Wesley Safadão terá que pagar 40 salários mínimos de pensão alimentícia

A novela envolvendo a pensão alimentícia paga por Wesley Safadão ao filho, finalmente, chegou ao fim, na tarde dessa sexta-feira (27). Ficou decidido, pela Justiça, que o cantor terá que pagar 40 salários mínimos para o filho Yhudy, fruto de seu primeiro casamento, com Mileide Mihaile.

O cantor, que tentou reduzir o valor da pensão – anteriormente estimulada no valor de R$ 9 mil -, agora terá que desembolsar mais de R$ 38 mil mensais, segundo informações divulgadas pelo jornal Diário do Nordeste.

Muito além dos 40 salários mínimos

E a Justiça ainda foi além. Para manter o padrão de vida do filho, Wesley Safadão terá que proporcionar à criança uma viagem internacional por ano com a mãe, com direito a primeira classe.

A mensalidade e a matrícula do colégio de Yhudy poderão ser descontados do valor da pensão alimentícia, mas o restante do dinheiro será administrado pela mãe, Mileide. Além disso, o plano de saúde da criança e seu imposto de renda também serão responsabilidade de Wesley Safadão.

Ficou determinado também que a atual mulher do cantor, Thyane Dantas, não poderá mais buscar Yhudy na escola, fato que incomodava e preocupava a mãe do menino.

Wesley Safadão não se pronunciou

Após a audiência, Wesley Safadão saiu do Fórum Clóvis Beviláquia, em Fortaleza, pelos fundos e não falou com a imprensa. Mileide Mihaile, por outro lado, saiu pela porta da frente, aplaudida pelo público.

Apesar de ter parado para falar com os repórteres, Mileide não pôde entrar em detalhes sobre o caso e sobre as resoluções do juiz.

A audiência, que teve início as 9h da manhã, teve duração de quase 7 horas.

Abaixo, você confere um trecho da entrevista de Mileide ao jornal O Povo Online:

Fontes: O Povo Online, TV Foco, Catraca Livre