20 coisas sobre ter depressão e ansiedade que ninguém conta

Muito se houve falar sobre os efeitos da depressão na vida de quem sofre com o problema e como é preciso ter cuidado para que essas pessoas se recuperem. O problema é que quase sempre depressão e ansiedade andam de mãos dadas e pouco se fala sobre esse segundo transtorno.

Para quem não sabe, a ansiedade não tem nada a ver com o que a gente imagina que seja, nem com aquele sentimento que bate antes de alguma coisa muito esperada acontecer.

A ansiedade é um distúrbio mental marcado por sentimentos de preocupação ou de medo que se tornam tão fortes que interferem diretamente na vida e na capacidade de raciocínio de quem sofre com ela.

E o problema é que quase metade das pessoas diagnosticadas com depressão são também vítimas do transtorno da ansiedade.

A lista abaixo, como você vai ver, tem por objetivo alertar as pessoas sobre as angústias que pessoas com depressão e ansiedade precisam conviver todos os dias. A intenção aqui é informar e mostrar que o que você (ou aquela pessoa que você conhece) está sentindo pode não ser preguiça  ou tristeza, simplesmente.

Confira 20 coisas sobre ter depressão e ansiedade que ninguém conta:

1. É surtar com a ideia de tirar qualquer nota baixa em uma prova, mas não ter energia para estudar.

2. É ter que ficar na cama porque você não consegue se mexer, mas se martirizar com o pensamento do que pode acontecer se você faltar na escola ou no trabalho.

3. É se sentir mais cansado(a) quanto menos você se mexe, mas seu coração acelerar ao pensar em dar o primeiro passo.

4. É ficar incomodado(a) com a bagunça se acumulando, mas encará-la e pensar: “arrumo amanhã”.

5. É fazer seis milhões de listas de tarefas para clarear seus pensamentos, mas saber que você nunca vai de fato fazer qualquer coisa escrita nelas.

6. É acreditar que todo plano cancelado acabará com suas amizades, mas não ter forças suficientes para comparecer em nenhum.

7. É se sentir desesperado(a) porque você ainda está solteiro(a), mas cancelar qualquer encontro porque só pensamento de ir em um te dá palpitações.

8. É ter medo todo dia que seu(ua) companheiro(a) vai ficar de saco cheio e ir embora, e sua ansiedade sussurrar em seu ouvido que eles merecem mesmo algo melhor e deveriam ir.

9. É ignorar mensagens e recusar convites. E ficar ainda pior quando as mensagens e os convites deixam de vir.

10. É o medo constante de acabar sozinho(a), mas acidentalmente se isolar porque você às vezes você precisa se esconder.

11. É não querer mais nada além de se arrastar para casa e dormir às 14h, mas sua pulsação rápida e e assustada te acordar às 2h.

12. É alternar entre se sentir paralisado(a) no presente e ter medo do futuro.

13. É não aproveitar os dias bons porque você fica dominado(a) pela ansiedade e pelo pensamento de que a próxima crise está logo ali.

14. É dormir demais ou não dormir nada.

15. É precisar de umas férias dos seus pensamentos, mas não conseguir sair do poço sozinho(a).

16. É precisar fazer tudo, mas não querer fazer nada.

17. É ter mecanismos de sobrevivência e fuga, pois, quando você não está tentando se esconder de uma parte de seu cérebro, você está se escondendo da outra.

18. É pensar se as coisas que estão fazendo seu coração afundar são o que sua mente ansiosa inventou.

19. É ficar sentado(a) acordado(a) às 3 da manhã se preocupando com um futuro que você nem tem certeza que quer ter.

20. É sentir coisas demais e não sentir nada ao mesmo tempo, e ter a sensação de que você nunca vai conseguir melhorar.

OBS: parece não, mas você pode melhorar e e sentir melhor! Procure ajuda psicológica o quanto antes e, caso esteja lidando com pensamentos suicidas ligue para o CVV pelo número 141. Sua vida é preciosa demais para ser perdida!

Agora, para mostrar para você, cara leitora, que existe luz no fim do túnel, essa outra matéria conta uma história inspiradora sobre a luta contra a depressão: Americano lista motivos pelos quais ama esposa que está lutando contra a depressão.

Fonte: BuzzFeed (texto e imagens)