Bebês podem tomar chá? Mitos e verdades sobre o hábito

A dúvida se bebês podem tomar chá ou não é comum, mas a bebida só é recomendada aos recém-nascidos após os seis meses de idade.

O chá é a segunda bebida mais consumida de mundo e a opção ideal para quem precisa acalmar os ânimos uma ou outra vez. Disponível em todos os sabores, cores e com as mais diversas funções, é difícil que falte nas xícaras brasileiras. Nesse sentido, é comum que pais de primeira viagem se perguntem se bebês podem tomar chá. Dessa forma, a criança pode ser acalmada com seus efeitos relaxantes.

Mesmo que seja excelente na tarefa, ainda existem algumas contraindicações quanto à idade em que é possível introduzir a bebida na alimentação.

A questão não é apenas um costume popular. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), até os seis meses de idade, o bebê só deve receber leite materno, que oferece todos os nutrientes requeridos. Ele possui substâncias ideais para que o recém-nascido permaneça sempre saciado e hidratado. Assim, água e chás não são necessários nos primeiros momentos de vida.

Além disso, o consumo pode até mesmo ser um perigo. Antes dos seis meses, o sistema imunológico da criança ainda não está totalmente formado, o que faz com que outras fontes além do leite materno facilitem reações alérgicas. Contudo, depois dessa fase, o chá pode ser introduzido na alimentação, desde que em pequenas doses, bem diluído e em temperatura ambiente.

Confira abaixo tudo que você precisa saber quanto à dúvida se bebês podem tomar chá ou não, bem como 5 mitos e verdades a respeito do assunto.

Por que bebês não podem tomar chá?

Bebês podem tomar chá
Fonte: Freepik

O motivo de bebês não poderem tomar chá vai além das possíveis reações alérgicas a serem desenvolvidas e o suprimento da amamentação. Quando ainda recém-nascida, a criança não possui um sistema gastrointestinal completamente preparado. Nesse sentido, ele ainda não possui as bactérias e anticorpos necessários para digerir qualquer coisa além do leite.

Da mesma forma, é possível que em certas situações como em locais secos e quentes os pais queiram refrescar os bebês com algo além do leite materno. A suplementação da amamentação com chás e água fresca segue não sendo indicada. Recém-nascidos normais nascem com altos níveis de hidratação tecidual, o que faz com que não necessitem de tais líquidos. Qualquer introdução alimentícia feita após o período dos seis meses deve ser feita com calma e sempre complementar à amamentação, pelo menos até os 2 anos.

Inclusive, seguir com a amamentação exclusiva durante os primeiros meses de vida do bebê oferece grandes benefícios. Confira alguns exemplos abaixo.

Bebês podem tomar chá
Fonte: Tua Saúde

Prevenção de diarreias do bebê

De acordo com o Ministério da Saúde, existem grandes evidências de que apenas amamentar a criança e mais nada durante seus primeiros seis meses pode protegê-la do surgimento de diarreias. Além disso, é comprovado que oferecer água e chás antes desse período dobra o risco do problema. À medida que o tempo passa e o aleitamento deixa de ser exclusivo, tal proteção diminui.

Prevenção de infecções respiratórias

Estudos internacionais comprovam que o leite materno é poderoso o suficiente para prevenir até mesmo infecções respiratórias, principalmente quando dado exclusivamente. Existem chances de que bebês de três meses até então não amamentados contraiam pneumonia e outros quadros respiratórios. Tal possibilidade é 61 vezes maior nessas crianças do que naquelas que recebem amamentação exclusiva. Ela também é capaz de prevenir otites.

Menores níveis de mortalidade infantil

A proteção da amamentação exclusiva contra infecções é tão grande que salva cerca de 6 milhões de vidas de recém-nascidos por ano. É comum que a mortalidade quanto às doenças infecciosas seja seis vezes maior em bebês de menos de dois meses que não são amamentados.

5 mitos e verdades sobre se bebês podem tomar chá

Além do que já foi informado, existem ainda outras informações a respeito de bebês e da introdução do chá na alimentação. É comum que alguns hábitos populares circulem e permaneçam na cultura familiar por muito tempo, mesmo que sejam prejudiciais para a criança.

1 – Bebês podem tomar chá

Bebês podem tomar chá
Fonte: Chá Benefícios

Verdade, mas apenas após o sexto mês. A alimentação não deve ser constituída de nada além do leite materno ou fórmula recomendada pelo pediatra. É importante evitar utilizar a bebida como remédio para aliviar a cólica durante os primeiros meses, também. Passado esse período, os bebês podem até mesmo se beneficiar do efeito do chá, já que certas ervas possuem propriedades relaxantes e ajudam a amenizar dores e indigestões. Alguns dos sabores mais populares são de erva-cidreira, hortelã, camomila e erva-doce.

2 – A cafeína presente no chá não afeta o bebê

Fonte: Z1 Portal

Mito. É comum que chás de ervas escuras como chá preto, mate e verde possuam cafeína, o que é um estimulante natural para o sistema nervoso. A cafeína também possui minerais, vitaminas e antioxidantes, que dificultam a absorção de cálcio e ferro dos bebês quando consumida em excesso durante os primeiros meses. Todavia, tais chás podem ser ideais quando ministrados com disciplina após o tempo de espera necessário, de forma que a criança tenha mais disposição.

3 – O chá ajuda a dormir melhor

Bebês podem tomar chá
Fonte: Bebê Dorminhoco

Verdade. Infusões como a de camomila, erva-cidreira, capim santo e erva-doce possuem propriedades relaxantes, o que auxiliam a criança a ter um sono melhor. Passados os seis meses, é possível oferecer o chá para a criança uma hora antes dela ir para a cama, mas não faça isso diariamente. Quando neurologicamente saudáveis, não é preciso utilizar tal auxílio para o descanso todas as vezes, já que são desnecessárias.

4 – Grávidas não podem tomar chá

Fonte: Bebê

Essa verdade é parcial, já que é essencial que as gestantes procurem orientação médica, de forma que possam saber quais tipos de chá estão liberados para consumo, bem como em que quantidade. Certas ervas e infusões podem até mesmo causar um aborto instantâneo, como os chás de babosa, boldo, canela, verbena, chá verde e quebra-pedra. Chás com cafeína também devem ser moderados, mas de gengibre e bebidas feitas a partir de frutas e hortelã estão liberadas.

5 – O chá deve ser adoçado para os bebês

Bebês podem tomar chá
Fonte: Bodytech

Mito. Bebida ou alimento algum deve ser adoçado antes do primeiro ano de vida da criança, já que o açúcar é uma caloria vazia. Além disso, ele estimula o paladar doce, o que pode ser difícil de perder após algum tempo. O sabor natural das bebidas deve ser sempre mantido e incentivado, e se tal coisa não for possível, é preferível utilizar outros açúcares além do branco. Mascavo, demerara, mel e melaço são algumas das opções. O alto consumo de açúcar está relacionado à hiperatividade, obesidade, diabetes e às cáries desde a infância.

E aí, gostou dessa matéria sobre se bebês podem tomar chá? Se sim, aproveite para conferir Amamentação – Dicas e benefícios do hábito de amamentar

Fontes: Alô Bebê, Nutricia, Vitallogy, Eu Amo Meu Bebê

Imagens: Vem Sem Manual, Tua Saúde, Bebê, Bebê Dorminhoco, Freepik, Bodytech, Portal Z1, Chá Benefícios


Outras postagens

0 0 votos
Dê a sua opinião

guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários