Celebridades

Quem foi Marilyn Monroe? Biografia, carreira, símbolo sexual e curiosidades

Marilyn Monroe foi uma das principais atrizes de Hollywood e maior símbolo sexual do século XX, que deixou um legado que ultrapassa gerações.

Atualizado em 13/10/2020

Não importa a sua idade, nem em que época você viveu, com certeza você sabe quem foi Marilyn Monroe. Poucos nomes da indústria tiveram um impacto cultural como a atriz de Hollywood. Marilyn Monroe foi uma das principais atrizes americanas, considerada até hoje um dos maiores símbolos sexuais da história do cinema.

Muito além de um marco da cultura ocidental, a atriz fez história, tanto pelo seu trabalho como modelo e atriz, como pela sua vida repleta de excessos e o seu final trágico aos 37 anos de idade. Marilyn Monroe ascendeu como um meteoro e logo teve o seu brilho apagado por vários problemas pessoais, que culminaram em uma overdose em 1962. Sua morte é motivo de especulação até os dias de hoje, enquanto muitos acreditam que ela se suicidou, outros creem que ela foi vítima de assassinato.

Independentemente disso, o fato é que Marilyn Monroe foi uma atriz inesquecível, uma diva que exalava glamour e sensualidade, e uma das figuras mais marcantes do século passado. Ela se foi, mas deixou um legado que ultrapassa gerações e ainda mantém a sua relevância. Portanto, hoje iremos conhecer um pouco mais sobre a vida e carreira de Marilyn Monroe.

Biografia de Marilyn Monroe

Fama ao Minuto

Norma Jeane Mortensen, nome de batizo de Marilyn Monroe, nasceu no dia 1 de junho de 1926, na cidade de Los Angeles, nos Estados Unidos. Norma é filha de Gladys Pearl Monroe, uma editora de filmes que trabalhava no estúdio RKO. Seu pai era supostamente desconhecido, apesar de ela ter sido registrada pelo segundo marido da sua mãe, Martin Edward Mortensen. No entanto, a própria Norma acreditava que seu verdadeiro pai era Charles Stanley Gifford, um antigo colega de trabalho de sua mãe.

Gladys tinha sérios problemas psicológicos, e por isso passou por muitas internações durante os primeiros anos de vida de Norma Jeane. Desse modo, a menina passou boa parte de sua em infância em orfanatos e casas de família. Até que em 1937, na época com 11 anos de idade, a menina foi morar com Grace Mckee Goddard, uma amiga da sua família.

Norma Jeane viveu com os Goddard até 1941, quando o marido de Grace foi transferido para a costa leste. Devido as leis do estado da Califórnia, o casal não poderia levar a garota junto com eles. Na época com 16 anos, a garota temia voltar para o orfanato e então encontrou uma solução ao se casar com James Dougherty, de 21 anos, filho de um vizinho, com quem ela namorava há seis meses. Sendo assim, a união entre eles foi organizada pro Grace para que a menina pudesse ter sua independência.

Então, por dois anos, Norma Jeane foi esposa e dona de casa feliz e realizada, porém a felicidade duraria pouco. Em 1944, seu marido ingressa na Marinha e é enviado para o Pacífico Sul. Com a transferência do seu marido, ela é obrigada a trabalhar para viver, e então que ela conhece o estrelato que iria mudar a sua vida completamente.

Começo da carreira

Medium

Sendo assim, após o seu divórcio, a jovem começa a trabalhar em uma fábrica de munições e é lá que ela conhece o fotógrafo Davis Conover. Ele a fotografou para a revista Yank, para uma matéria sobre o trabalho feminino na produção de munição. E assim começava a sua carreira de modelo. De trabalho em trabalho, logo a jovem Norma Jeane era uma modelo famosa e capa de revistas importantes.

Mesmo com o sucesso como modelo, Norma Jeane se apaixonou pelo cinema e começou a frequentar aulas de teatro, seguindo o exemplo de atrizes famosas como Jean Harlow e Lana Turner. Em junho de 1946, a jovem assina um contrato com uma agência de atrizes, e dois meses depois assina um contrato com a gigante Twenty Century Fox.

Com isso, ela muda completamente o visual, assumindo os cabelos loiros e o nome que a tornaria um ícone, Marilyn Monroe. Seu primeiro trabalho no cinema foi um papel pequeno no filme “Sua Alteza, a Secretária”, de 1947. Depois disso, apareceu em “Torrentes de Ódio” e “Idade Perigosa”, e teve o seu contrato cancelado. Então, no ano seguinte, ela assina com a Columbia Pictures. Na outra produtora ela atua em alguns filmes pequenos, e retorna para a Fox em 1949.

Naquele ano, Marilyn estava sem dinheiro e aceitou posar nua para um calendário que foi um verdadeiro sucesso. Depois disso, a atriz foi convidada para aparecer na capa de revistas masculinas. Marilyn Monroe estampou a primeira capa da revista Playboy em 1953.

Símbolo sexual

Flickr

Após aparecer nua na capa da revista, a beleza física de Marilyn Monroe ganhou destaque abrindo várias portas para a sua carreira como atriz. Devido a sua sensualidade e instinto para a comédia, ela se tornou um verdadeiro sucesso ao receber o título de “loira fatal” após aparecer na comédia romântica “Os Homens Preferem as Loiras”, de 1953.

Marilyn começa a oferecer todo o seu talento e brilho natural ao cinema de Hollywood conquistando a América. Seu corpo escultural, lábios grossos e sensuais, olhar matador incendiaram a imaginação masculina, fazendo dela um dos maiores símbolos sexuais da década de 1950. Desse modo, o nome de Marilyn passou a integrar o hall das grandes divas do cinema.

Também em 1953, a atriz aparece em Torrentes de Paixão, produção que a eleva ao estrelato cinematográfico. Sendo assim, aos 27 anos de idade, Marilyn Monroe se torna a diva mais adorada e desejada de Hollywood.

Filmografia

Etiqueta Única

Apesar de já ter feitos alguns trabalhos antes, o primeiro papel de destaque de Marilyn Monroe foi em 1951, no filme “O Segredo das Viúvas”. E então, no ano seguinte apareceu em “O Inventor da Mocidade”. A essa altura apenas o seu nome já era capaz de atrair multidões aos cinemas apenas para vê-la brilhar nas telonas. E foi exatamente isso que aconteceu em 1953, com os filmes “Como Agarrar um Milionário” e “Os Homens Preferem as Loiras”.

Apesar de relativamente curta a sua carreira no cinema, Marilyn Monroe apareceu em mais de 20 produções sendo destaque na maioria delas. Confira a seguir a filmografia da atriz:

  • Torrentes de Ódio (1947)
  • Idade Perigosa (1947)
  • Nasceste para Mim (1948)
  • Mentira Salvadora (1948)
  • Loucos de Amor (1949)
  • A Malvada (1950)
  • O Segredo das Joias (1950)
  • O Segredo da Viúva (1951)
  • Sempre Jovem (1951)
  • Joguei Minha Mulher (1951)
  • Em Cada Lar um Romance (1951)
  • Travessuras de Casados (1952)
  • Páginas da Vida (1952)
  • O Inventor da Mocidade (1952)
  • Almas Desesperadas (1952)
  • Como Agarrar um Milionário (1952)
  • Os Homens Preferem as Loiras (1953)
  • Como Agarrar um Milionário (1953)
  • Torrente de Paixão (1953)
  • O Mundo da Fantasia (1954)
  • O Rio das Almas Perdidas (1954)
  • O Pecado Mora ao Lado (1955)
  • Nunca Fui Santa (1956)
  • O Príncipe Encantado (1957)
  • Quanto Mais Quente Melhor (1959)
  • Adorável Pecadora (1960)
  • Os Desajustados (1961)

Relacionamentos

New York Post

Após o primeiro casamento com James Dougherty, a loira se casa novamente, desta vez com o jogador de baseball Joe DiMaggio, em 1954. Novamente, outro relacionamento que não durou muito. Dizem que o que levou a relação ao fracasso foi a imagem de símbolo sexual que Marilyn transparecia na época, e por isso o casamento chegou ao fim depois de nove meses.

No entanto, dois anos depois a atriz se casa novamente, dessa vez com o dramaturgo Arthur Miller. Contudo, em 1961, após passar por um aborto, o casal se separa. Naquele mesmo ano ela atua no seu último filme, “Os Desajustados”. Ela até chegou a trabalhar em outro filme depois disso, mas foi demitida durante a etapa de filmagens devido aos seus atrasos, que rendeu até uma crítica do diretor do filme, Billy Wilder.

Nessa mesma época, a atriz estava mantendo um caso secreto com o então presidente dos Estados Unidos, John Kennedy. O caso teria começado após o divórcio anterior da atriz, e teria contribuído para a separação do casal.

No dia 19 de maio de 1962, Marilyn Monroe faz uma apresentação memorável, na qual quanta parabéns de forma bastante sensual para o presidente em seu aniversário no Madison Square Garden. O que acabou reforçando ainda mais os rumores da relação entre eles. E foi nessa ocasião que o caso secreto entre eles chegou ao fim.

Dizem que eles teriam findando a relação a pedido de Robert Kennedy, irmão de John, com a justificativa de que a máfia poderia destruir a reputação do presidente com a divulgação do affair.

Morte de Marilyn Monroe

Pinterest

Então, três meses após a performance em homenagem ao presidente Kennedy, Marilyn Monroe é encontrada morta em sua casa, em Los Angeles, no dia 5 de agosto de 1962. Quando encontrada, a atriz estava segurando o telefone e ao lado de um vidro de sedativos. Na época, a mídia destacou as circunstâncias misteriosas de sua morte, no entanto, a versão oficial foi  a de overdose.

Contudo, restam muitos fatos obscuros sobre a sua morte, uma vez que gravações de ligações e alguns documentos do FBI sobre o caso simplesmente desapareceram. Fato esse que para muita gente sugere que a atriz não se suicidou, mas que foi assassinada. Mas isso é algo que provavelmente nós nunca saberemos com certeza.

A única certeza nesse caso, é que Marilyn Monroe foi uma das figuras mais marcantes do século passado, uma estrela que jamais será esquecida e com um legado memorável. A estrela deixou o mundo muito jovem, com apenas 36 anos, mas nesse meio tempo conseguiu personificar o glamour em Hollywood e se tornou uma das mulheres mais desejadas do mundo.

Fatos e curiosidades sobre Marilyn Monroe

Aventuras na História

Enfim, para terminar, resumimos alguns fatos e curiosidades mais relevantes sobre a vida de Marilyn Monroe.

  • O nome de batismo de Marilyn Monroe primeiramente foi Norma Jeane Baker, ela pegou o Mortensen, do segundo marido de sua mãe.
  • Quando ainda trabalhava como modelo, ela usava os nomes Jean Norman e Mona Monroe.
  • Ela mudou o seu nome legalmente para Marilyn Monroe só em 1956.
  • A performance em homenagem ao presidente se tornou um dos momentos mais icônicos do século XX, principalmente pela sensualidade de Marilyn durante a apresentação.
  • A atriz se casou três vezes ao longo da sua vida.
  • Marilyn não teve nenhum filho, mas segundo uma biografia escrita por Norman Mailer, lançada em 1973, a atriz teria feito pelo menos 12 abortos até os 30 anos de idade.
  • Marilyn já chegou a ser investigada pelo FBI devido a uma acusação de que ela tinha uma relação com o comunismo durante a Guerra Fria.
  • Além do affair com John Kennedy, Marilyn também teria se relacionado com o irmão do então presidente, Robert Kennedy, também casado e com filhos.
  • Pouco antes da sua morte, Marilyn começou a se relacionar com o cantor Frank Sinatra, esse que de acordo com biógrafos tinha planos de pedi-la em casamento.
  • Apesar do laudo oficial afirmar que a morte da atriz foi causada por um suicídio, muitas teorias das conspiração tentam afirmar que na verdade ela foi assinada.

Então, o que você achou dessa matéria? Aliás, aproveite para conferir também Twiggy, quem é? História, influência e estilo da ícone fashion dos anos 60.

Fontes: Educação eBiografia InfoEscola Aventuras na História Aventuras na História 

Imagens: Estadão Fama ao Minuto Medium Flickr New York Post Etiqueta Única Pinterest Aventuras na História