Conheça os alimentos que podem adiantar ou atrasar a menopausa

Entrar na menopausa toda mulher viva vai acabar entrando, mas quando isso vai acontecer, segundo estudos recentes, não depende somente da genética. Conforme cientistas, o estilo de vida e principalmente a alimentação das mulheres ao longo da vida interferem muito nesse processo.

Mas, antes de irmos direto ao que você deve ou não colocar no prato para ter uma entrada natural na menopausa, vamos explicar primeiro do que se trata essa fase. Para quem não sabe, essa é uma interrupção natural dos ciclos menstruais pela interrupção da secreção hormonal dos ovários.

E, com o final da menstruação, alguns sintomas clássicos aparecem e podem interferir bastante na saúde e no humor das mulheres. Quem entra na menopausa, por exemplo, percebe irregularidade no ciclo menstrual, ondas de calor, dificuldade para dormir, irritabilidade, dentre outros.

Quem entra muito cedo nesse período da vida, por volta dos 40 anos, por exemplo, pode acabar desenvolvendo osteoporose e doenças cardíacas. Por outro lado, quem entra muito cedo na menopausa tem chances maiores de desenvolver câncer de mama, de ovário e de endométrio.

Alimentos que atrasam ou retardam a menopausa

Agora, se você pretende ter uma entrada natural e menos traumática na menopausa, a dica dos estudiosos é vigiar o que você coloca no prato.

Uma pesquisa da Universidade de Leeds, na Inglaterra, envolvendo mais de 14 mil mulheres mostrou que aquelas que entraram na menopausa no momento correto contavam com uma alimentação rica em peixes oleosos, como sardinha, atum e salmão; e legumes frescos. Em média, elas entraram nessa etapa da vida três anos mais tarde que as demais.

 

Na contramão, as mulheres que tinham uma dieta rica em grãos refinados e em massas (sim, massas!) se acabaram entrando na menopausa um ano e meio antes que as demais participantes da pesquisa.

Estudos continuam

Conforme os responsáveis pelo estudo, esse é o primeiro trabalho de investigação em larga escala sobre o assunto e precisa se novos desdobramentos. No entanto, os especialistas apostam na valiosidade dessas informações para entender melhor a menopausa.

Eles defendem que, muito em breve, será possível ter um entendimento mais claro de como a dieta afeta o início desse período tão conturbado da vida da mulher e como a alimentação pode beneficiar aquelas que precisam de ajuda ou contam com um histórico familiar de complicações nessa fase.

E então, cara leitora, como é sua alimentação? Será que você tem mais propensão a entrar mais cedo na menopausa por causa de seus hábitos alimentares? E, se você já está ou já passou pela menopausa, quando isso aconteceu? Não deixe de interagir com a gente nos comentários!

Agora, falando na saúde da mulher, você pode gostar de conferir ainda esse outro post: Você pode ter até 10 mil fungos e bactérias na calcinha!

Fonte: Boa Forma