Curiosidades

Calça jeans – História da peça coringa que nunca sai de moda

Hoje a calça jeans é uma das peças de roupas mais usadas no mundo, mas inicialmente era usada exclusivamente por mineradores.

Atualizado em 30/08/2020

Se tem uma peça de roupa que é quase que universal, essa peça é a calça jeans. Todo mundo tem ao menos uma calça jeans no guarda-roupa, ou se não tem, em alguma momento da vida já usou uma. Independentemente do estilo, a calça jeans é uma peça chave e democrática que combina com vários looks.

Convenhamos que é impossível sair na rua e não ver algum usando essa peça. Seja homem ou mulher, a calça jeans é a peça mais comum e usada em todos os lugares. Isso porque a peça, que surgiu há quase 200 anos atrás, com o intuito de ser uma peça resistente para trabalho em campo, é muito prática e versátil. Sendo assim, ela se reinventou com o passar dos anos, e se tornou o que é hoje.

Por isso, vamos conhecer mais sobre a história da calça jeans, como ela surgiu e se tornou a peça de roupa mais usada no mundo.

A história da calça jeans

Calça jeans - A história da peça coringa que nunca sai de moda
Viés

A história da calça jeans começa lá no século XVIII, mais precisamente no ano de 1792, na cidade de Nimes, na França. Pelo que conta na história, foi lá que foi fabricado pela primeira vez o tecido que viria a se tornar o jeans que conhecemos hoje.

Era um tecido mais robusto, resistente e rígido, que ficou conhecido como “tecido de Nimes”. Com o tempo, o termo foi abreviado para “Denim”, o qual é usado até os dias de hoje. Inicialmente, era um tecido característico da cidade francesa, existindo somente lá.

O diferencial desse tecido, além de ser muito durável, é que ele não demandava muitos cuidados na hora de usar ou lavar. E assim, começou a ser usado exclusivamente para confecção de roupas para trabalhos no campo e para os marinheiros que trabalhavam no porto de Gênova.

Portando, dá para imaginar que o jeans francês era completamente diferente do jeans que usamos hoje em dia para fabricar as calças jeans. A começar pela cor, que estava longe de ser o azul índigo de hoje, na época, o tecido beiravam o marrom, e não tinha muitos detalhes.

O tecido matéria-prima para o jeans é de origem francesa, mas esse termo vem da Itália. A palavra jeans começou a ser usada como uma forma de se referir aos cidadãos e produtos de Gênova, a cidade que fica no norte da Itália.

Chegada do jeans aos Estados Unidos

Laleska

Até o século seguinte, o tecido denim era exclusivo da França, mas eventualmente chegou aos Estados Unidos. No ano de 1851, pouco antes de começar a chamada “Corrida do Ouro” americana, o alemão Levi Strauss se mudou para a cidade de Nova York. Na época, a cidade estava começando a ganhar forma e traços da metrópole que viria a se tornar.

Lá, o jovem alemão começou a trabalhar em uma loja que vendia lona para as carroças dos mineiros. Nesse trabalho em que tinha contato direto com os mineiros, ele percebeu que eles não usavam roupas adequadas e que as peças ficavam rapidamente desgastadas. Pensando nisso, ele procurou um alfaiate e pediu para que ele fizesse calças usando o mesmo tecido que ele vendia para cobrir as carroças, uma espécie de lona.

Logo, as calças criadas por Levi se tornaram um sucesso entre todos os mineiros da Califórnia. No entanto, apesar de ser mais resistente do que pelas antigas, as novas calças de lona eram muito rígidas, o que atrapalhava o trabalho. Sendo assim, Levi decidiu procurar por um outro tipo de tecido, um que fosse resistente, confortável e principalmente flexível.

E então, ele decidiu ir em busca desse tecido na Europa, onde era na época o lugar mais desenvolvido. E foi lá que ele encontrou o tal do “tecido de Nimes”, que era feito de algodão sarjado. Com esse tecido, ele começou a fabricar as suas novas calaças, que se tornaram o modelo mais famoso e clássico de calças da época.

Evolução da calça jeans

Web Insider

Com a boa aceitação por parte dos trabalhadores, com o passar dos anos as calças foram passando por melhorias. Até que em 1860 foi acrescentados os botões de metal. Logo depois vieram os zíperes, como forma de facilitar que os mineradores fizessem suas necessidades nem precisar descer toda a calça. Tudo isso ofereceu maior agilidade e conforto aos trabalhadores.

Em 1873, Levi Strauss e o alfaiate Jacob Davis expandem a tendência do jeans americano para todo o mundo. Depois disso, a peça foi ganhando mais a forma que tem hoje, com a etiqueta de couro no cós das calças, e a cor azul, que foi escolhida para deixar a peça mais atraente. Os bolsos traseiros surgiram somente no ano de 1910.

Popularização da calça jeans

Muzeez

Foi um longo caminho até que as calças jeans saíssem das fábricas e mineradoras para conquistar as ruas. A popularização da peça começou por volta da década de 1930, graças aos filmes americanos de cowboys. Mas foi mesmo com a Segunda Guerra Mundial que a imagem de virilidade do tecido despontou. Especialmente porque após a guerra, o denim começou a ser usado na confecção das fardas do exército.

Além disso, outro fator que contribuiu para a popularização da peça, é que as calças dos mineradores era uma moda que contrariava a regra. Uma vez que surgiu do povo e chegou até os estilistas, e não o contrário. Ela se tornou uma peça de roupa democrática, já que era usada tanto por trabalhadores do campo quanto da cidade, por ricos e por pobres.

Mas se te um nome que ajudou o jeans a se consolidar como peça de moda, foi o ator americano James Dean. Conhecido como um rebelde sem causa, o jovem começou a usar a calça jeans como peça cotidiana. Sendo assim, com a sua influência, a peça foi ficando cada vez mais popular entre outros meios.

Ele usou a peça como um símbolo de rebeldia, já que até então as calças eram usadas primordialmente pelos operários. Nesse sentido, o uso da peça era inaceitável, uma vez que se tratava de roupas de “baixo escalão”. E ele quebrou esse paradigma, já que depois de ele usar a peça, ela se tornou uma das mais populares de todo o mundo.

História das calças femininas

Eu e Minha Estupidez

Sabendo da história do jeans e como ela se popularizou, é hora de conhecer também como a peça chegou ao guarda-roupa feminino. Hoje em dia a peça é usada sem distinção por homens e mulheres mas nem sempre foi assim. Após a calça jeans sair das mineradoras demorou um bom tempo até a peça fazer parte da moda feminina.

Primeiras calças

M de Mulher

A calça chega à moda feminina por volta do ano de 1909, quando o designer Paul Poiret criou o primeiro modelo feminino. A peça tinha um designe leve e largo, caracterizando as primeiras calças para mulheres. O modelo se assemelha as calças de pantalona. Contudo, apesar da criação da peça, ela ainda não era tão usada quanto as saias rodas e os vestidos longos.

Sendo assim, as calças só começaram a ser usadas com mais frequência por mulheres devido a Primeira Guerra Mundial, em 1914. Isso porque como os homens tiveram que ir para a guerra, as mulheres ficaram em casa e tinha que assumir as responsabilidades pelo trabalho. Nesse sentido, as calças eram mais confortáveis e práticas do que vestidos.

Popularização da calça feminina

Lucas Barcelos

A partir disso, as calças femininas foram ganhando cada vez mais espaço dentro da moda. Inclusive, a estilista Coco Chanel foi uma das primeiras mulheres a usar calça, e que ajudou na sua popularização. Outra mulher que contribuiu para isso foi a atriz Marlene Dietrich, que apareceu em uma cena do filme Morocco, usando a peça, junto a um paletó.

E então, com o ápice da Segunda Guerra Mundial, em 1939, quando as mulheres voltaram a pegar pesado no trabalho, a calça se tornou uma espécie de uniforme. Sendo assim, com o fim da guerra, as mulheres estavam em um momento de descoberta, buscando novos modelos de vida e passaram a se espelhar ainda mais nas atrizes da época.

A atriz Audrey Hepburn foi um dos maiores ícones da moda feminina dessa época. Ela tinha um estilo único, elegante e clássico. E em 1954, ela apareceu nas telas usando um modelo de calça capri, no filme Sabrina.

A calça jeans feminina

Dicas de Mulher

Dai em diante, com o aumento da informação em decorrência da globalização, vários outros modelos de calças foram surgindo. Na década de 1970, a moda era as calças boca de sino, hoje conhecidas como calça flare, que eram muito usadas pelos hippies.

Anos mais tarde, começam a surgir modelagens mais modernas, fugindo do estilo comum e reto das calças tradicionais. Um exemplo disso foi as calças estilo Clochard, que deixavam as canelas à mostra. Até que finalmente, nos anos 200 a calça jeans feminina se torna a queridinha, se mantendo como peça coringa até os dias de hoje.

A calça jeans feminina acabou quebrando o padrão de roupa e trabalho, para se tornar um item fashion, de empoderamento e rebeldia.

Enfim, o que você achou dessa matéria? Aliás, aproveite para conferir também como usar mom jeans.

Fontes: A Origem das Coisas Web Insider Passarela

Imagem destacada: Lifestyle ao Minuto

Imagens: Viés Laleska Muzeez Web Insider Eu e Minha Estupidez M de Mulher Lucas Barcelos Dicas de Mulher