Globo se pronuncia sobre salário de Renata Vasconcellos depois de embate com Bolsonaro

A torta de climão entre o presidenciável Jair Bolsonaro (PSD) e a jornalista Renata Vasconcellos, na última terça-feira (28), se espalhou pela internet em forma de memes e outras manifestações por parte do público.

Dentre os vários momentos tensos da sabatina, um dos mais marcantes foi quando o candidato sugeriu, ao vivo, que o salário de Renata Vasconcellos é menor que o de William Bonner, pela simples diferença de gênero entre os dois.

A discussão veio à tona enquanto era debatido o tema desigualdade salarial entre homens e mulheres. Na oportunidade, Bolsonaro chegou a minimizar a questão e a dizer que “com toda certeza” a jornalista tinha um salário menor na bancada do JN.

Resposta de Renata

Visivelmente irritada com o comentário, Renata trocou farpas com Jair Bolsonaro.

“Eu poderia até como cidadã e como qualquer cidadão brasileiro fazer questionamentos sobre seus proventos porque o senhor é um funcionário público há 27 anos e eu como contribuinte ajudo a pagar o seu salário. O meu salário não diz respeito a ninguém e eu posso garantir ao senhor, como mulher, que eu jamais aceitaria receber um salário menor de um homem que exercesse as mesmas funções e atribuições que eu”, retrucou a apresentadora.

Acontece que Vasconcellos é editora-executiva e Bonner, editor-chefe; cargos hierarquicamente diferentes. Embora dividam a apresentação do Jornal Nacional. Segundo divulgaram alguns sites nacionais, o salário da jornalista gira em torno de R$ 200 mil, enquanto o de Bonner chega a R$ 2 milhões.

Globo x salário de Renata Vasconcellos

Depois de muita discussão sobre o assunto, o site Exame procurou os representantes da emissora para que a questão fosse comentada. Embora a Globo tenha deixado claro que não discute suas políticas internas salariais, os responsáveis se pronunciaram sobre a polêmica do salário de Renata Vasconcellos por meio do comunicado oficial que você confere abaixo:

“A Globo está em linha com as melhores práticas de remuneração e valorização dos talentos do mercado. Não comentamos políticas internas, mas podemos afirmar que zelamos pelo cumprimento integral da CLT, que assegura o princípio da isonomia nas relações de trabalho. Além disso, recordamos que lançamos, há dois anos, a plataforma ‘Tudo começa pelo Respeito’, em parceria com UNESCO, UNICEF, UNAIDS e ONU MULHERES, que atua na mobilização da sociedade para o fortalecimento de uma cultura que não apenas tolere, mas respeite e discuta amplamente os direitos de públicos vulneráveis à discriminação e ao preconceito, reduzindo as desigualdades sociais.”

Sabatina de Bolsonaro na Globo

Se você quiser entender melhor o assunto, assista à sabatina de Bolsonaro no JN, na íntegra:

E então, você acompanhou a sabatina? O que achou da polêmica? E da resposta da Globo, acha confiável? Não deixe de se manifestar nos comentários!

Agora, falando em polêmicas da semana, confira também: Whindersson Nunes é vítima de golpe político e desabafa no Instagram.

Fontes: MSN, Segredos do Mundo, Youtube