Curiosidades

Horóscopo: o que é, quando surgiu e como funciona?

O horóscopo é o mapa que representa a posição dos astros no momento exato do nascimento, assim é uma das bases da astrologia.

Embora nem todo mundo acredite em astrologia, todo mundo sabe um pouco a respeito do seu mapa astrológico, aquele que revela o seu signo. Esse mapa ou diagrama com representação das posições do Sol, Lua, planetas, entre outros pontos; é o que chamamos de horóscopo. Ele é baseado na angulação desses pontos na hora exata de um determinado evento, como o nascimento de uma pessoa.

Então, a partir desses dados, são feitos diversos tipos de análises simbólicas. Ou seja, através do horóscopo, elas oferecem informações sobre a vida da pessoa, tais como traços de personalidade, tendências e acontecimentos marcantes.

Horóscopo, é uma palavra grega, derivada do termo “hora”, que significa tempo, e “scopos”, referente a “observador”, podendo ser definida como “espelho da hora”.

Para se obter interpretações completas sobre o horóscopo de uma pessoa, é necessário analisar todo o seu mapa astral. Esse que é feito a partir da data, horário e local de nascimento.

Por isso, para entender melhor, hoje vamos conhecer um pouco mais sobre o que é o horóscopo, a sua origem e importância dentro da astrologia.

Horóscopo

Geralmente, o horóscopo é usado para se referir a interpretação de um astrólogo, com base em um sistema de energia solar astrológica. Desse modo, a interpretação é baseada unicamente na posição do sol, no exato momento do nascimento.

Sendo assim, no horóscopo, os símbolos servem para representar os planetas, signos e conexões geométricas. Portanto, os símbolos são uma espécie de alfabeto da astrologia.

Dentro da astrologia ocidental, o horóscopo é representado em forma de uma roda circular, que contempla todos os 12 signos do zodíaco. Desse modo, a partir do gráfico com os ângulos e posições dos astros, o astrólogo consegue mapear padrões e fatores determinantes da personalidade e das necessidades de uma pessoa.

Origem do Horóscopo

O conceito de horóscopo é tão antigo quanto a astrologia, e remonta desdes os tempos da antiguidade. Nesse tempo, era comum entre as civilizações olhar para o céu em busca de respostas e explicações para eventos celestes e terrestres.

E foi a partir dessas observações dos astros e estrelas que as civilizações antigas fizeram grandes descobertas. Entre elas, o tamanho do planeta Terra, as estações do ano, e até o calendário.

Os mesopotâmicos foram os primeiros povos que acreditaram que, de fato, os astros poderiam anunciar outros eventos importantes na vida do ser humano. Desse modo, eles começaram a relacionar o movimento dos astros com a duração de determinados eventos terrestres. E isso envolvia eventos como, o começo e fim de uma guerra, o nascimento e morte de reis, entre outros acontecimentos marcantes.

Assim, essas análises eram fundamentadas na experimentação e no registro da posição em que os astros se encontravam no exato momento em que tais eventos ocorriam. Então, a partir disso, começou a criação do horóscopo, que nada mais é do que o Mapa da Hora.

Contudo, inicialmente, esse mapa era feito somente para reis, e foram os gregos que passaram a comercializar o horóscopo. Até que, no século XVIII, esse conhecimento foi popularizado pelos jornais britânicos, que ofereciam sessões de horóscopo, como as que conhecemos hoje em dia.

Signos do zodíaco

O conceito de zodíaco é originário da Babilônia, ainda no segundo milênio a.C, e que posteriormente sofreu influência do Grego Antigo, Romano e também da cultura egípcia. Tudo isso originou em uma combinação de tradições, na qual os 12 símbolos do zodíaco foram associados com as 12 casas. Além dos quatro elementos fundamentais, ou seja, terra, água, fogo e ar.

Como sabemos, o horóscopo é formado pelos 12 signos do zodíaco, que constituem um mapa da ordem dos sinais da estrela para um momento exato. Assim, são dispostos em um círculo.

Esse círculo, por sua vez, contempla os planetas e a sua posição diante dos signos e de seus aspectos. Sendo assim, o astrólogo consegue interpretar essas informações, e determinar a personalidade, caráter e acontecimentos da vida de uma pessoa.

Desse modo, cada um dos 12 signos do zodíaco possui suas próprias características, traços específicos, forças e fraquezas.

  • Áries – 21 de março a 20 de abril
  • Touro – 21 de abril a 20 de maio
  • Gêmeos – 21 de maio a 20 de junho
  • Câncer – 21 de junho a 22 de julho
  • Leão – 23 de julho a 22 de agosto
  • Virgem – 23 de agosto a 22 de setembro
  • Libra – 23 de setembro a 22 de outubro
  • Escorpião – 23 de outubro a 21 de novembro
  • Sagitário – 22 de novembro a 21 de dezembro
  • Capricórnio – 22 de dezembro a 20 de janeiro
  • Aquário – 21 de janeiro a 19 de fevereiro
  • Peixes – 20 de fevereiro a 20 de março

Astrologia

Assim, o horóscopo constitui uma das bases da astrologia. Portanto, para a astrologia, os fenômenos celestes estão diretamente associados à atividade humana. Sendo assim, os seus sinais servem como representação de determinadas características de comportamento e traços de personalidade.

O que se sabe sobre a origem da astrologia é que ela remota do século 2 d.C. Essa informação foi descrita, inicialmente, por Ptolomeu, em seu livro Tetrabiblos. Aliás, foi a partir desse livro que a astrologia como conhecemos hoje se espalhou pela Europa e pelo Oriente Médio na época do Império Romano.

Assim, esses conceitos e tradições astrológicas permaneceram praticamente intactas por mais de dezessete séculos. Contudo, tiveram algumas alterações baseadas em descobertas posteriores sobre os planetas do Sistema Solar.

E com o surgimento da psicologia, biologia e astronomia, as fundamentações da astrologia foram desacreditadas. Isso porque essas ciências trouxeram novas perspectivas onde as qualidades humanas não poderiam ser determinadas apenas pelo nascimento e pelas posição dos astros.

Por isso tudo que hoje, as astrologia é conhecida mais por ser uma forma de superstição, do que realmente uma verdade absoluta.

Principais termos da astrologia

Conforme visto até aqui, a astrologia contempla uma enorme variedade de símbolos. Por isso, vamos entender melhor o que significa os principais termos para poder compreender melhor o seu horóscopo.

  • Signo Solar: O signo solar é que define os principais aspectos da sua personalidade. Tais como qualidades, forças, fraquezas, desejos, missão e etc. Ele é definido pela posição do sol no exato momento em que a pessoa nasceu.
  • Signo Lunar: Já o signo lunar, refere-se a posição da Lua no momento do nascimento. Esse signo dita a forma como a pessoa lida com as próprias emoções, sentimentos, sensibilidade, relações de afeto, entre outras.
  • Signo Ascendente: Já o signo ascendente é o que representa os traços de sua aparência, e características que são transmitidas naturalmente. Portanto, seria algo como a “imagem social” da pessoa.
  • Mapa astral: Nada mais é do que o retrato astrológico do céu no exato momento do nascimento. É a partir dele, que conseguimos traçar o perfil da pessoa, como as características, talentos, tendências, aptidões e etc. Além disso, é através do mapa astral que temos informações complementares, como a posição dos planetas, elementos, e casas.
  • Inferno astral: divido em duas vertentes, período e signo. O inferno astral do período, são os 30 dias que precedem o seu aniversário. Durante essa fase, podem ocorrem muitos imprevistos e pedras no caminho. Já o inferno astral signo, refere-se ao signo que pode não combinar com o seu, resultando em relacionamentos complicados.
  • Paraíso astral: também divido em duas vertentes, o paraíso astral do período, é a fase do ano em que as posições do sol se encontram no seu quinto signo. Assim sendo, é caracterizado por período de muitas coisas boas e prosperidade. E o paraíso astral signo se refere ao signo que você tem mais sintonia.

Outros Horóscopos

Devido a grande diversidade cultural e religiosa no mundo, existem também outras formas de analisar o horóscopo além do ocidental.

  • Horóscopo Asteca: Esse é baseado nas posições do Sol e também da Lua. No horóscopo Asteca, existem 20 signos no total, representados por animais, vegetais e símbolos sagrados. Sendo eles: Cipactli, o crocodilo, Ehecatl, o vento, Calli, a casa, Cuetzpallin, o lagarto, Coatl, a serpente, Miquiztli, a morte, Mazatl, o veado, Tochtli, o coelho, Atl, água, Itzcuintli, o cão, Ozomahtli, o macaco, Malinalli, a corda, Acatl, cana, Ocelotl, jaguar, Cuauhtli, a águia, Cozcacuauhtli , o abutre, Ollin, o terremoto, Tecpatl, faca, Quiahuitl, a chuva e Xochitl, a flor.
  • Horóscopo Egípcio: Baseado no calendário egípcio e também composto por 12 signos, onde cada um deles representa um mês do ano regido por um deus específico. São eles: Rã, o deus Sol, Neit, a deusa da Caça, Maat, a deusa da Verdade, Osíris, o deus da Renovação, Hathor, a deusa do Amor e da Adivinhação, Anúbis, o guardião dos Mortos, Bastet, a a deusa Gata, Tuéris, a deusa da Fertilidade, Sekemet, a deusa Leoa, Ptah, o criador Universal, Toth, o inventor da Escrita e Ísis, a mãe Cósmica.
  • Horóscopo Chinês: Esse horóscopo é baseado no calendário lunar chinês, sendo composto por 12 signos. Esses que são representados por animais e equivalem a cada mês do ano. Os signos são: Rato, Boi, Tigre, Coelho, Dragão, Serpente, Cavalo, Carneiro, Carneiro, Galo, Cão e Porco.

Enfim, o que você achou dessa matéria? Aliás, aproveite para conhecer as principais características de cada signo do zodíaco.

Fontes: João Bidu  Portal São Francisco  Personare 

Próxima página »

Escolhidas para você

Comentários

0 0 votos
Dê a sua opinião

guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários

Escolhidas para você