Curiosidades

Likes no Instagram – Por que a plataforma acabou com as curtidas?

Não dá mais para ver os likes no Instagram. Mas, afinal, qual foi o objetivo de tamanha mudança na rede social em que todos buscavam se destacar?

Atualizado em 20/07/2019

Na quarta-feira (17), quem entrou no Instagram se deparou com fotos sem curtidas. Inicialmente, o susto e o possível bug, afinal, hoje esta é uma das redes sociais mais acessadas do mundo. Depois, no entanto, o esclarecimento do aplicativo sobre a decisão, ainda em fase de testes, sobre a retirada dos likes no Instagram.

Aliás, se você tem um perfil na rede, sabe que as curtidas funcionavam como termômetro de aprovações.

Certamente você já postou uma foto e foi lá checar, depois de um tempo, como estava a receptividade de seus seguidores com relação a ela, não é mesmo?

E, pior: você também já deve ter se sentido mal ao comparar o número de likes no Instagram de outras pessoas com os seus. Verdade ou mentira?

Por que acabar com os likes no Instagram?

Fim de likes no Instagram seria início de redes sociais mais humanizadas?

De acordo com a  plataforma, o Brasil é o segundo país no mundo a participar dos testes do fim dos likes no Instagram. Aliás, eles disseram ainda que a competição por cliques foi constatada como um grande risco à saúde mental dos usuários. Obviamente, devido à necessidade de aprovação.

Por isso, de agora em diante, apenas os próprios donos dos perfis podem visualizar seus  likes no Instagram. Inclusive, assim como os perfis profissionais, já podem mensurar quais fotos foram mais bombásticas ou não.

Existe possibilidade de volta?

Inclusive, falando em influencer, marcas e produtos, mesmo que a decisão não tenha agradado, parece não ter voltar. Ainda de acordo com a plataforma, a mudança foi pensada para o público final. Isso porque a intenção é criar um ambiente de entretenimento mais saudável.

“A plataforma pode fazer bem às pessoas, desde que a gente consiga usá-la com critérios que não sejam unicamente de competição, comparação e imperativo de felicidade. Não existe vida perfeita sem momentos de tristeza, derrota e fragilidade. Se começamos a fingir que isso não existe, não é saudável”, destaca Rodrigo Nejm, psicólogo e diretor da SaferNet.

Saúde mental x redes sociais

Likes no Instagram - Por que a plataforma acabou com as curtidas?
Alinne Araújo, blogueira que cometeu suicídio após se casar consigo mesma

Recentemente a blogueira, Alinne Araújo, cometeu suicídio após receber críticas ferrenhas de usuários da rede social. Basicamente, após ser deixada pelo marido nas vésperas do casamento, ela decidiu casar consigo mesma e publicou a decisão e sua história na plataforma.

Mesmo se tratando de um atitude corajosa, as críticas que a moça recebeu no Instagram abalaram ainda mais seu humor. Como resultado disso, ela acabou pulando da janela do próprio apartamento.

Chocante? Com certeza.

Como a própria plataforma afirma, o fim dos likes no Instagram vem para deixar a relação com as redes mais leve.  E o pior de tudo é que a história de Alinne é um comprovação dessa necessidade.

Afinal, como os organizadores da rede enfatiza, estamos falando de um público, em sua maioria jovem, vulnerável e à mercê de uma aceitação social.

Números que não mentem

Em uma pesquisa de 2017, a Royal Society for Public Health, do Reino Unido; entrevistou cerca de 1,500 jovens. O tema da entrevista, aliás, era sobre qual seria a rede social mais prejudicial a sua saúde mental.

O vencedor (ou perdedor) foi o Instagram. “Estudos indicam que, para pessoas que estão em um quadro vulnerável, o uso de algumas plataformas pode agravar o quadro desse sofrimento emocional” explica Nejm.

Vale a reflexão!

E, falando em redes sociais, você também deveria conferir: 11 poses para selfie que vão te ajudar a tirar a foto perfeita.

Fonte: epoca.globo.com

Imagens: PC World, Uai, Otobegeni

Por <a href='https://areademulher.r7.com/author/thamyris/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Thamyris Fernandes</a>
Por Thamyris Fernandes
Jornalista pela PUC Goiás. Já flertou com assessoria de imprensa, passou um tempo em jornais impressos e encontrou na internet seu habitat natural. Basicamente, uma taurina curiosa. Gosta de vinho, café, livros, um bom papo e aconchego. Ama o que faz e faz o que ama por aqui. Instagram: @thamyriscf