Maternidade

Depressão pós-parto, o que é? Por que acontece, sintomas e tratamento

A depressão pós-parto é um quadro de profunda tristeza, desespero e falta de esperança que acomete uma mulher após o parto.

Atualizado em 06/07/2020
Por Toni Nascimento

Certamente, a depressão pós-parto é um dos problemas mais comuns entre mulheres após dar a luz. O problema afeta diretamente a mulher e também a sua relação e capacidade de cuidar do seu filho.

Em suma, a tristeza materna, outro nome para o problema, afeta de 70 a 80% das novas mães. De acordo com uma pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), 1 em cada 4 brasileiras sofre com a depressão pós-parto. Mas, afinal, do que se trata o problema?

O que é a depressão pós-parto?

Depressão pós parto - quais são as causas, os sintomas e o tratamento

Basicamente, a depressão pós-parto é uma condição de profunda tristeza, desespero e falta de esperança que acontece com uma mãe logo após o parto. Aliás, ela pode se apresentar em níveis diferentes.

Uma depressão pós-parto mais leve, por exemplo, chama-se Baby Blues, pois dura apenas alguns dias. Contudo, o problema pode se complicar e evoluir para um quadro de psicose pós-parto.

Ademais, a depressão pós-parto traz inúmeras consequências ao vínculo da mãe com o bebê, sobretudo no que se refere ao aspecto afetivo. Isso pode afetar, inclusive, o desenvolvimento social, afetivo e cognitivo da criança.

Além disso, mulheres que possuem depressão pós-parto tem maior chance de desenvolver depressão em um outro momento da vida. Por fim, se não for tratada, a depressão pode durar vários meses.

Sintomas de depressão pós-parto

Baby Blues

Depressão pós parto - quais são as causas, os sintomas e o tratamento

A principal diferença entre a depressão pós-parto e o baby blues, certamente, é com relação à durabilidade dos sintomas. Os sinais do segundo caso, como já mencionamos, duram de apenas alguns dias. Ou seja, entre uma ou duas semanas depois do nascimento do bebê os sinais se amenizam e vão desaparecendo.

Basicamente, os sintomas são:

  • Mudanças de humor;
  • Ansiedade;
  • Tristeza;
  • Irritabilidade;
  • Sensação de cansaço e exaustão;
  • Choro fácil;
  • Concentração reduzida;
  • Problemas de apetite;
  • Problemas para dormir.

Depressão pós-parto

Depressão pós parto - quais são as causas, os sintomas e o tratamento

A depressão pós-parto, contudo, possui sintomas mais intensos e que duram mais. Eles podem aparecer, aliás, até seis meses após o nascimento da criança.

Em suma, os mais comuns são:

  • Humor deprimido ou mudanças de humor severas;
  • Choro excessivo;
  • Dificuldade de desenvolver uma ligação amorosa com o bebê;
  • Afastamento da família e dos amigos;
  • Alterações no apetite;
  • Incapacidade de dormir ou dormir demais;
  • Fadiga abrupta ou perda de energia;
  • Redução do interesse e prazer nas atividades que a mãe costuma realizar;
  • Intensa irritabilidade e raiva;
  • Medo frequente da mulher não ser uma boa mãe;
  • Sentimentos de inutilidade, vergonha, culpa ou inadequação;
  • Diminuição da capacidade de pensar com clareza, concentrar-se ou tomar decisões;
  • Ansiedade grave e ataques de pânico;
  • Pensamentos relacionados a prejudicar a si mesma ou ao bebê;
  • Pensamentos recorrentes de morte ou suicídio.

Psicose pós-parto

Depressão pós parto - quais são as causas, os sintomas e o tratamento

Finalmente a psicose pós-parto. Certamente é uma condição rara que pode se desenvolver dentro da primeira semana após o parto. Os sintomas são:

  • Confusão e desorientação;
  • Pensamentos obsessivos sobre o bebê;
  • Alucinações e delírios;
  • Distúrbios do sono;
  • Paranoia;
  • Tentativas de prejudicar a si mesmo ou o bebê.

Causas da depressão pós-parto

Depressão pós parto - quais são as causas, os sintomas e o tratamento

Primeiramente, não existe uma única causa para a depressão pós-parto. Apesar disso, ela pode estar associada a fatores físicos, emocionais, estilo e qualidade de vida, além de ter ligação com problemas e transtornos mentais.

Acima de tudo, a depressão pós-parto está associada ao enorme desequilíbrio de hormônios em decorrência do término da gravidez. Veja outros fatores que podem causar ou ajudar a provocar o problema:

  • Privação de sono;
  • Isolamento;
  • Alimentação inadequada;
  • Sedentarismo;
  • Falta de apoio do parceiro;
  • Falta de apoio da família;
  • Depressão, ansiedade, estresse ou outros transtornos mentais;
  • Vício em crack, álcool ou outras drogas.

Complicações

Depressão pós parto - quais são as causas, os sintomas e o tratamento

Acima de tudo, a principal complicação da depressão pós-parto é a relação da mãe com o filho. Consequentemente, isso pode levar a vários problemas familiares. Além disso, se não tratada pode durar meses e transformar-se em uma depressão crônica e apresentar futuros episódios de depressão maior.

Além disso pode ter um efeito “dominó”, causando tensão emocional para o bebê e o pai do bebê. Os filhos de mães que sofrem de depressão pós-parto não tratada são mais propensos a ter problemas emocionais e comportamentais, como dificuldades de dormir e comer, choros excessivos e transtorno de déficit de atenção e hiperatividade.

Tratamento

Depressão pós parto - quais são as causas, os sintomas e o tratamento

Primeiramente, o tratamento é feito individualmente, com medicamentos antidepressivos combinados com psicoterapia. Entretanto, o aconselhamento e apoio da família são fundamentais. Por isso, ambos os pais precisam participar de todo o processo. Além disso, todo o tratamento é oferecido de forma integral e gratuita por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

Também podem ser recomendados a presença de uma babá durante meio período ou tempo integral, por exemplo. Inclusive, exercícios para fortalecer os laços entre paciente e bebê e terapia hormonal fazem parte do tratamento.

No caso de psicose pós-parto, no entanto, é necessário também tratamento hospitalar. Quando a segurança da paciente está garantida, portanto, uma combinação de medicamentos pode ser usado para controlar os sintomas. Às vezes, o tratamento para a psicose pós-parto pode afastar a mãe do bebê por muito tempo.

Prevenção

Depressão pós parto - quais são as causas, os sintomas e o tratamento

Em suma, a melhor forma de prevenir a depressão pós-parto é cuidado de si mesma e, também, da saúde mental. Além disso, algumas ações podem ajudar como pedir ajuda de outras pessoas para que a mãe consiga dormir bem, manter uma alimentação saudável, fazer exercício físico e receber apoio na medida do possível.

Acima disso, é necessário arranjar um tempo de qualidade para si mesma e também manter pensamentos positivos. Sobretudo, também é essencial evitar o isolamento. Finalmente, ficar longe de cafeína, álcool e outras drogas ou medicamentos é muito importante também.

Você gostou dessa matéria? Então você também vai gostar dessa: Cuidar de bebê, existe um jeito certo? 18 dicas para mamães de 1ª viagem

Fonte: Rede Pará SIAH Trocando Fraldas Indice Lunetas Pais em Apuros Vittude Ministério da Saúde Drauzio

Fonte de imagens: JRM Vittude MS Diário

Próxima página »

Escolhidas para você