Beleza

Explante de silicone, o que é? Dilema, como é feita e famosas que fizeram

O explante de silicone é o procedimento cirúrgico para a remoção das próteses nos seios, algo que muitas mulheres estão fazendo ultimamente.

Não é novidade que o Brasil está entre os países que mais fazem cirurgias plásticas no mundo. Nesse sentido, o implante de silicone ainda é a preferida e mais almejada pelas brasileiras. E esse sonho de ter seios grandes e fartos vem sendo nutrido há pelo menos duas décadas. Até então, o padrão de beleza exaltava o corpo da mulher magra e com seios grandes. No entanto, na contramão dessa tendência, cada vez mais mulheres estão buscando pelo explante de silicone.

Ainda não chega nem perto do número de mulheres fazendo implantes no Brasil. Mas não tem como negar o aumento considerável da procura pelo procedimento de remoção das próteses, também chamado de explante mamário. O fato é que muitas mulheres estão se arrependendo do procedimento e estão optando por fazer o processo inverso. Os motivos são variados, indo desde a estética, seguindo a onda de maior aceitação do corpo como ele é, mas principalmente devido a problemas de saúde relacionados às próteses.

Portanto, hoje iremos conhecer melhor do que se trata o explante de silicone e os principais motivos que estão levando as mulheres a recorrer a esse procedimento.

Explante de silicone

Segs

Por muitos anos, as mulheres siliconadas estavam super em alta, fazendo com que cada vez mais mulheres quisessem colocar silicone. E apesar das cirurgias plásticas representarem um dos maiores avanços da medicina, que tem transformado a vida e autoestima de milhares de pessoas, é importante reconhecer que ela oferece os seus riscos. Sendo assim, o ideal mesmo seria apenas fazer  isso em caso de necessidade real, mas na maioria das vezes não é esse o caso.

O implante de silicone, por exemplo, quase sempre está ligando a pressões estéticas e insatisfações com o próprio corpo. Resultado da pressão por seguir o padrão de beleza muitas vezes inalcançável. Além de se tratar de um procedimento médico como qualquer outro, se trata de um considerável investimento, mas nada disso tem impedido as mulheres de fazer o implante de silicone.

Mas nem tudo são flores, o aumento dos casos de explante de silicone é a prova de que nem sempre o procedimento funciona como o planejado para todas as pessoas. E além disso, estamos passando por um momento de transição, onde se fala cada vez mais em amor próprio e aceitar o corpo como ele é naturalmente. Nesse sentindo, existe uma onda crescente de mulheres que não veem a necessidade de ter peitos grandes e estão até fazendo o movimento inverso, de remover as próteses.

O dilema de fazer explante de silicone

Jornal Cruzeiro

A jornalista Mayara Santos, optou pelas próteses de silicone em 1990. De lá para cá, ela fez outras quatro aplicações, sendo a última em 2016. No entanto, ela notou que algo não estava certo com a sua saúde, principalmente nos últimos dez anos. Entre os principais sintomas, ela relata fadiga extrema, perda de memória, formigamentos, queda de cabelo, unhas enfraquecidas, dores no ouvido e até problemas de interação social.

Há cerca de um ano e meio, os sintomas pioraram e ela notou erupções na pele e muita dificuldade para respirar. Segundo a jornalista, ela procurou vários médicos que não conseguiram identificar a causa do mal estar, uma vez que os exames não apresentavam nada anormal. Até que um dos médicos lhe apresentou uma lista com os principais sintomas da Síndrome Asia, que entre outras causas, pode estar relacionada as próteses de silicone.

Sabendo disso, e com o aconselhamento médico, Mayara optou pelo explante de silicone. Desse modo, ela removeu os 500 ml que tinha em cada seio. Depois do procedimento, ela relata que sua vida mudou completamente, que a sua saúde se restaurou e que as próteses realmente prejudicaram a sua saúde.

Após desconfiar que realmente estava com a Síndrome Asia, a jornalista descobriu que a última aplicação estava reprovada pelo Inmetro, o que justifica os problemas de saúde apresentados por ela.

Outros casos

E o caso da jornalista não é o único. O mesmo aconteceu coma professora Larissa de Almeida, que fez implante de silicone em 2012 e recentemente começou a apresentar sintomas diversos, como fraqueza e perda de memória. No primeiro momento, o médico recomendou massagem nas mamas, o que não funcionou.

Então, ela teve uma certa resistência a aceitar a necessidade do explante de silicone, mas optou pelo procedimento. Depois da remoção, ela relata que não sente mais nenhum dos sintomas, tem mais disposição e melhor qualidade devida.

Teve casos também que o explante de silicone foi necessário devido a paciente ter um rejeição à prótese, causando um endurecimento local, chamado contratura capsular. Na maioria dos casos, o procedimento para remover as próteses é motivado por problemas de saúde causados pelo implante, mas tem mulheres que estão fazendo isso por uma questão estética mesmo, de não estarem mais confortáveis com os seis grandes e quererem de volta os seios naturais.

Como é feito o explante de silicone

Megafono

Caso a mulher opte por fazer o explante de silicone é um procedimento relativamente simples, mais rápido e fácil que o implante. Geralmente, é feita a retirada de pele para readequar o tamanho dos seios. Nesse caso, enxertos de gordura não são recomendados.

Sendo assim, a recomendação para a remoção das próteses se dá quando a paciente apresenta rejeição, infecção ou problemas de saúde relacionados ao implante. Portanto, nesses casos a retirada deve ser feita o quanto antes. Se for apenas por uma motivação estética, não há muita urgência, apenas o desejo de voltar a ter seios naturais.

Ponto de vista da medicina

Luciana Pepino

No entanto, apesar de existirem casos de complicações e problemas de saúde causados pelo implante de silicone isso não quer dizer que o procedimento não seja seguro. Mas também precisa ser melhor estudado. A própria Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) tem admitido a necessidade de estudar melhor esse tipo de aplicação. Contudo, mantém o posicionamento de que essas cirurgias são em sua maioria seguras.

Até porque, nem todos os implantes são semelhantes, não dá para generalizar todos. No caso da Síndrome Asia, é um novidade, até 2011 não se falava sobre isso. É um caminho a se explorar, até porque os sintomas relatados por pacientes com implantes são um tanto quanto inespecíficos, podendo ter outras causas também.

Um levantamento feito pela Sociedade Americana de Cirurgia Plástica, a ASPS em 2019 revelou o número de implantes e explantes naquele ano. Segundo esse levantamento, foram feitas 299 mil implantes de silicone e cerca de 33 mil retiradas. Ou seja, a quantidade de pacientes satisfeitas com o procedimento é muito maior do que as que optaram pela remoção.

Por aqui, não existe um levantamento como esse que aponta exatamente o número de pacientes que optaram por remover as próteses. Mas isso deve ser colocado no próximo levantamento do censo da SBCP.

De modo geral, o implante de silicone é considerado seguro para a maioria das pessoas. No entanto, os casos de explante podem ser um alerta para complicações que devem ser investigadas. Se trata de um procedimento médico seguro, legalizado, mas que também conta com seus riscos, como vários outros.

Famosas que fizeram explante de silicone

E para terminar, vamos conhecer algumas famosas que optaram por remover as próteses de silicone.

Chrissy Teigen

People

A modelo revelou recentemente que faria a cirurgia para remover as próteses de silicone que colocou há 15 anos. No caso de Chrissy, a motivação para fazer o explante de silicone foi puramente estética, já que segundo ela estava cansada dos seios fartos e que não era nada confortável.

Victoria Beckham

Daily Mail

Outra que optou pelo procedimento de remoção de próteses foi Victoria Beckham. Em 2009 a ex-Spice Girl optou por remover parcialmente as próteses colocadas em 1990. Porém, dois anos depois, em 2011 ela fez o explante completo. Segundo ela, a decisão de colocar implante foi causada pela sua insegurança quando era muito jovem, algo que ela se arrependeu e por isso optou pela remoção.

Monica Benini

Márcia Piovesan

A designer de joias e esposa do cantor Júnior Lima, Monica Benini também foi uma das que aderiu ao explante de silicone. Ela contou em um relato nas redes sociais que colocou silicone quando ainda era modela, influenciada por esse meio. Monica nunca sentiu necessidade de aumentar os seios, mas acabou cedendo a pressão. Mas logo percebeu que não foi uma boa escolha e que não estava satisfeita. Até que 12 anos depois ela resolveu tirar as próteses, já que preferia os seus seios como eram antes.

Evelyn Regly

Máxima

A digital influencer Evelyn Regly usou as redes sociais para compartilhar o seu processo para retirada das próteses de silicone. No seu caso, o implante lhe causou vários problemas de saúde que a levaram a optar pelo explante. A cirurgia foi comemorada pela influencer, que se declarou livre do silicone.

Fernanda Neute

Gauchazh

A youtuber Fernanda Neute teve uma péssima experiência com o silicone e por isso optou pela remoção das próteses. Ela sofreu com processo inflamatório que desencadeou uma séria de doenças autoimunes e acabou afetando o seu sistema imunológico. Desse modo, o explante de silicone foi a única saída para o seu problema.

Hoje em dia existem grupos e comunidades na internet para falar sobre o assunto. É um meio para tirar dúvidas, conhecer histórias de pessoas que passaram pelo explante de silicone e discutir os riscos das próteses para à saúde. Algo que até pouco tempo atrás não era muito falado.

Enfim, o que você achou dessa matéria? Aliás, aproveite para conferir também Antes de colocar silicone você precisa saber dessas 10 verdades.

Fontes: A Gazeta Viva Bem Hypeness Gauchazh

Imagens: Folha da Terra Segs  Luciana Pepino Jornal Cruzeiro Megafono People Daily Mail Márcia Piovesan Máxima Gauchazh

Próxima página »

Escolhidas para você

Comentários

0 0 votos
Dê a sua opinião

guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários

Escolhidas para você