Maior pênis do mundo é de um mexicano e tem quase meio metro de comprimento

Aos 54 anos, o mexicano Roberto Esquivel Cabrera está tentando entrar para o Guinness Book, o Livro dos Recordes, com o título de maior pênis do mundo.

E, quando ele diz ter o maior pênis do mundo, acredite, não é exagero ou presunção: o homem tem nada menos que 48 cm de comprimento quando não está ereto, ou seja, em alguns momentos “ele” ultrapassa meio metro!

O lado ruim de ser bem dotado

Mas, engana-se quem pensa que ser tão bem dotado é algo positivo. Segundo Roberto, além de não ter uma vida sexual ativa como gostaria (já que não consegue manter relações ou usar preservativos), ele também sofre com limitações diárias, como dificuldade de andar, se ajoelhar, correr e até mesmo conseguir uma posição confortável para dormir.

Ele também enfrenta complicações de saúde por ter um órgão genital de quase meio metro. Segundo ele, dentre várias outras complicações, os problemas urinários são os mais recorrentes.

Nem mesmo emprego o mexicano dono do maior pênis do mundo consegue encontrar. Sem formação acadêmica, ele conta que não conseguir realizar as atividades dos empregos que pessoas de sua idade e com seu nível de estudo conseguiriam. Até mesmo usar um uniforme seria um problema.

Por causa disso, para sobreviver, Roberto recebe doações e recorre a bancos alimentares. Talvez seja por isso que o mexicano tenta há tanto tempo a ser reconhecido pelo Guinness como o homem de maior pênis do mundo. A fama e o título, provavelmente, lhe renderiam alguma forma de sustento.

Como ele conseguiu ter o maior pênis do mundo?

Agora, se você está se perguntando com é possível um ser humano nascer com um órgão tão grande, aí vai uma revelação: ao que tudo indica, Roberto não nasceu tão bem dotado assim. Segundo um post do site Acidez Feminina, o mexicano, na verdade de “mutila” desde a adolescência na tentativa de aumentar o tamanho de seus documentos.

Conforme foi descrito, há anos, Roberto enrola bandagens em volta do órgão, o que acabou provocando uma séria doença de pele na região. O resultado é que a cútis ali inflamou e passou a crescer descontroladamente ao longo da vida.

Então, caros leitores, o “problemão” de quase meio metro de comprimento é, na verdade, um monte de pele inflamada. Será que é por isso que ele ainda não conseguiu ser reconhecido pelo Livro Mundial dos Recordes?

No vídeo abaixo, com fragmentos em inglês e em espanhol, você consegue conhecer um pouco mais da história desse ser humano excêntrico:

Aproveitando o assunto “cabeludo”, você pode se divertir ainda mais lendo essa outra matéria: 6 situações em que você NUNCA deveria usar calcinha fio dental.

Fontes: CM Jornal, Uhull, Acidez Feminina, BarCroft TV