Beleza

Microagulhamento: o que é, para que serve, como fazer e TUDO sobre ele

Já imaginou um tratamento que basicamente faz micro-furos na sua pele? Conheça o microagulhamento e como ele pode te ajudar a cuidar da pele.

Você já ouviu falar do microagulhamento? Este é um novo procedimento estético que tem como intuito tratar a pele do corpo. Talvez você só tenha ouvido falar do microagulhamento no rosto, mas a verdade é que ele pode ser realizado em diferentes partes do corpo.

Assim como em todo procedimento estético é preciso muita atenção no momento de escolher o profissional. Como é um procedimento que perfura a pele, é preciso ter garantia que o trabalho será realizado da melhor forma possível.

Você deve estar se perguntando: afinal, para que serve o microagulhamento? Bom, a técnica pode ser realizada para vários fins, desde o tratamento de manchas até para tratar a calvície. Nós vamos te explicar melhor sobre o procedimento e todos os cuidados necessários.

Entenda como funciona e para que serve o microagulhamento

1 – Como funciona o microagulhamento?

Para que serve o microagulhamento?

O microagulhamento é também conhecido como Indução Percutânea de Colágeno por Agulhas (IPCA). Para realizar essa indução percutânea, portanto, são utilizadas microagulhas que perfuram a pele. A profundidade dessa perfuração, contudo, é definida pelo profissional.

Além disso, há duas formas de realizar o procedimento, com rolos que já tem uma profundidade de perfuração definida. Ou com equipamentos mais modernos que permitem definir a profundidade ali no meio do procedimento. Então, caso seja necessário agulhas que vão mais fundo ou mais superficialmente, o profissional consegue ajustar no mesmo momento.

O microagulhamento estimula a produção de colágeno e também facilita o tratamento da pele já que o produto é absorvido mais facilmente pela pele.

2 – Dói fazer o microagulhamento?

Para que serve o microagulhamento?

A técnica do microagulhamento consiste, basicamente, em perfurar a pele com agulhas. Então realmente dói, mas não é uma dor insuportável. E essa dor, sobretudo, pode ser ainda mais amenizada já que alguns profissionais utilizam pomadas anestésicas antes de realizar o procedimento. Há também algumas regiões que doem mais que outras, mas como dissemos, é uma dor suportável.

3 – Para que serve?

Para que serve o microagulhamento?

O microagulhamento, afinal, pode ser usado para vários fins e em diferentes partes do corpo. Algumas das coisas que a técnica pode tratar, em resumo, são as cicatrizes de acne, as estrias, o melasma e até mesmo a flacidez e a calvície. Cada uma dessas coisas é tratada de uma maneira diferente e cada uma com as agulhas necessárias.

4 – Existem contraindicações?

Para que serve o microagulhamento?

O procedimento, em suma, não é indicado em algumas situações pontuais, como por exemplo quando há uso de anticoagulantes. Pessoas que já sofreram com herpes, aliás, podem voltar a ter o problema e também existe o risco de uma infecção bacteriana. No entanto, se o procedimento for feito corretamente e você seguir as orientações do especialista, o risco de uma infecção é mínimo.

5 – Quais os cuidados necessários?

Para que serve o microagulhamento?

O microagulhamento requer nenhum grande cuidado. O necessário, contudo, é seguir as recomendações do especialista e utilizar os produtos necessários, além da pomada cicatrizante. E claro, usar o protetor solar diariamente.

Gostou dessa matéria? Então você também vai gostar dessa: 7 tipos de manchas na pele e como tratá-las.

Fonte: DermaClub, Tua Saúde

Imagens: Academy Beauty School, Guria Chique, MRoller, LIVBioestética, Blog da Ale Francoise.

Bibliografia

LIMA, Angélica Aparecida de, et al. Os benefícios do microagulhamento no tratamento das disfunções estéticas. Revista Científica da FHO|UNIARARAS. Vol.3. 1.ed; 92-99, 2015

KALIL, Célia, et al. Microagulhamento: série de casos associados drug delivery. Surgical & Cosmetic Dermatology. Vol.9. 1.ed; 96-99, 2017

SANTANA, Cândida Naira Lima e Lima, et al. Microagulhamento no tratamento de cicatrizes atróficas de acne: série de casos. Surg Cosmet Dermatol. Vol.4. 1 ed; 63-5, 2016

BORGES, Fábio dos Santos; SCORZA, Flávia Acedo. Terapêutica em Estética: Conceitos e Técnicas. 1.ed. São Paulo: Phorte, 2016. Terapia de indução de colágeno.

Próxima página »

Escolhidas para você

Comentários

0 0 votos
Dê a sua opinião

guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários

Escolhidas para você