Saúde

Unha Inflamada – O que causa, como evitar e como tratar em casa

A unha inflamada pode se infeccionar pelo contato com bactérias ou fungos. Por isso, é necessário sempre manter tudo limpo e higienizado.

Atualizado em 07/05/2020

Paroníquia, ou, como é popularmente conhecida, unha inflamada. Sem dúvida, esta é uma das dores mais inconvenientes que sentimos em nosso corpo. Apesar disso, o tratamento costuma ser simples, rápido e fácil.

Geralmente, a unha se encrava ao ser cortada de forma inadequada, ou mesmo quando usamos um sapato apertado demais. Assim, causando uma inflamação na pele ao redor do canto de uma ou mais unha.

Algumas vezes, aliás, o ferimento pode se infeccionar pelo contato com bactérias ou fungos. Por isso, é necessário sempre manter tudo limpo e higienizado.

Então, para saber mais sobre o que fazer e como tratar uma unha inflamada, leia a matéria a seguir.

Como evitar a unha inflamada

Mulher com dúvida
Projeto Ide

Para evitar que sua unha se encrave ou inflame, aqui vão algumas dicas:

  • Cuide bem das unhas e da pele ao redor. Sempre mantenha tudo limpo e higienizado.
  • Unhas crescem lentamente, portanto, deve-se evitar lesões nessa área. Assim, você evita uma cicatrização que pode durar até meses.
  • Não tire a cutícula. Apesar da maioria das pessoas tirarem, esse ato lesa a pele e a deixa exposta a fungos e bactérias.
  • Não corte os cantos das unhas. Mantenha cortes retos ao apará-las. Dessa maneira você evita que a ponta da unha machuque ou encrave em sua pele.
  • Não corte suas unhas muito curtas. Para que, dessa forma, as pontas não tenham contato com a pele.
  • Tente suavizar as pontas das unhas com cortes levemente arredondados nos cantos (bem levemente mesmo).
  • Evite o contato com detergentes e químicos em suas unhas. Use luvas de proteção.
  • Corte suas unhas das mãos, preferencialmente, toda semana.
  • Corte suas unhas dos pés, preferencialmente, todo mês.
  • Corte suas unhas após o banho, pois elas estarão mais amolecidas. Dessa forma, você evita lesões.
  • Evite usar sapatos com bico muito apertado.

Seguindo essas dicas, você reduz drasticamente as chances de ter uma unha inflamada. Viu como é simples?

Como tratar a inflamação

Unha Inflamada desenho
Blog Biosom

O tratamento de uma unha inflamada pode, na maioria das vezes, ser feito em casa. Dessa forma, aqui vai um passo-a-passo de como agir nessa situação:

  1. Deve-se deixar a área da unha inflamada de molho em água morna durante 20 minutos. Isso aliviará a dor e amolecerá a região.
  2. Usar uma pinça para levantar a unha e retirar o contato com a área inflamada.
  3. Em seguida, é recomendado usar uma gaze ou algodão para colocar no espaço entre a unha e a pele.
  4. Por fim, deve-se utilizar na área uma solução antisséptica. Por exemplo a iodopovidona.

Este processo deve ser realizado todos os dias até que a inflamação se encerre.

De maneira alguma você deve cortar a área da unha que está em contato com a inflamação. Pode parecer que vai resolver, mas isso aumentará a chance de encravar de novo ou até piorará sua situação.

Quando procurar ajuda médica

Podólogo examinando um péCirurgia de Pé

O tratamento pode ser simples, e na maioria dos casos pode ser realizado em casa. Entretanto, quando a infecção é mais grave ou se trata de um problema com fungos ou bactérias, é recomendado que você procure ajuda médica. Pois, mesmo que possa parecer um problema pequeno, em alguns raros casos pode ocorrer formação de abscesso, alterações permanentes na forma da unha e propagação da infecção para tendões, ossos e circulação sanguínea.

Eventualmente, pode haver formação de pus e de carne esponjosa exposta na área. Portanto, é necessário a visita a um dermatologista ou podólogo para a retirada do tecido inflamado.

Além disso, o profissional avaliará a situação e determinará sua causa. Podendo, dessa forma, recomendar uma pomada antibiótica (caso for uma infecção bacteriana) ou uma pomada antifúngica (caso for uma infecção fúngica) para o tratamento.

Outros casos em que se deve sempre procurar ajuda médica é o de pessoas diabéticas, ou se a área inflamada aparentemente estiver com falta de circulação sanguínea.

Gostou dessa matéria? Então confira essa também: Sapinho – O que é, causa, sintomas, tratamento e prevenção

Fontes: Médico Responde, Tua Saúde, Tua Saúde.

Fontes Imagens Destaque: EsiGniO, Cirurgia de Pé, Blog Biosom, Projeto Ide.