Saúde

Ataque cardíaco em mulheres tem sintomas diferentes [como identificar]

Os sinais de um ataque cardíaco em uma mulher são diferentes daqueles observados em um homem. Nós te mostramos quais são eles.

Atualizado em 27/01/2020

Não importa se você chama de infarto do miocárdio ou apenas infarto, certamente o ataque cardíaco mete medo em muita gente. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), atualmente ele mata mais do que o temido câncer.

O infarto é basicamente a morte das células de uma região do músculo do coração por conta da formação de um coágulo que interrompe o fluxo sanguíneo de forma súbita e intensa.

Além disso, existe certas diferenças entre o ataque nos homens e nas mulheres. Você sabe quais são? O Área de Mulher vai te mostrar agora mesmo.

Ataque cardíaco: mulheres X homens

Quais são os sintomas de um ataque cardíaco em uma mulher

Inicialmente é necessário dizer que não existe um padrão exato nos sinais do infarto. Da mesma forma que podem se manifestar todos juntos, também podem surgir separadamente.

Os sinais iniciais desse problema são iguais entre homens e mulheres. Esses sintomas universais são dor no peito em aperto, que pode irradiar para o braço esquerdo, o pescoço, a mandíbula, o estômago e até as costas. Além disso também pode haver náusea, vômito, suor frio e até desmaio.

Mas acontece que alguns sintomas são mais frequentes em mulheres. Esses sintomas são enjoos, falta de ar, cansaço inexplicável, desconforto no peito e também arritmia.

Grupo de risco

Quais são os sintomas de um ataque cardíaco em uma mulher

Inicialmente, se você se encaixa no grupo de risco é preciso ficar atento aos sinais ditos anteriormente. Os exames clínicos capazes de identificar o infarto com total certeza. Por isso, na dúvida, vá a um hospital.

Os fatores que aumentam a probabilidade de uma mulher sofrer um ataque cardíaco são: hipertensão, diabetes, colesterol alto, sedentarismo, estresse, obesidade, histórico familiar e tabagismo.

Além disso, a menopausa também é visto como agravante. Esse é o período em que a mulher perde a proteção vascular proporcionada pelos hormônios femininos, como o estrógeno.

Finalmente, para prevenir um ataque cardíaco, o melhor remédio é adotar um estilo de vida saudável. Exercícios físicos, boa alimentação e uma vida livre de cigarros é essencial.

Você gostou dessa matéria? Então você também vai gostar dessa: 8 doenças que afetam mais as mulheres do que os homens

Fonte: Saúde

Imagens: The Hans Índia Silvers Neakers