O que é macramê? História, curiosidades e como usar

O que é macramê? A técnica da antiguidade funciona hoje como um método de confecção das mais variadas decorações e possibilidades.

Todo mundo já viu ou já ouviu falar sobre macramê, mesmo que o nome não seja conhecido por tantos. A técnica antiga torna-se cada vez mais popular, presente em milhares de propostas de decoração. Afinal, é difícil não se encantar pelas diferentes possibilidades das montagens, bem como de seu charme. Ele está inserido em capas de almofada, painéis decorativos, suportes para planta e até mesmo pulseiras. Mas afinal, o que é macramê?

A palavra possui origem do árabe makrama, que significa “guardanapo” ou “toalha“. A técnica consiste em tecer manualmente diversos nós, que dão origem a cortinas, toalhas, barras em lençóis e franjas de decoração. Atualmente, porém, encontra-se o macramê em todos os lugares, sendo utilizado até em peças de roupa. Uma das grandes vantagens do método é o fato de não necessitar de nenhuma ferramenta ou máquina para realizar a confecção, já que tudo se baseia em cruzar fios.

Confira abaixo tudo que você precisa saber sobre o que é macramê, bem como sua história, origem do nome, curiosidades e diferentes aplicações.

História do macramê

O que é macramê
Fonte: Kaviah

O macramê é uma técnica extremamente antiga, datada do século XIII, sendo avistada em esculturas dos povos assírios e babilônios. Com as navegações, o método acabou difundido de forma internacional, pelo fato da tecelagem ocorrer a bordo e terminar vendido ou trocado em portos. Dessa forma, diversas regiões descobriram o macramê, que passou a fazer parte de suas culturas e decorações.

Assim como qualquer outra técnica, o macramê tornou-se popular em determinadas épocas e esquecido em outras. No século XIX, na Inglaterra, o incentivo da confecção pendia para donas de casa, incluído em livros de boas maneiras para filhas e futuras noivas. Nesse sentido, ele servia para decorar as casas de família. Já em 1960, o macramê acabou popularizado tanto nos Estados Unidos quanto na Europa, o método de artesanato e arte muito apreciado no período.

A verdadeira subida do macramê deu-se em 1970, quando a revista Vogue escreveu sobre a técnica. Dessa forma, o método atingiu a categoria de “chique moderno”, tornando-se extremamente difícil encontrar uma casa sequer que não possuísse detalhes em macramê.

Origem do nome

Apesar da teoria mais popular a respeito do nome da técnica remeter à palavra árabe “makrama”, existem muitas outras suposições a respeito de onde o macramê teria surgido. Acredita-se, inclusive, que a palavra seja pré-histórica, ainda quando o homem descobria como amarrar fibras para poder se agasalhar, bem como criar objetos úteis para a vida selvagem.

Existe também a teoria de que o nome deriva de “migramah”, outra palavra de origem árabe que significa franja. No século XIII, tecelões árabes confeccionavam o formato específico de macramê para adornar cavalos e camelos, além de afastar moscas.

Curiosidades sobre o macramê

Fonte: Kasa

Um dos detalhes mais curiosos a respeito do macramê remete ao fato da arte ser totalmente manual. Não é preciso utilizar ferramenta alguma para montar as confecções, sendo preciso utilizar apenas as mãos, já que os nós criam tramas e desenhos geométricos sem a ajuda de qualquer outro meio. Todavia, agulhas de crochê podem entrar na equação quando é preciso inserir franjas ou realizar um manuseio mais específico dos fios.

Tudo sobre o macramê grita possibilidades. Existe uma infinidade de peças que podem ser originadas de um design da técnica, desde colchas, painéis para a parede e luminárias, até brincos, colares e roupas, como saias, calças e vestidos. O céu é o limite. Seja como for, tudo dependerá da habilidade de quem está confeccionando a peça.

Técnica

Duas das formas mais populares ao se criar um design com a técnica utilizam-se do “festonê” e do ponto “nó duplo”. No festonê, são feitas orlas ou tarjas em tecido, bordadas ou recortadas em formato de semicírculo ou pontas. 2 fios formam o desenho, um esticado e o outro o enlaçando, formando nós. Já o nó duplo utiliza 3 fios, sendo um esticado no meio e os outros 2 enlaçados, também formando nós.

Ao fazer macramê, costuma ser utilizado o barbante cru. Todavia, também é possível realizar as confecções com fio encerado, nylon, lã ou qualquer outra coisa que tiver em mãos. A versatilidade da técnica faz com que sua produção seja extremamente simples, sem que seja necessário adquirir determinados materiais.  Além disso, para os verdadeiramente apaixonados em macramê, os designs podem se tornar uma renda extra, já que as peças variadas resultam em uma boa margem de lucro, por sua confecção ser barata.

Como usar o macramê?

Abaixo, confira diferentes possibilidades de design e usos para o macramê. Aproveite para se inspirar e descobrir novas formas de decorar sua casa ou o guarda-roupa, já que a técnica permite uma criatividade aflorada.

1. Que tal esse lindo painel de macramê em bege escuro?

Fonte: Dicas de Mulher

2. Mas e aí, você já ouviu falar dos “hangers” em macramê?

Fonte: Pinterest

3. Esse espelho é um charme!

O que é macramê
Fonte: Pinterest

4. Do mesmo modo, todo mundo conhece as pulseiras em macramê.

O que é macramê
Fonte: Dicas de Mulher

5. E um vestido assim, já viu?

O que é macramê
Fonte: Bikini Society

6. Por outro lado, também existem as bolsas para quem preferir.

Fonte: Textile Industry

7. Por fim, esses cintos decorativos são encantadores!

Fonte: Freepik

E aí, o que você achou dessa matéria sobre o que é macramê? Se te interessou, confira também Utensílios de bambu – Vantagens do bambu para a casa e decoração

Fontes: Ideiasdecor, Casa Beta, Boteco Design

Imagens: Casa Vogue, Kaviah, Kasa, Dicas de Mulher, Dicas de Mulher, Freepik, Pinterest, Pinterest, Bikini Society, Textile Industry, Pinterest.


Outras postagens

2 1 vote
Dê a sua opinião

guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários