Saúde

Sintomas da TPM – Quais são os sintomas e como identificar

Apesar de ser uma sigla comum e de amplo conhecimento popular, alguns dos sintomas de TPM, muitas vezes não são identificado com facilidade.

Atualizado em 18/10/2020

Primeiramente, devemos esclarecer: O que é a TPM? Bem, a sigla é a abreviação de Tensão Pré-menstrual, e, resumidamente, define um conjunto de sensações que ocorrem cerca de 10 dias antes do início do ciclo menstrual, os quais os sintomas da TPM, geralmente, se encerram após a menstruação.

Em segundo, de acordo com os especialistas, o motivo principal da TPM é variação hormonal. O qual ocorre durante o período pré-menstrual, ou seja, uma variação que se inicia após o período fértil da mulher. É comprovado que essa variação interfere não apenas no sistema endócrino, mas também no sistema nervoso central, gerando tais sintomas. Sendo assim, em alguns casos, eles apenas antecedem a menstruação. Mas em outras, acabam se estendendo durante todo o período menstrual, e, assim, se encerra apenas com o fim do fluxo.

Quais são os sintomas da TPM?

Sintomas de TPM - o que é, quais são e como identificar
Fonte: blogpetitninos

A principio, os sintomas da TPM podem começar a ser sentido desde algumas horas, até aproximadamente 10 dias antes da menstruação. Quase sempre, desaparecem por completo algumas horas após o início da menstruação. No entanto, se a mulher estiver próxima à menopausa, pode acontecer de os sintomas persistirem durante toda a menstruação e, até mesmo, depois dela.

Apesar que, os sinais podem ficar mais graves se a mulher estiver passando por um momento estressante ou, ainda, durante os anos que antecedem a menopausa. Mensalmente, os sintomas da TPM podem ser seguidos de um período de dor (cólicas ou dismenorreia), principalmente durante a adolescência.

Em suma, os sintomas mais comuns são irritabilidade, ansiedade, agitação, raiva, insônia, dificuldade de concentração, letargia, depressão e fadiga intensa.

Sintomas de TPM - o que é, quais são e como identificar
Fonte: Dranaescobar

Nesse ínterim, ao contrário do que muitos acreditam, os sintomas da TPM não são apenas psicológicos, podendo ser também físicos. Tendo isso em vista, nós, do Área de Mulher, listamos todos os sintomas físicos e psicológicos da TPM.

Sintomas psicológicos

– Agitação;

– Ansiedade;

– Confusão;

– Crises de choro;

– Depressão;

– Dificuldade de concentração;

– Hipersensibilidade emocional;

– Esquecimento ou perda de memória;

– Irritabilidade;

– Oscilações do humor ou piora de transtornos do humor que já estão presentes;

– Nervosismo;

– Irritabilidade;

– Compulsão alimentar;

– Perda de apetite.

Sintomas físicos

– Percepção dos batimentos cardíacos (palpitações);

-Dor nas costa;

– Distensão;

– Inchaço e dor nos seios;

– Alterações no apetite e desejo de comer determinados alimentos;

– Constipação;

– Cólicas, sensação de estar mais pesada ou pressão na região inferior do abdômen;

– Tonturas, incluindo vertigem;

– Facilidade de hematoma;

– Desmaio;

– Fadiga;

– Cefaleias;

– Ondas de calor;

– Insônia, incluindo dificuldade de adormecer ou de permanecer adormecida durante a noite;

– Dores nas articulações e musculares;

– Falta de energia;

– Náusea e vômito;

– Formigamento nas mãos e nos pés;

– Problemas de pele, tais como acne e dermatite por coceira localizada;

– Inchaço das mãos e dos pés;

– Ganho de peso.

Quadros clínicos

Sintomas da TPM - o que é, quais são e como identificar
Fonte: Todateen

Contudo, é possível que outros quadros clínicos se agravem ou sejam intensificados durante a TPM. Dessa forma, incluindo assim:

– Transtornos convulsivos, com mais crises que o habitual;

– Doenças do tecido conjuntivo, como lúpus eritematoso sistêmico (LES ou lúpus) ou artrite reumatoide, com exacerbações;

– Distúrbios respiratórios, tais como alergias e congestão nasal e das vias respiratórias;

– Enxaquecas;

– Transtornos de humor, tais como depressão ou ansiedade;

– Distúrbios do sono, tais como dormir muito ou não dormir o suficiente.

Entretanto cuidado! Segundo os especialistas, é necessário observar bem os sintomas pois alguns transtornos de humor podem causar sintomas semelhantes. Em conclusão, mesmo que a mulher não tenha TPM e nem transtorno disfórico pré-menstrual, de qualquer forma, é possível que esses sintomas piorem antes da menstruação.

Basicamente, o transtorno disfórico pré-menstrual, é um disfunção no qual os são tão graves que acabam interferindo no desempenho profissional, pessoal e emocional da mulher. Dessa forma, pode variar entre a perca de interesse nas atividades diárias e, em alguns casos mais graves, pode até mesmo apresentar incidências suicidas.

Como identificar os sintomas da TPM

Sintomas da TPM - o que é, quais são e como identificar
Fonte: Tagjuridica

Primeiramente, se os sintomas estão muito fortes, é necessário consultar um médico. Isso porque, pode ser bastante confuso diferenciar os sintomas da TPM de outros transtornos. Todavia, de acordo com os médicos, para o diagnóstico da TPM, majoritariamente, se toma por base os sintomas. Porém, para identificar a TPM, o médico vai mais profundamente, e pede que a mulher mantenha um registro diário de seus sintomas. De forma que a partir desse registro, a mulher, então, ficará ciente das mudanças em seu corpo e temperamento. Desse modo, também ajuda o médico a identificar os sintomas regulares e, assim, determinar o tratamento adequado para ela.

No entanto, se a mulher tiver sintomas de depressão, logo, é possível que ela realize exames padrão para diagnosticar depressão. Simultaneamente, ela deve ser encaminhada para um profissional da área psicológica. Apesar de que os médicos, geralmente, conseguem, ainda assim, distinguir a TPM ou o transtorno disfórico pré-menstrual dos transtornos de humor tomando como base principal a duração dos sintomas. Enfim, se os sintomas desaparecem logo após o início da menstruação, eles provavelmente são causados pela TPM ou pelo transtorno disfórico pré-menstrual.

Afinal, gostou dessa matéria? Então vai curtir essa também TPM – O que é, sintomas, tipos, tratamentos e como conviver com ela .

Fontes: MDS, H9J, Minha vida.

Imagem de Destaque: Draanaescobar