Beleza

Uma taça de vinho por dia aumenta os riscos de desenvolver câncer de mama

Sabe a história de uma taça de vinho por dia ser ótima para o coração? Pode não ser tão boa assim. Segundo estudos, isso aumenta os riscos de câncer de mama

Atualizado em 10/10/2018

Sabe aquela história de que tomar uma taça de vinho por dia ajuda a prevenir os males do coração? Pois é, o problema é que o consumo diário de álcool, seja de vinho ou de qualquer outra bebida, pode aumentar bastante os riscos de desenvolver o câncer de mama.

Pelo menos é isso que concluíram o Instituto Americano para Pesquisas de Câncer e do Fundo Mundial para Pesquisa de Câncer, ambos nos Estados Unidos. De acordo com o estudo, essa é a primeira vez que os cientistas comprovam que exercícios vigorosos, como a corrida e o ciclismo, reduzem o risco de tumores em mulheres em pré e pós-menopausa.

Taça de vinho x câncer

Agora, com relação à taça de vinho que falamos no começo, as evidências dos estudos são claras e bem desestimulantes também. Conforme os pesquisadores, manter um peso equilibrado ao longo da vida, manter uma alimentação saudável e limitar o consumo de bebidas alcoólicas são algumas maneiras seguras de baixar o risco de câncer de mama.

Para chegar a essa conclusão (que todo mundo já desconfiava), os cientistas levaram em consideração 119 estudos, incluindo dados de 12 milhões de mulheres e 260 mil casos de câncer de mama. Conforme as análises, beber o equivalente a uma taça de vinho ou um copo de cerveja diariamente já é o suficiente para aumentar em 5% o risco de câncer no período pré-menopáusico e, em 9%, no pós-menopausa.

Vida saudável x câncer

 

Agora, com relação às pessoas saudáveis e ativas, o relatório mostrou que as mulheres na pré-menopausa tinham diminuído em 17% os riscos do câncer de mama. No pós-menopausa a redução das chances também foi expressiva, cerca de 10% em comparação com as mulheres menos ativas.

Outras considerações do estudo foram que mulheres acima do peso têm risco aumentado de câncer de mama pós-menopausa, o mais comum desse tipo; e que mães que amamentam têm menor risco de desenvolver a doença. Além disso, um ganho de peso na vida adulta também aumenta o risco de câncer de mama pós-menopausa.

Triste notícia, não? Agora, falando em câncer de mama, você deveria conferir também essa outra matéria: Limões podem ajudar você a identificar os sintomas do câncer de mama.

Fonte: Terra, Extra

Por <a href='https://areademulher.r7.com/author/thamyris/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Thamyris Fernandes</a>
Por Thamyris Fernandes
Jornalista pela PUC Goiás. Já flertou com assessoria de imprensa, passou um tempo em jornais impressos e encontrou na internet seu habitat natural. Basicamente, uma taurina curiosa. Gosta de vinho, café, livros, um bom papo e aconchego. Ama o que faz e faz o que ama por aqui. Instagram: @thamyriscf