude de ajuda pode salvar vidas. Esse foi o caso da cabeleireira Kayley Olsson.

A moça de 25 anos, aprendiz de cabeleireira, transformou a vida de uma adolescente. A menina chegou ao salão depressiva, pedindo que raspassem seu cabelo, pois ela não tinha forças para cuidar dele e a dias estava emaranhado.

Kayley soube o que fazer assim que escutou a história da menina. Sabia que não poderia deixar que ela se afundasse na depressão crônica.

Kayley Olsson

 

Foi assim que Kayley Olsson e Mariah Wenger, que também trabalha no salão no estado americano de Iowa, fizeram o que elas sabiam fazer de melhor. Uma terapia que mudou a auto estima da adolescente. Cuidaram do cabelo da menina por 13 horas, e mostraram o quanto era linda.

Como uma cabeleireira transformou a garota depressiva

A estudante de 16 anos entrou no salão Capri, onde Kayley e Mariah trabalham. Contou sua história, do diagnóstico de depressão crônica e de como se sentia com isso.

Mariah que também já passou por depressão após a gravidez, ficou muito comovida. Ela conta que pôde se relacionar com os problemas psicológicos da menina, e entendê-la. Já que também passou pelas mesmas dificuldades da depressão e ansiedade no pós-parto. A cabeleireira afirma que uma criança jamais deveria ter o sentimento de que não vale nada.

Mariah Wenger

Elas não cuidaram apenas do cabelo da menina, por dois dias, 8 horas em um dia e 5 em outro. Elas usaram esse tempo para dizer palavras encorajadoras e de conforto, afim de levantar a autoestima da adolescente.

Desembaraçaram o cabelo da estudante por horas até os ombros, fizeram um corte e aplicaram alguns produtos de beleza.

Publié par Kayley Olsson sur mardi 8 août 2017

As cabeleireiras contaram no Facebook, a felicidade de ver aquela jovem sorrir, depois de tanto trabalho. Antes de deixar o salão, a garota agradeceu e disse que agora poderia sorrir para as fotos da escola, e que ela se sentia ela mesmo outra vez.

Today I had one of the hardest experiences with my client who I am keeping anonymous, I had a 16 year girl come in with…

Publié par Kayley Olsson sur mardi 8 août 2017

Leia também Modelo que sofreu com distúrbio alimentar luta para conscientização de padrão de beleza.

Fonte: Estilo Uol.