Bucha de banho – Como usar, tipos disponíveis e cuidados

A bucha de banho é instrumento fundamental na hora de dar uma limpada profunda. Alguns cuidados básicos devem ser mantidos com o objeto e com a pele.

Tomar um bom banho depois da rotina de trabalho é sempre revigorante. Mas, sem bucha de banho é quase que sinônimo de não estar limpa.

As esponjas sempre estão dentro das listas de compras como item essencial e existem zilhões de opções para comprar. O importante é estar munido desse instrumento e se sentir bem limpa e cheirosa após o banho.

Algumas curiosidades estão embutidas nessas buchinhas, e alguns cuidados básicos precisam ser respeitados. Muito não sabem, por exemplo, a hora exata de trocar, ou as usam inapropriadamente, causando diversos males à pele.

Há especificidades em relação a esse objeto. As crianças são um dos pontos de atenção na hora de escolher a melhor esponja, porque não é qualquer uma que deve ser usada, por exemplo.

Pensando nisso, vamos esclarecer de uma vez por todas para o que servem, como usar e como manusear os diversos tipos de buchas de banho. E, se quiser se aventurar em algumas opções depois de ler todas as curiosidade, você estará munido de informações valiosas na hora de escolher e usar.

Para o que serve a bucha?

Bucha de banho - melhor opção de uso, tipos disponíveis e cuidados
Huffpost

A princípio, a bucha de banho foi inventada para ajudar na limpeza do corpo. Ela desempenha uma função importante que, às vezes, só o sabonete não resolveria. Por exemplo, quando sujamos os pés e aquela crosta de sujeira não sai, a espoja é a melhor opção pra auxiliar na higienização.

Portanto, tendo em vista as observações anteriores, a principal ação das buchas é a esfoliação. O que seriam das regiões mais difíceis de alcance do nosso corpo sem esses instrumentos específicos, não é mesmo? Outro ponto forte é que, ao usá-las, a remoção das impurezas é mais profunda, ocasionando a troca das células mortas, pelas células vidas.

Esses micro-organismo são responsáveis por manter a pele com aspecto rejuvenescido. No entanto, os resíduos de sujeira impedem a renovação das células, e é exatamente aí que entra a funcionalidades da esponjas de banho. E, se quiser ainda potencializar este efeito de saúde estética, é só procurar produtos com compostos hidratantes e esfoliantes para pele.

Tipos de buchas

Bucha de banho - melhor opção de uso, tipos disponíveis e cuidados
Westwing

É comum encontrar quase em todas as casas as esponjas vegetais. Contudo, não são somente essas opções disponíveis.

Vendo a grande procura pela bucha de banho, a indústria passou a produzir vários tipos e formatos diferentes que se adequassem ao gosto de cada usuário. Além disso, há peles mais sensíveis que as outras e, para isso, também foram adequadas as novas invenções. Veja:

Esponja marinha

Bucha de banho - melhor opção de uso, tipos disponíveis e cuidados
Cell Shop

No mundo onde a bucha de banho é predominantemente de vegetal, ou sintética, as esponjas marinha são super novidade. Não se surpreenda, mas essa bucha é feita por um material chamado de “espongina”, isto é, vinda de origem animal. Feitas a partir de proteínas e colágeno, essa peculiar bucha é fruto de um procedimento longo de amaciamento.

Em síntese, a sua origem orgânica natural é eficiente quando se trata de armazenamento de fungos e bactérias. Portanto, além de sustentáveis, não é necessário se preocupar sem motivos com esses mini incômodos. Além disso, elas são perfeitas na hora de absorver e umedecer a pele com o produto usado.

Esponja sintética

Bucha de banho - melhor opção de uso, tipos disponíveis e cuidados
Opitec

Com certeza, você já deve ter visto uma dessas esponjas sintéticas. O nome propriamente já diz de onde é sua origem, pois elas são produzidas a parte de procedimentos químicos. Sua textura é minimamente pensada, porque o objetivo central é alcançar a maciez ideal para serem usadas na região do rosto e até mesmo nas peles dos bebês.

Entretanto, o que a faz descer no patamar da melhor escolha, assim como qualquer outro modelo sintético, é que este tipo de bucha de banho não é nada sustentável e sua vida útil é bem menor. Portanto, o ciclo do descante é bem mais intenso.

Alguns cuidados especiais também devem ser levados em consideração na hora de armazená-las. A umidade é pior vilã, pois gera aparecimento de bactérias e fungos.

Esponja de espuma

Bucha de banho - melhor opção de uso, tipos disponíveis e cuidados
Elo 7

A diversão na hora do banho da criança é quando a bucha de espuma entra em ação. Os diferentes formatos distrai e torna o banho bem mais agradável. Seu material fofinho, também sintético, promove uma limpeza mais leve, sem machucar a pele dos bebês. Esse tipo é o mais comum e está sempre dentro das bolsinhas do bebê na hora de dar aquela saída.

Esponja de nylon

Bucha de banho - melhor opção de uso, tipos disponíveis e cuidados
Mercado Livre

Quem tem a bucha de banho de nylon sabe que seu toque é macio, parece até massagem para pele. E é por isso que ele está no topo das indicações para nos tratamentos de pele. O contato suave com a epiderme promove esfoliação sem machucar e, outro ponto positivo, é a absorção dos produtos de banho e do auxílio nos tratamentos estéticos.

Esponja de tecido

Bucha de banho - melhor opção de uso, tipos disponíveis e cuidados
Denise Brunetti

Antes de mais nada, esse tipo de bucha de banho é preferido das vovós. Mas, as esponjas de tecido vem ganhando muito espaço nos banheiros. E, se o tecido já é super agradável na hora de sair, imagine na hora do banho?

O modo artesanal está em ascensão e vai acabar ganhando das outras opções acima. Os cuidados são mesmo que temos com as nossas roupas, podendo até mesmo colocar ao sol.

Como amaciar a bucha vegetal

Bucha de banho - melhor opção de uso, tipos disponíveis e cuidados
Guia de Bem Estar

A liderança é clara! Bucha de banho vegetal domina e alcança todas as classes sociais. É incrível pensar que a natureza já nos proporciona um material prontinho para uso. No entanto, o único problema é na hora de amaciar essas esponjas naturais. Para quem não sabe, após colher a bucha do Pé de Bucha, elas são muito ásperas e duras.

Um procedimento básico e caseiro pode ser feito antes de usá-las. Pegue a sua bucha vegetal, tire-a da casca e mantenha ela de molho numa bacia larga e a retire assim que amolecer. Se achar que a peça é muito grande, é só cortá-la, deixar secando ao sol e guardar a outra parte para quando for necessário realizar a troca.

Ainda nos pontos positivos da utilização da esponja natural, é que pode até ser reciclada. Em algumas cidades, há pontos de coletas específicos, que sabem como destiná-las a um modo sustentável de reaproveitamento. Procure a coleta seletiva e se oriente em relação a esse tipo de serviço.

Cuidados com a bucha no banho

Bucha de banho - melhor opção de uso, tipos disponíveis e cuidados
Marilú

Tudo que é demais estraga, não é mesmo? Tendo em vista esse ditado valioso, tome cuidado na hora de dar aquela esfregada na pele. Principalmente nos casos das buchas vegetais, que são bem mais ásperas.

O excesso de força pode ocasionar o contrário da esfoliação, ou seja, a “esfolação”. Em consequência, a pele pode acabar lesionada, gerando dores e ardências.

Em segundo lugar, outro fator importante de se destacar é que limpar demais pode diminuir a camada oleosa protetora da pele. Este líquido natural é responsável por manter a epiderme hidratada, isto é, com a água conservada na quantidade certa. Esfregar demais retira essa película protetora, portanto,  é bom maneirar na hora do banho.

Dicas de conservação e quando trocar

Bucha de banho - melhor opção de uso, tipos disponíveis e cuidados
Vix

O terror para todo mundo é quando esses objetos adquirem mal cheiro, ou ficam cheias de fungos e bactérias. Alguns cuidados básicos são necessários após o banho para mantê-las limpinhas e saudáveis.

Em outras palavras, esse manuseio requer disciplina para que não ocorra nenhum erro e a pele permaneça longe desses problemas. Portanto, siga as instruções:

  • Enxaguar após o banho (até sair todo o sabão)
  • Dependurar fora do banheiro para secar
  • Trocar a bucha de banho vegetal todo mês
  • Trocar a bucha de banho sintética a cada 2 meses
  • Mergulhá-la toda semana em água com cloro

Pronto, observando os cuidados acima, a sua pele estará limpa e esfoliada da maneira correta. Tudo isso com um material conservado adequadamente, sem botar em risco a saúde. Por fim, escolha a melhor bucha de banho para você e siga todas as regrinhas básicas.

Para mais dicas, leia: Sabonetes para pele mista – 10 melhores produtos do mercado.

Fontes: Guia de Bem Estar, Huffpost, Saber Atualizado, Westwing, Vix,

Fontes de imagens: Huffpost, Westwing, Guia de Bem Estar, Marilú, Vix, Cell Shop, Opitec, Elo 7,  Mercado Livre, Denise Brunetti, Bonde, Smell Box, Ciclo Vivo, Porus


Outras postagens

0 0 votos
Dê a sua opinião

guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários