Maternidade

Como ensinar o alfabeto – Dicas e brincadeiras para ensinar crianças

Como ensinar o alfabeto corretamente pode ser uma preocupação dos pais, mas não precisa ser e essas dicas vão ajudar nisso.

Atualizado em 10/07/2020

Para muitos pais, os primeiros anos de vida dos filhos são a melhor fase. Aquele momento em que tudo é novidade, quando cada nova conquista do pequeno, por mais simples que seja, já é motivo de orgulho. A maioria das crianças, começam a se interessar por leitura incentivadas pelos pais, e logo, por volta dos 2 e 3 anos de idade, já conseguem reconhecer algumas letras e números. Então é nessa fase que surge um questionamento comum: como ensinar o alfabeto para meu filho?

Como sabemos, reconhecer as letras e os números é o primeiro passo para que a criança aprenda a ler e escrever. Mas uma coisa que os pais têm que ter na cabeça, é que cada criança é única e tem o seu tempo. Não adianta nada forçá-la. Ou seja, o desejo por conhecer e aprender deve surgir naturalmente, de forma orgânica.

A resposta para o questionamento de como ensinar o alfabeto está muito ligada ao que o seu filho gosta. Descobrindo do que a criança mais gosta, você pode usar ferramentas que irão ajudá-lo a aprender novas coisas, dentro do seu próprio ritmo. Por isso, brincadeiras lúdicas são tão usadas com as crianças.

Ensinar o alfabeto para uma criança não precisa ser uma tarefa complicada. Muito pelo contrário, pode ser algo muito prazeroso, tanto para criança quanto para quem ensina. Por isso, hoje vamos conhecer algumas dicas e brincadeiras de como fazer isso.

Como ensinar o alfabeto para crianças

Como ensinar o alfabeto - Dicas e brincadeiras para ensinar crianças
Mãe ao Cubo

Quando se trata de crianças, tudo deve ser feito de forma lúdica e divertida. Não deve ter uma cobrança para que a criança aprenda algo. Como a maioria das crianças começam a reconhecer as primeiras letras a partir dos 2 anos, até os 5 é bem provável que ela já consiga identificar o alfabeto completo. Você pode usar técnicas de como ensinar o alfabeto a partir dessa fase, quando a criança já demonstra algum tipo de familiaridade com as letras.

O interesse e curiosidade dos pequenos quanto as letras e números aparece muito cedo, especialmente com as letras que formam o seu nome e suas palavras preferidas. Enquanto algumas crianças aprendem as letras com facilidade, outras precisam de mais tempo e de alguns estímulos específicos e repetições. O que funciona para toda criança é descobrir o que ela mais gosta, e usar isso para inserir novos aprendizados.

Não é como se os pais e a família estivessem fazendo o papel da escola. Contudo, eles têm a função de ajudar no desenvolvimento da criança, e pode e deve dar à ela a chance de aprender no seu tempo.

Mas, como sabemos, aprender a ler e a escrever é um processo longo, e dividido em etapas. Uma das primeiras etapas, e uma das mais importantes, é ler para as crianças, despertando o interesse pelos livros. Obviamente, quando ainda são bebês, eles não conseguem entender do que se trata, mas já é um começo. Com o tempo, os pequenos vão entendendo que os livros têm figuras e escritas, que devem dizer algo.

É nessa fase que a maioria das crianças despertam a curiosidade sobre o que são aqueles “escritos”. Portanto, é hora de começar a envolver a criança com brincadeiras relacionadas ao reconhecimento das letras e a capacidade de reproduzi-las.

Como apresentar o alfabeto para crianças

Como ensinar o alfabeto - Dicas e brincadeiras para ensinar crianças
Nova Escola

Existem diversas formas de apresentar as letras do alfabeto para uma criança. Em cada fase da vida, o aprendizado infantil acontece de uma forma. Sendo assim, conforme a criança cresce e aprende novas técnicas, os estímulos também devem ser outros.

Os elementos visuais são a principal forma de chamar a atenção das crianças, especialmente as mais pequenas. Desse modo, ensinar as letras das cores, dos animais e das coisas do cotidiano são uma ótima forma de começar a apresentar o alfabeto. No entanto, ensinar e incentivar a criança a escrever o próprio nome é um dos passos mais importantes nesse processo.

Alfabetização e cada idade

Como ensinar o alfabeto - Dicas e brincadeiras para ensinar crianças
Nova Escola

Embora cada criança tenha o seu próprio tempo e processo de desenvolvimento, cada idade representa uma fase da aprendizagem.

0 a 3 anos

A primeira fase de todas, quando ainda é um bebê. Nessa idade os pequenos já começam a demonstrar interesse em ouvir historinhas, e isso é ótimo e deve ser estimulado pelos pais. É comum que eles peçam sempre a mesma história, a sua preferida. Assim a repetição faz parte do processo inicial de familiarização com a leitura.

4 a 5 anos

Nessa idade, a criança já está familiarizada com as letras, e é comum que já saiba escrever o nome e reconhecer algumas palavras. Normalmente, já conseguem escrever palavras e frases curtas. Também, começam a se interessar por histórias mais longas e mais complexas, e até mesmo de reproduzi-las.

6 a 7 anos

Já mais grandinhos, nessa idade, os pequenos já são capazes de escrever frases e textos curtos com sentido. Os erros ortográficos são normais e esperados nessa fase, até porque a grafia correta das palavras é outro processo.

Dicas de como ensinar o alfabeto

Como ensinar o alfabeto - Dicas e brincadeiras para ensinar crianças
Guia de Bem Estar

Como vimos até aqui, ensinar o alfabeto é um processo longo e que depende diretamente da criança. Mas uma coisa é fato, todas as crianças aprendem melhor por meio de brincadeiras e atividades lúdicas. E o que não faltam são recursos e estímulos para se fazer isso:

Músicas

As músicas são uma das formas mais comuns de apresentar as letras para as crianças. E isso funciona tanto no idioma materno quanto para ensinar um outro idioma. Portanto, cantar músicas do alfabeto é uma ótima forma de começar e estimular a criança. Isso porque essas músicas tem um ritmo contagiante e trabalham em cima da repetição, para assim ajudar a criança a memorizar as letras e também a  sua ordem. Você pode encontrar diversas dessas músicas no YouTube mesmo.

Livros do alfabeto

Esses livros são desenvolvidos especialmente para introduzir as letras de forma clara e interessante para as crianças. Eles contam com desenhos chamativos, imagens e outros estímulos visuais, que em conjunto com o texto ajudam as crianças a associar aquelas letras com coisas que ela já está familiarizada.

Aplicativos educativos

Não tem como fugir, os pequenos adoram uma tecnologia, e por que não usar isso de forma educativa? Principalmente nessa fase de alfabetização, a tecnologia pode ser uma ótima fonte de aprendizado. Existem diversos aplicativos educativos voltados justamente para crianças nessa fase. Um exemplo disso é o aplicativo Alfabeto Melado, que ajuda a criança a treinar o traço das letras na tela.

Recortar palavras

Uma ótima brincadeira para quem já está aprendendo a ler é o recorte de palavras. Nessa fase a criança já sabe identificar as palavras ao seu redor. É comum que ela leia tudo a sua frente, desde fachada de estabelecimentos, rótulos de produtos, jornais e revistas. Portanto, incentivar isso é uma ótima forma de manter a criança cada vez mais interessada.

Peça que a criança procure por determinas palavras em revistas e jornais e recorte. Varie o grau de dificuldade, comece pedindo para encontre palavras com uma determinada letra, ou que tenham um determinado número de letras. Contudo, faça isso levando em consideração o que a criança já sabe.

Alfabeto móvel

Nada mais é do que aquelas letras, geralmente feitas de plástico ou EVA. Inclusive é um recurso comum nas escolas, e que também pode ser usado em casa. Proponha fazer um alfabeto junto com a criança, usando uma cartolina ou algum material parecido. Feito isso, há uma infinidade de atividades que podem ser feitas com o alfabeto móvel. Por exemplo, escreva o nome da criança em um papel, e peça que ela monte o nome usando o alfabeto móvel. Aproveite para criar junto alguns recursos visuais, como desenhos e etc.

Alfabeto de massinha

Outra forma de instigar a criança usando algo que ela gosta é brincar de alfabeto usando a massinha. Afinal, toda criança adora uma massinha de modelar, e por que não modelar as letras do alfabeto? Então una o útil ao agradável. Sendo assim, uma ótima dica é desenhar as letras em um papel mais grosso, e deixar que a criança use a massinha para modelar as letras em cima do modelo. As possibilidades de estimular a criança são infinitas, você pode também pedir que ela faça animais ou objetos que comecem com determinada letra. Tudo isso irá ajudá-la a se familiarizar com as letras.

Brincadeira da caixa surpresa

Essa é ótima para ser feita em grupo, seja na escola ou em casa mesmo, com irmãos e colegas. Pegue uma caixa média, pode ser de sapato, e coloque as letras do alfabeto móvel. Forme uma roda com as crianças e coloque uma música, enquanto isso peça para que eles passem a caixa de mão em mão. Quando pausar a música, a criança que ficar com a caixa deve pegar uma letra e dizer uma palavras que comece com ela. Se ela não souber, peça que os coleguinhas ajudem.

Enfim, o que você achou dessa matéria? Aliás, aproveite para conferir também porque crianças fazem birra.

Fontes: Dentro da História Clarissa Pereira Tempo Junto

Imagem destacada: Wizard 

Imagens: Mãe ao Cubo Nova Escola Nova Escola Guia de Bem Estar