Maternidade

Por que a rotina do bebê é importante? A rotina certa por idade

Você já ouviu falar sobre rotina do bebê? O passo a passo pode ser a solução para um esquema saudável tanto para seu filho quanto para você.

Inserir uma rotina na vida do seu filho vai muito além do controle e da tranquilidade de seguir um passo a passo diário. Ela ajuda o bebê a compreender seus arredores e a desenvolvê-lo da forma mais saudável possível, bem como seu comportamento socioafetivo e cognitivo. Crianças não sabem ver as horas e muito menos se situar em cada instante do dia. A rotina do bebê se apresenta como uma forma de ajudá-lo a se acostumar com o passar do tempo. Além disso, a facilitar a vida da mãe.

10 dicas para te auxiliar na rotina do bebê

Não é só o sono que é crucial para garantir um pouco de paz para os recém-nascidos e, principalmente, para seus pais. Ter uma rotina de alimentação, brincadeiras, passeios e atividades também conta muito na hora de estabelecer os horários da criança. Além disso, saber quando cada coisa vai acontecer faz com que seu filho se sinta muito mais seguro.

Antes de mais nada, é importante ter em mente que a criação de uma rotina leva tempo e requer paciência. O bebê jamais irá se acostumar da noite para o dia, e muito menos a mãe. Do mesmo modo, todas as crianças são diferentes e necessitam de um plano específico, ou seja, nem tudo pode funcionar de uma vez só. É por isso que treinadores de sono se especializam nos cuidados do seu filho sem generalização. Apesar disso, seguir essas dicas e adaptá-las aos poucos é um bom começo.

Todos os cuidados devem ser inseridos no dia a dia do bebê a partir de seus 2, 3 ou 4 meses, que é quando ele deve começar a entender seus arredores e a repetição das atividades no mesmo horário.

1 – Crie uma rotina do sono

Muitas vezes, pode ser extremamente difícil colocar seu bebê para dormir. A criação de uma rotina do sono auxilia na associação do recém-nascido ao horário de descansar, deixando-o mais descansado e preparado para o momento. Esse ritual deve ser repetido rigorosamente, dessa forma, você deve enfrentar menos problemas na tão temida hora de ir para a cama.

Como realizar a rotina do bebê no sono? Pelo menos 30 minutos ou 1 hora antes de dormir, feche as cortinas e diminua as luzes do ambiente, pois isso deve auxiliar a reduzir os níveis de cortisol, hormônio regulador do estresse. Logo depois, é aconselhado dar um banho e a última refeição do bebê, além de massagens, canções e histórias de ninar e muito carinho. É extremamente indicado amamentar à meia-luz. Durante os primeiros meses, a criança deve dormir cedo, sendo 19h30 um horário adequado.

2 – Hora do banho

A hora do banho requer muita atenção dos pais, pois o recém-nascido não deve ser deixado sem supervisão em momento algum. Caso o bebê tenha nascido em um hospital, é provável que as enfermeiras responsáveis tenham ensinado o passo a passo para um banho seguro. Primeiramente, se lava a cabeça do bebê, seguida do períneo e então o resto, tomando cuidado para não entrar água em seu ouvido. Normalmente, é utilizada uma banheira própria para o banho, que deve conter pouca água de temperatura morna.

Além disso, deve se selecionar um só horário durante o dia para dar banho no bebê. O ritual pode acalmá-lo, portanto, é aconselhado realizá-lo antes da hora de dormir.

3 – Troca de fralda

Primordialmente, é importante lembrar que a pele do bebê quando ainda em seus primeiros dias é extremamente sensível e deve ser tratada como tal. A área deve ser limpa com algodão e água morna quando realizada a troca de fralda, e sem lenços umedecidos, pois seus agentes podem irritar a pele do recém-nascido.

Durante os primeiros dias, enquanto o coto umbilical não cai, deve se limpar sua base com hastes flexíveis e álcool 70% em todas as trocas de fralda. O coto deve demorar em torno de 20 dias para finalmente cair.

4 – Enrolar na manta

Você sabia que muitas vezes o cansaço pode levar à agitação? No caso dos bebês, essa é uma verdade universal. Por não terem controle de seus membros durante seus primeiros meses, eles podem sacudir seus braços e pernas em uma demonstração de exaustão, sem possuir a percepção que tais partes do corpo pertencem a ele. Dessa forma, é recomendado enrolar os recém-nascidos em uma manta para remover o estímulo, pelo menos até seus 4 meses.

5 – E.A.S.Y na rotina do bebê

O que é o “EASY”? A técnica tem sido aderida por muitas mamães ao redor do mundo, ajudando os pais a lembrar da ordem exata da rotina do bebê. O “E” significa “eating”, traduzido para alimentação, seguido do “a”, de activity, ou atividade, “s” de “sleeping”, ou sono, e “y” de “you”, que significa tempo para você.

Desse modo, fica mais fácil de lembrar quando é a hora de amamentar, de brincar, a hora de colocar o bebê dormir e, finalmente, a sua hora de descanso ou de cuidados pessoais.

6 – Banho de sol

Passear com seu bebê durante o dia pode ser super saudável tanto para você, quanto para ele. A atividade deve ser realizada sempre antes das 10 horas ou depois das 16 horas, que é quando os raios de sol não prejudicam as saídas. Apesar disso, os passeios só devem ser feitos quando ele estiver mais ameno. O tempo adequado para a criança permanecer no sol é de 10 minutos, mas é importante consultar um pediatra antes de inserir a atividade na rotina do bebê.

7 – Insira brincadeiras na rotina do bebê

Nada é mais delicioso do que ouvir a risada de diversão de uma criança. Além de ser prazeroso para todos ao seu redor, isso pode estimular a facilidade do sono, a compreensão e a audição, integrando bem a rotina do bebê. De forma que seja possível estimular sua visão, balance objetos a cerca de 30 centímetros de seus olhos, cantando e conversando, envolvendo todos os sentidos de uma só vez. As brincadeiras mais energéticas, porém, não devem ser feitas antes das sonecas. Para isso, reserve as mais tranquilas, como massagens e canções de ninar.

8 – O pai na rotina do bebê

A tarefa de cuidar de um recém-nascido deve ser sempre compartilhada entre os parceiros. Sobretudo, para que os dois saibam lidar com as necessidades do bebê e para que ele se acostume cheiro de alguém além da mãe. Como resultado, não haverão surpresas quanto aos cuidados com a criança, além de uma melhor desenvoltura da relação entre pai e filho.

9 – Amamentação

Outra peça-chave no sono do bebê é uma rotina de refeições regulares. Quando a criança se alimenta de forma contínua durante o dia, é menos provável que ela vá precisar mamar de noite ou querer a mamadeira. Às mães que ainda amamentam, porém, é importante se atentar aos momentos em que seu filho realmente está com fome ou apenas fazendo seu seio de chupeta, de forma que possa buscar modos de sanar o problema.

10 – Exercite a calma

Mesmo que a tarefa pareça ser extremamente desafiadora, é crucial saber quando é necessário agir ou não. Enquanto o bebê dorme, ele pode se movimentar de várias maneiras e fazer diferentes sons, mas isso não significa que todos são alarmes ou plausíveis de intervenção.

Muitas vezes, mexer na criança enquanto ela dorme por ter gemido ou suspirado pode apenas piorar a situação. A babá eletrônica pode ser de grande ajuda nesse quesito, pois auxilia os pais a monitorarem o recém-nascido e julgarem quando é necessário intervir.

Depois dos 4 meses, torna-se cada vez mais importante decidir quando ou não entrar no quarto para pegar o bebê, já que o choro pode cessar logo depois que se iniciar. Nada deve ser motivo de desespero, a não ser que a situação realmente necessite de ação. Com muita paciência, amor e cuidado, a tarefa da rotina do bebê pode ficar cada vez mais fácil.

Rotina do bebê por idade

4 a 6 meses:

  • 6h30 – Acordar e mamar
  • 8h00 – Primeira Soneca
  • 9h30 – Mamar
  • 11h30 – Segunda Soneca
  • Entre 12h30 e 13h00 – Acordar e Mamar
  • Entre 14h30 e 15h00 – Terceira Soneca
  • 16h00 – Acordar e Mamar
  • 19h00 – Mamar e início do ritual do sono
  • 19h30 – Bebê dormindo
  • Entre 23h00 e 00h00 – Mamar
  • Entre 03h00 e 04h00 – Mamar

6 a 12 meses:

  • 7h00 – Acordar e mamar
  • 8h15 – Fruta ou suco
  • 9h00 – Primeira soneca
  • 10h00 – Amamentação
  • 12h00 – Almoço
  • 14h00 – Segunda soneca
  • 16h00 – Amamentação / Fruta
  • 18h00 – Jantar
  • 19h00 – Ritual do sono
  • 20h00 – Bebê dormindo no berço

Entre 12 e 18 meses

  • 7h00 – Acordar e mamar (muitas crianças tomam café da manhã)
  • 9h00 – Lanche / fruta
  • 11h30 – Almoço
  • 12h30 – Soneca
  • 15h00 – Leite / Fruta
  • 18h00 – Jantar
  • 19h00 – Ritual do sono
  • 20h00 – Bebê dormindo no berço

O que você achou dessa matéria? Se te interessou, talvez você também goste de Sono do bebê – Como identificar as fases e processo de adaptação

Fontes: Pais & Filhos, Just Real Moms, Juliana Goes, Kinedu

Próxima página »

Escolhidas para você

Comentários

0 0 votos
Dê a sua opinião

guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários

Escolhidas para você