Saúde

Grávida pode tomar ibuprofeno? Riscos do medicamento

O ibuprofeno é um medicamento excelente para aliviar as dores. Todavia, grávidas não podem tomar ibuprofeno, pois possui vários riscos.

O ibuprofeno é um remédio extremamente popular e conhecido por muitos. Ele é um analgésico e anti-inflamatório, indicado para febre e dores, desde leves até moderadas. É comum que o utilizem para tratar dor de cabeça, de dente, garganta, bem como outras. Ele também está presente na composição de outros remédios anti-inflamatórios, para tratar os mesmos tipos de dor. Porém, no caso de mulheres grávidas, é importante tomar mais cuidado. Nesse sentido, verificar se grávida pode tomar ibuprofeno deve acontecer antes de mais nada.

De acordo com a ginecologista e obstetra Maria Augusta Tamm, o ibuprofeno está classificado no grupo B durante os 2 primeiros trimestres da gestação. Assim, ele não demonstra nenhum risco em estudos com humanos. Dessa forma, caso necessário, o médico pode até mesmo receitar uma dose mínima para a gestante. Todavia, esse medicamento possui contraindicações extremas na última fase da gravidez. Isso acontece pelo fato do remédio no último trimestre causar complicações no parto, bem como na formação do bebê.

Confira abaixo tudo que você precisa saber sobre se grávida pode tomar ibuprofeno, bem como os motivos pelos quais o remédio é perigoso na última fase da gravidez. Seja como for, é essencial lembrar que qualquer medicamento precisa passar pela aprovação de um médico, que saberá lidar com o tipo de dor e fase da gestação.

Grávida pode tomar ibuprofeno?

Grávida pode tomar ibuprofeno?
Fonte: Galileu

De acordo com um estudo publicado no Human Reproduction, mulheres grávidas que tomam o remédio nas primeiras 24 semanas de gravidez correm grandes riscos. Esse risco possui relação com a fertilidade de suas futuras filhas, que pode ficar prejudicada. Uma equipe de cientistas descobriu que a exposição ao remédio durante o começo da gravidez resulta na perda de células germinativas. Essas células dão origem aos gametas, espermatozoides e óvulos nos bebês.

A pesquisa dos cientistas ocorreu por meio da análise de um tecido ovariano, onde descobriram que muitas das células germinativas simplesmente pararam de crescer ou morreram. Assim, tomar ibuprofeno, mesmo que apenas por alguns dias, pode causar alguns problemas de fertilidade. Existe ainda uma estimativa de que 30% das mulheres usam esse remédio nos primeiros 3 meses de gravidez, o que é perigoso.

A pesquisa

Na pesquisa, aconteceu a análise de 185 fetos, todos de 7 a 12 semanas de idade. Os cientistas então cultivaram o tecido ovariano dos fetos em laboratório, testando também o sangue do cordão umbilical. Dessa forma, poderiam relacionar se a exposição ao remédio possuía alguma relação com os danos. O resultado foi que o ibuprofeno atravessava a barreira da placenta.

Nesse sentido, a concentração encontrada nos cordões umbilicais dos fetos de mães que ingeriram 4 comprimidos de 200mg 2 ou 4 horas antes da análise era a mesma do sangue de um adulto. Além disso, o tecido fetal antes exposto ao remédio durante 7 dias só tinha metade das células germinativas comuns em um ovário.

Segundo Séverine Mazaud-Guittot, pesquisador da área, haviam menos células crescendo e dividindo, e da mesma forma, mais células morrendo. Havia também uma perda drástica do número de células germinativas, sem relação com a idade gestacional do feto. Mesmo 5 dias depois da retirada do remédio, os efeitos nocivos não sumiram de vez.

Outros riscos do ibuprofeno

Fonte: O Globo

Além disso, ainda no questionamento se grávida pode tomar ibuprofeno, existem mais razões para que a resposta seja não. O remédio pode causar danos ao bebê. No primeiro trimestre de gravidez, por exemplo, ele aumenta as chances de malformações cardíacas ou outras anomalias congênitas, como por exemplo falhas na parede abdominal. Logo depois, no segundo trimestre, ainda não é aconselhado utilizá-lo.

No terceiro trimestre, o ibuprofeno é ainda mais perigoso. Ele pode causar diminuição da quantidade de líquido amniótico, o que afeta o desenvolvimento dos pulmões do bebê. Além disso, ele afeta o coração e atrasa o parto. Ingerir o remédio em qualquer momento da gravidez também pode aumentar os riscos de um aborto natural.

O que tomar no lugar?

Grávida pode tomar ibuprofeno?
Fonte: MD Saúde

Por fim, a melhor coisa a se fazer é simplesmente evitar o ibuprofeno durante a gravidez. O melhor e mais seguro remédio para aliviar as dores é o paracetamol, e caso ele não funcione, o ideal é recorrer ao médico.7

Se você se interessou por essa matéria sobre se grávida pode tomar ibuprofeno, aproveite para conferir

Fontes: CCM Saúde, Viva Bem, Minha Vida

Imagens: Gazeta do Povo, Galileu, MD Saúde, O Globo

Próxima página »

Escolhidas para você

Comentários

0 0 votos
Dê a sua opinião

guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários

Escolhidas para você