Perca até 2 quilos por semana tomando água morna

É só falar em emagrecimento que a mulherada já fica doida para saber que já existe algum tipo de mágica por aí capaz de secar aqueles quilinhos extras indesejáveis. A verdade, no entanto, é que milagres não acontecem nesse sentido e nem mesmo a água morna, que pode ser muito útil na perda de peso (segundo os orientais), vai fazer milagres. Então mantenha isso em mente.

A ingestão de água morna, no entanto, auxilia no processo de reequilíbrio das energias do organismo, segundo a medicina chinesa.

Especialistas no assunto garantem que o maior do segredos desse truquezinho é a sensação de saciedade de a água mais quente que a temperatura ambiente é capaz de proporcionar, “enganando” nosso cérebro e fazendo com que a sensação de saciedade chegue mais rapidamente.

Além disso, conforme nutricionistas, a água morna ainda ajuda na digestão. De maneira geral, quando você consome a água morna perto das refeições, você “prepara” o organismo para trabalhar melhor, transformando os nutrientes ingeridos em energia a ser queimada de uma maneira muito mais ágil.

Como emagrecer tomando água morna?

Agora, se você está se perguntando como conseguir eliminar até 2 quilos por semana tomando água morna, a resposta está em um conjunto de ações e bons hábitos.

A queima de calorias é potencializada, mas para que o resultado seja perceptível você tem que casar uma alimentação equilibrada, de preferência sob orientação de um profissional da nutrição, com exercícios físicos e consumo diário da bebida aquecida diariamente.

A medicina chinesa, por exemplo, recomendam que a água morna seja ingerida sempre 15 minutos antes das refeições. O ideal é beber 300 ml de água quentinha, entre 29 ºC e 36 ºC, antes do café da manhã (ou seja, ainda em jejum), antes do almoço e antes do jantar.

A prática só não é recomendada a quem tem doenças renais e fazem hemodiálise.

Como funciona a perda de peso?

De acordo com os chineses, a água morna faz parte de um tratamento energético de equilíbrio das forças Yin (consideradas todas as energias frias) e Yang (todas as energias quentes) no organismo. A antiga sabedoria oriental, aliás, prega que é graças a esse equilíbrio que existe vida em nosso planeta.

No corpo humano, o desequilíbrio dessas energias pode causar uma série de consequências, como a obesidade, por exemplo. Inclusive, para eles, existem dois tipos de obesidade: Yin e Yang.

Yin

Pessoas do tipo Yin são consideradas indivíduos calmos, que comem pouco e que acabam concentrando gordura nas pernas e nos quadris.

Segundo a medicina chinesa, elas engordam porque contam com um excesso de frio no estômago. Isso, teoricamente, faz com que elas precisem de um tempo maior para digerir os alimentos, o que indica ainda um metabolismo lento. Basicamente, elas sentem menos fome, mas retêm muito líquido.

O consumo da água morna, então, viria suprir a ausência de calor do organismo, melhorando a digestão e deixando o funcionamento do corpo mais rápido.

Yang

Pessoas Yang são mais agitadas, comem bastante, falam na mesma intensidade e costumam reservar mais gordura na parte superior do corpo. Conforme os antigos chineses, isso acontece pelo motivo oposto das pessoas do tipo Yin: pelo excesso de calor no estômago.

Com o organismo mais quente e acelerado demais, essas pessoas se esvaziam mais rapidamente das refeições, sentem mais fome e comem excessivamente. A água morna, nesses casos, teria o papel de acalmar o estômago, tornando o processo digestivo um pouco mais lento e o apetite menos voraz.

Interessante, não? Você é mais uma pessoa mais Yin ou mais Yang? Acha que a água morna realmente pode ajudar você á emagrecer? Não deixe de nos contar sua opinião e, caso já tenha testado, não deixe de nos relatar sua experiência!

Agora, falando em emagrecimento, talvez você devesse ler também: Dicas que realmente funcionam para emagrecer depois dos 30 anos.

Fonte: M de Mulher