Base matte: os prós e os contras de 4 marcas baratinhas

Não dá para dizer exatamente quando essa moda começou, mas a verdade é que a base matte virou uma verdadeira febre no Brasil. Normalmente com cobertura alta ou “ignorante”, como dizem as blogueiras de beleza; elas proporcionam um acabamento sequinho e de alta qualidade, perfeito para pele oleosa, tipo de pele de quase 70% das brasileiras.

Mas, afinal de contas, bases tão grossas e potentes são realmente boas? Será que a base matte é tão boa quanto diz a internet e realmente podem ser encontradas por preços bem baixinhos?

Para descobrir os prós e os contras de 4 das marcas de base matte mais populares e comentadas dos últimos tempos, o site Vix promoveu uma espécie de batalha entre elas.

Como você vai ver, além de compartilhar as impressões dos testes com os leitores, o site também mostrou nas fotos como fica a aparência da pele depois da aplicação do produto.

Testes com base matte

Apesar de ser cara para a maioria das pessoas que usam e trabalham com maquiagem, a base de comparação usada no teste foi a base matte Studio Fix, da MAC. Essa foi, disparado, a base apontada pelos profissionais sobre o assunto como a mais eficiente e, sem dúvida, a favorita pensando em qualidade e custo-benefício.

A intenção era descobrir alguma base matte perfeita, baratinha, e com resultados próximos, se não semelhantes, a um dos melhores produtos disponíveis no mercado hoje, segundo blogueiros, maquiadores profissionais e entusiastas do tema.

Detalhes para ter em mente

Mas, antes de irmos ao ponto, é preciso destacar alguns detalhes sobre o teste. Por exemplo, todas as bases foram testadas por 4 dias consecutivos: nos 2 primeiros, elas eram aplicadas com pincel, nos 2 últimos, com esponja.

Sobre os resultados, aliás, é bom ressaltar que em cada tipo de pele as bases se comportam de um jeito. As impressões relatadas foram baseadas apenas nas impressões da repórter Gabriela Navalon, se que aceitou o desafio e testou as 4 marcas para o site Vix.

Por isso, se você tem outras impressões sobre os produtos listados, não deixe de nos contar nos comentários. Quanto mais opiniões sobre o assunto nós tivermos, mais informações as pessoas terão na hora de eleger e de comprar a melhor base matte baratinha.

Confira os os prós e os contras de 4 marcas baratinhas de base matte:

1. Base matter Vult

O produto vem em embalagem de bisnaga, o que é muito bom e permite usar até a último gotinha da base. Além do precinho camarada, o produto não é muito pegajoso, espalha fácil na pele, conta com uma cobertura média, mas permite construir camadas, o que dá para conseguir uma cobertura melhor.

O produto também apresenta uma boa resistência a água, mas mesmo com a textura leve ela acaba acumulando nas linhas de expressão com o passar do tempo e nas áreas mais oleosas, o que é péssimo para um base matte.

Aliás, sobre a oleosidade, o efeito matte dura, em média, 5 horas. Depois disso a base tende a evidenciar a oleosidade, deixando poros e linhas de expressão mais aparentes.

Apesar disso, a base seca rápido no rosto e pode até craquelar depois de um tempo.

2. Base TimeWise da Mary Kay

Apesar de ser um pouco mais cara que as outras e de ser complicado acertar a cor pelo catálogo, a base conta com uma textura fluída e leve, o que permite criar camadas e aumentar sua cobertura, que é média.

Essa base matte também é bem resistente ao suor e à água e foi a que mais durou no teste, em comparação com as demais, mesmo depois do dia todo com ela. Ela também apresenta acúmulo aparente nas linhas de expressão e, no teste de transferência, ela se saiu bem.

Ela também dá uma boa disfarçada nos poros, mesmo se você dispensar o uso do primer antes.

3. Base Matte da Ruby Rose

A base matte Ruby Rose, que virou febre na internet por causa de seu preço baixinho e de sua altíssima cobertura, vem em embalagem de bisnaga, é bem densa e seca rapinho, por isso é preciso espalhá-la rapidinho.

Ela não fica bonita com camadas, já que conta com uma textura mais espessa e sua cobertura é alta. Ela também é resistente a água, embora fique com um aspecto envelhecido quando se passa mais de 5 horas com ela. Depois desse tempo também é passa a deixar aparentes alguns pontos de oleosidade.

Sobre a escolha do tom, essa base matte oxida bastante na pele, ficando mais escura em contato com o rosto e, quase sempre, sua coloração puxa para o laranja. Ela também acumula nos cantinhos, o que é normal e até mesmo esperado de um produto com cobertura tão alta.

O problema é que ela dá trabalho na hora de limpar o rosto, parecendo estar grudada na pele. Por causa disso, algumas pessoas já se queixaram na internet do aparecimento de espinhas depois de usar algumas vezes esse produto.

4. Base Fit Me da Maybelline

Para quem quer uma boa cobertura sem ter que pagar muito por uma base, essa também é uma ótima opção. Com textura encorpada, um pouco mais firme que as outras e de secagem rápida na pele, essa seria uma base baratinha quase perfeita se não fosse sua oxidação, que a mudar de cor no rosto.

Embora seja preciso espalhá-la mais rápido na hora da aplicação (por causa de sua secagem rápida), ela é fácil de trabalhar enquanto ainda está com a textura fluída.

O problema é que essa base matte não é de longa duração. Ela segurou a oleosidade da pele durante umas 6 horas, mas acabou acumulando um pouco nas linhas e transferindo bastante.

Assim como no caso da Ruby Rose, ela não é muito fácil de ser removida, embora não tenha contribuído para o aparecimento de espinhas.

Qual o veredicto?

Depois do teste com as 4 marcas baratinhas de base matte, a conclusão foi de que a base da Mary Kay foi a que deixou a pele mais sequinha, segurou o brilho do rosto por bastante tempo e, mesmo no fim do dia, não acumulou nas linhas nem deixou os poros em evidência.

Agora, o ponto mais impressionante do teste: a base matte da Mary Kay segurou mais a oleosidade até mesmo que a tão famosa (e cara) Studio Fix. O tempo máximo que a base da MAC segurou a oleosidade foi por 5 horas, sem contar que ela demorou bastante a secar.

Por seu acabamento natural, a base Mary Kay também se mostrou mais versátil, sendo indicado tanto para o dia quanto para a noite, mesmo nos dias mais quentes.

E aí, gostou das dicas? Qual dessas bases se comportam melhor em sua pele? Qual sua marca do coração? Conte-nos tudo nos comentários!

Agora, se você não tem o costume de remover a maquiagem antes de ir para a cama e de garantir que seus poros estejam devidamente limpar, essa outra matéria pode mexer bastante com você: 8 coisas que acontecem se você não tirar a maquiagem.

Fontes: Vix

Imagens: Gostei assim, Elas por Elas, Glau Duarte, Eu Capricho, Coisas de Diva, Esfumado básico, Jessica Make, Tour da Beleza.