Saúde

Injeção anticoncepcional mensal – Benefícios e contraindicações

O que você sabe sobre a injeção anticoncepcional mensal? O método pode ser utilizado por mulheres de todas as idades e é muito simples.

A injeção anticoncepcional mensal é uma boa opção para quem deseja inibir a ovulação ou possui ressalvas quanto ao anticoncepcional oral. Composta por hormônios injetáveis, é possível aplicá-la mensalmente ou a cada três meses, dependendo das recomendações médicas. Assim, o método contraceptivo, além de impedir a gravidez, também é ideal para quem esquece de tomar a pílula ou simplesmente não pode usá-las.

Antes de mais nada, o anticoncepcional injetável é aplicada via intramuscular, ou seja, na região glútea, e apenas por um profissional. Normalmente, o ginecologista ou um responsável em farmácias realiza a injeção. Ela ainda possui o benefício de ser mais barata que outros métodos contraceptivos.

É comum que a injeção anticoncepcional mensal seja constituída apenas de progesterona, o hormônio da menstruação, ou também possua estrogênio, o hormônio feminino. Algumas delas são a Cyclofemina, Mesigyna, Ciclovular ou Perlutan.

Confira abaixo mais informações sobre a injeção anticoncepcional mensal, bem como suas vantagens, contraindicações e dúvidas mais comuns a respeito de seu uso.

Como funciona a injeção anticoncepcional mensal?

Injeção anticoncepcional mensal
Fonte: Ativo Saúde

A injeção possui a mesma função de qualquer método contraceptivo, como anticoncepcionais orais. Ela é feita na região glútea, pelo menos até o 5º dia do início do ciclo menstrual, sendo repetida 30 dias depois, com no máximo 3 dias de atraso. Nesse sentido, além da opção mensal, existe também a trimestral, que ainda impede que a menstruação desça.

Para aquelas que já utilizavam algum outro método contraceptivo, ela deve ser feita 7 dias após o uso da última pílula anticoncepcional ou da retirada de outros métodos, como o DIU, o dispositivo intrauterino. Para mulheres no pós-parto, é preciso realizar a injeção de 21 a 28 dias depois de ter o bebê, caso não vá amamentar. Todavia, no caso das lactantes, a aplicação só pode ser feita após a 6ª semana.

Injeção mensal

A injeção anticoncepcional mensal funciona de forma que a aplicação seja feita até o 5º dia após iniciada a menstruação, e as outras doses devem ser tomadas a cada 30 dias desde a primeira injeção. A constância deve ser mantida pelo fato dos níveis de progesterona e estrogênio variarem com o passar do tempo, ou seja, precisando ser repostos para manter o efeito contraceptivo. Nesse sentido, os efeitos colaterais não são tão aparentes, já que a mistura dos dois hormônios ainda mantém a progesterona menos elevada.

Injeção trimestral

É comum que a injeção trimestral seja composta apenas por progesterona, que o organismo absorve lentamente, o que faz com que o efeito contraceptivo dure mais tempo, assim, apenas repetindo a aplicação 3 meses depois de cada retorno. Do mesmo modo, a injeção deve ser feita até o 5º dia após iniciada a menstruação. Seja como for, a trimestral ainda possui o benefício de impedir que você menstrue.

Esse método é mais indicado para quem encontra contraindicações na injeção mensal, já que ela normalmente é a preferida no período pós-parto, tornando-a mais segura. Todavia, caso a mulher deseje engravidar depois de tomar uma injeção anticoncepcional trimestral, é provável que a volta da fertilidade ocorra de forma mais lenta, dificultando o processo. É possível que as chances de engravidar só fiquem altas meses depois de interromper as aplicações, e os efeitos colaterais podem ser mais aparentes.

Vantagens da injeção anticoncepcional mensal

Injeção anticoncepcional mensal
Fonte: Panorama Farmacêutico

Além de ser um método muito rápido e tranquilo de ser realizado, a injeção anticoncepcional ainda não causa grandes impactos na fertilidade da mulher, já que as chances de engravidar já aumentam a partir do mês seguinte após a interrupção das aplicações. No caso da trimestral, a probabilidade difere.

Juntamente com isso, a aplicação pode ser feita em mulheres de todas as idades, ajudando a diminuir as cólicas menstruais e chances de cistos ou câncer no ovário, doenças inflamatórias e dores ocasionadas pela endometriose. O impacto na corrente sanguínea é mínimo, ou seja, a coagulação e a alta pressão arterial não são um problema. Normalmente, esse é um efeito colateral dos anticoncepcionais orais.

Efeitos colaterais

Mesmo que mínimos, os efeitos colaterais da injeção anticoncepcional mensal ainda estão ali. Raramente ocorrem, mas vem na forma de pequenos sangramentos entre os intervalos dos ciclos menstruais, aumento de peso, amenorréia, ou ausência da menstruação, seios sensíveis e dor de cabeça.

Contraindicações da injeção

Fonte: Minuto Saudável

A injeção anticoncepcional pode ser feita em mulheres de todas as idades. Todavia, existem exceções. Aquelas que não devem realizar a injeção são as:

  • Grávidas;
  • Que estejam amamentando até 6 semanas depois do parto;
  • Hipertensas;
  • Que possuam câncer de mama no momento ou outras malignidades hormônio-dependentes;
  • Com sintomas neurológicos focais e dores de cabeça fortes;
  • Com doenças vasculares;
  • Que possuam histórico de tromboflebite, distúrbio tromboembólico ou de cardiopatia, tanto isquêmica quanto valvar;
  • Que tenham histórico de doença no fígado;
  • Aquelas que sofrem com sangramento uterino;
  • Fumantes de mais de 15 cigarros por dia e acima dos 35 anos.

Outras dúvidas comuns

Fonte: Freepik

A seguir, foram respondidas outras dúvidas comuns a respeito da aplicação da injeção anticoncepcional mensal. É essencial entender que, antes de tomar qualquer decisão, é preciso se consultar com um médico para aprender mais sobre o método e tudo que lhe define, de preferência com um ginecologista.

O ciclo menstrual pode mudar com a injeção?

Nesse sentido, a resposta do remédio depende de cada organismo. Normalmente, a injeção anticoncepcional mensal não impede a menstruação, que ocorre normalmente, diferente da injeção trimestral.

Ela já funciona a partir do primeiro mês?

Sim, a injeção já é eficaz a partir da primeira aplicação. Apesar disso, de forma que seja possível evitar doenças sexualmente transmissíveis, a camisinha ainda deve ser utilizada, mesmo com a injeção.

Tem problema tomar a injeção atrasada?

O intervalo que ainda permite que você tome a injeção após atrasá-la é de 3 dias além da data comum. Todavia, o prazo da injeção trimestral costuma ser mais flexível.

Qual o prazo da injeção anticoncepcional mensal?

Ele não existe. A injeção anticoncepcional mensal pode ser utilizada por quanto tempo você quiser, desde que ela não cause nenhum mal. Nesse sentido, é possível tomar desde a adolescência até a pré-menopausa. Contudo, a injeção trimestral já é diferente. Ela deve ser utilizada por, no máximo, 3 anos, já que pode induzir à osteoporose.

Quanto custa?

Os valores da injeção mensal são bem amenos, custando em torno de 30 reais. A trimestral custa 40 reais. É comum que muitas mulheres prefiram a aplicação ao invés de outros métodos contraceptivos, por ser muito mais barata.

Esse anticoncepcional engorda?

É comum que as aplicações do anticoncepcional mensal causem aumento de peso, já que esse é um dos efeitos colaterais. Isso ocorre pelo fato da maior quantidade de hormônio aumentar também a retenção de líquidos. Assim, a partir do início das injeções, a mulher pode acabar ganhando mais peso, mas cada organismo é diferente.

Se você se interessou por essa matéria sobre injeção anticoncepcional mensal, aproveite também para conferir Estrogênio – O que é, para que serve e como influencia a saúde da mulher

Fontes: Dicas de Mulher, Tua Saúde, Tua Saúde

Imagens: Tua Saúde, Freepik, Ativo Saúde, Panorama Farmacêutico, Minuto Saudável

Próxima página »

Escolhidas para você

Comentários

0 0 votos
Dê a sua opinião

guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários

Escolhidas para você