Cirurgia plástica pelo SUS: saiba quando é possível e como conseguir

Pouca gente sabe, mas é possível conseguir fazer cirurgia plástica pelo SUS, sabia?

O procedimento, como todo tratamento e consultas pelo Sistema Único de Saúde, é gratuito e se trata de uma obrigação legal imposta ao governo, com intuito de proporcionar qualidade de vida à população menos abastada.

Claro que para ter acesso a esse tipo de benefício é preciso se encaixar em algumas regras, que você vai conhecer ao longo dessa matéria.

Quem pode fazer cirurgia plástica pelo SUS?

Mas, antes de mais nada, é preciso saber que as cirurgias plásticas pelo SUS não são de cunho estético. Elas não servem para que você se sinta mais bonita só porque acordou implicada com aquele pneuzinho a mais, por exemplo.

O intuito desse tipo de procedimento, na verdade, é proporcionar bem estar, autoestima e qualidade de vida para as pessoas. Ou seja, todo mundo tem direito ao benefício se ele for realmente imprescindível para que a vida siga absolutamente normal.

Estão na lista de prioridade da cirurgia plástica pelo SUS:

  • Reconstrução das mamas depois de remoção do seio por câncer
  • Crianças com lábio leporino
  • Ginecomastia
  • Fendaplaslatina
  • Queimaduras que levaram a deformações
  • Abdominoplastia para remoção de pele após cirurgia bariátrica
  • Catarata
  • Laqueadora e vasectomia
  • Deficiência ou deformidades no rosto

Como conseguir uma cirurgia plástica de graça?

Se você se encaixa em alguma dessas necessidades destacadas pelo SUS, você pode ser um candidato a conseguir a plástica custeada pelo governo. A primeira coisa a fazer, então, é se consultar em um Posto de Saúde e conversar com o médico para que ele avalie seu caso.

Caso o profissional diga que você está hábito à solicitação, o segundo passo é se dirigir à Secretaria de Saúde de sua cidade e se informar sobre os hospitais que realizam o procedimento no município. O procedimento também pode ser realizado em hospitais universitários, hospitais-escolas e até mesmo em clínicas privadas, dependendo do caso.

No entanto, se o procedimento necessário não for realizado em sua cidade, você será encaminhado à cidade mais próxima para a realização das plástica (caso você seja aprovado em todas as etapas da “seleção”).

Antes disso, entretanto, é possível que você receba a visita de uma assistente social. É esse profissional que vai informar, por meio de uma carta, se o paciente realmente não tem condições de custear do próprio a cirurgia que está sendo solicitada.

A avaliação psicológica também é importante nesse caso. Se você solicita uma cirurgias plástica pelo SUS, um psicólogo vai avaliar se você está em condições emocionais de fazer o procedimento e vai também informar as ocorrências que podem surgir depois do procedimento.

Tempo de espera

Pensa que acabou? Caso você seja aprovado em todos esse prerrequisitos, você será encaminhado para uma fila de espera.

Mesmo não se tratando de um benefício muito difundido e, por isso, pouco conhecido pelas pessoas; as filas de espera para uma cirurgia plástica pelo SUS costumam ser enormes. Portanto, você pode ter que esperar semanas, meses e até anos.

No entanto, se você tiver paciência e superar a espera, vai conseguir consertar as deformidades que limitam sua vida sem ter que gastar rios de dinheiro em cirurgias plásticas particulares.

Interessante, não? Se você conhece alguém que possa se beneficiar com essas informações, não deixe de compartilha a matéria!

Agora, falando de cirurgias plásticas, mas desse vez nada necessárias, você precisa ver também: 14 famosas que fizeram bichectomia e você não percebeu.

Fonte: Muito Chique