Maternidade

Grávidas podem pintar o cabelo? Saiba o que os médicos dizem

Um assunto que sempre termina sem uma resposta concreta é se grávidas podem pintar o cabelo, por isso listamos algumas informações para você que tem dúvida

Atualizado em 27/12/2019

Mesmo com tantos estudos feitos hoje em dia, ainda não se é comprovado se grávidas podem pintar o cabelo ou não. Contudo, selecionamos algumas informações para você que está interessada ou em dúvida sobre esse assunto. Vem com a gente.

Primeiramente, de acordo com muitas pesquisas realizadas, as grávidas podem pintar o cabelo só a partir da 12º semana, porém o assunto ainda é visto como um caso cauteloso a se tratar. Pois, alguns desses procedimentos de salão são realizados com produtos muito fortes. Como por exemplo, a amônia, o benzeno ou o formol.

Basicamente, as tinturas para cabelo e os tonalizantes são compostos por substâncias que podem ser absorvidas pelo organismo e provocar malformações no feto. Até porque, essas substâncias são absorvidas pelo couro cabeludo, que é uma região vascularizada. E por fim chegar até o bebê podendo prejudicá-lo.

Entretanto, como ainda não é comprovado exatamente a quantidade mínima e máxima de tintura indicada para gestantes. É recomendado evitar nos primeiros meses e conversar com o seu médico antes de qualquer decisão, pois ele saberá te auxiliar.

Grávidas podem pintar o cabelo, ou não?

Mas, e aí grávidas podem pintar o cabelo? Vem conferir

Bem, como já dissemos esse assunto ainda não se tem nenhuma comprovação, até porque ele acaba se diversificando muito de um especialista para outro.

Como, por exemplo, a Organização de Serviços de Informação sobre Teratologia, uma rede internacional que divulga dados sobre possíveis riscos na gravidez, afirmou não ter relatos de que tinturas de cabelo tenham provocado mudanças na gestação. Além também de ressaltarem que o corpo absorve pouca quantidade da química das tintas.

Já a professora do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina de Botucatu (Unesp), Cláudia Garcia Magalhães, aconselha evitar o contato com a raiz do cabelo, para proteger o couro cabeludo.

Enquanto, muitos outros especialistas aconselham não tingir o cabelo no primeiro trimestre da gestação, até porque essa é uma fase de maior formação dos tecidos e órgãos fetais. Por isso aconselham tingir após a 12º semana de gestação.

Basicamente, alguns médicos preferem que as gestantes usem produtos naturais, como a henna. Pois, essa não é feita na raiz dos cabelos, como também as mechas e reflexos. Contudo, mesmo que alguns não achem, a henna não é perigosa. Pois, ela não contém iodo, nem amônia em sua composição.

Outros procedimentos que também são proibidos

Mas, e aí grávidas podem pintar o cabelo? Vem conferir

Basicamente, grávidas por estarem carregando uma outra vida na barriga, precisam constantemente se policiar para não agirem agressiva ao organismo. Afinal a pessoinha que está lá dentro depende, exclusivamente, da saúde da mãe durante 9 meses. E uma dessas precauções são as tinturas para os cabelos antes da 12ª semana.

Como por exemplo, as grávidas podem pintar o cabelo, porém não é recomendável o uso de amônia ou metais pesados. Porque essas substâncias podem ser absorvidas pelo couro cabeludo e levadas para a circulação sanguínea da mãe. No organismo, elas podem se tornarem tóxicas e prejudiciais para o bebê.

Além também, de ser hiper recomendável evitar o uso de permanentes e alisamentos no cabelo. Em vista disso, o dermatologista do Hospital Federal de Bonsucesso, Paulo Cotrim afirma. “Permanente, hidróxido de potássio, alisamentos, químicas e tratamentos à base de formol devem ser evitados pelas gestantes.”

Ele ainda complementa que “o formol, por exemplo, é altamente tóxico, além de ser uma química cancerígena. Essa substância pode atrapalhar o desenvolvimento do bebê causando má formação, baixa de peso, entre outras anomalias.” explica.

Além disso, o formol pode contaminar o leite da gestante. Até porque não se sabe ao certo a absorção, transmissão ou os efeitos que o produto pode fazer aos bebês. Por isso, como não há uma comprovação científica, o ideal é evitar qualquer risco.

Opções para manter a cor dos cabelos

Mas, e aí grávidas podem pintar o cabelo? Vem conferir

Claro, que não é porque você é gestante que deve se desleixar e não ir mais em salão, ou algo do tipo. Por isso, para manter a mãezona lindona, separamos ideias para você fazer.

Como por exemplo, o uso de tonalizantes. Eles têm curta duração, mas já conseguem dar um UP no seu cabelo. Também é possível inovar com as luzes ou reflexos.

Basicamente, esses produtos não tocam o couro cabeludo. Porém, as luzes só são indicadas caso seja feita com aquela técnica da touca e com água oxigenada.

Agora, tem também alguns produtos naturais, como a henna pura, a qual já foi citada lá em cima. Contudo, o ideal é não misturar ela com outros produtos químicos, porque se misturar fica a mesma coisa que tintura.

Dicas

Mas, e aí grávidas podem pintar o cabelo? Vem conferir

Primeiramente, o melhor é você informar o seu médico de todos os produtos que você utiliza no seu cotidiano. Uma ideia é você levar para ele, literalmente todos em uma consulta presencial, para que ele analise com detalhes um por um.

Sendo assim, siga todas as orientações dele, mesmo você não querendo aceitar. Pois, o melhor agora é não bancar a teimosa, e muito menos ir pela opinião da sua amiga, que não é profissional.

E se acalme, mulher. Pois, 9 meses vão passar voando e tudo depois será tudo mais colorido e diferente na sua vida.

Enfim, a cima de qualquer coisa e caso tenha mais dúvidas, procure o seu médico, como já dissemos, ele será o melhor agora para opinar na sua vida, inclusive se grávidas podem pintar o cabelo, ou não.

Fique ligada, porque aqui está cheio de informações para você: Grávida pode malhar? Saiba o que os médicos dizem

Fontes: Delas.ig, Blog.saúde, Brasil.babycenter, Guia do bebê

Imagens: Toda atual, Bebe.abril, Gestação.bebe, Blog grão de gente, Verdinha