Saúde

Desinfecção, o que é? Qual a importância e como fazer

Manter os ambientes bem higienizados é sempre muito importante, sobretudo em tempos de pandemia. Isso é conhecido como processo de desinfecção.

Por Heloisa Sousa

-

A higienização adequada de ambientes públicos como hospitais, restaurantes, hotéis sempre foi de grande importância. Mas agora, com a pandemia da Covid-19 pelo qual o mundo inteiro está vivendo, pensar sobre limpeza e desinfecção se tornou muito mais urgente e necessário. Por isso, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) possui normas de controle de infecção que podem ser seguidas na higienização dos ambientes.

No entanto, por mais limpo que um local pareça estar, muitas vezes podem existir perigos que não podem ser enxergados a olho nu. Vírus e bactérias transmissores de doenças conseguem sobreviver nas superfícies quando a higienização adequada não é feita. Hepatite A, rotavírus, salmonela, conjuntivite, gastroenterites, bronquiolite e coronavírus são algumas das doenças que podem ser facilmente transmitidas nesses casos.

Por isso, além da limpeza e desinfecção dos ambientes, a higienização das mãos também é fundamental para prevenir essas doenças e infecções. Essa higienização pode ser feita utilizando água corrente e sabão bactericida, álcool em gel e antisséptico. Isso porque as mãos são o principal meio de contaminação de micro-organismos de uma pessoa para a outra.

No contexto atual, não só a limpeza, mas também adotar medidas de desinfecção é muito importante para manter a segurança dos indivíduos. Mas você sabe qual é a diferença entre limpeza, esterilização e desinfecção? Trouxemos a explicação para te ajudar a entender melhor o papel de cada um desses processos e como eles são feitos. Veja a seguir.

Limpeza ou higienização

Desinfecção
Fonte: Revista Hotéis

A limpeza ou higienização, termo que dá maior abrangência ao processo, é o primeiro passo na remoção da sujeira. É ela que remove aqueles resíduos que conseguimos enxergar, diminuindo a carga microbiana do local. Ela pode ser feita com máquinas, que utilizam água, sabão e produtos químicos. Ou pode ser feita de forma manual, também utilizando água e sabão, produtos químicos e escovas apropriadas.

É muito importante saber a qualidade dos produtos que serão utilizados para que o trabalho de higienização dos ambientes não seja em vão. Isso porque se os resíduos orgânicos como sangue, secreções e fragmentos de tecidos não forem removidos corretamente, podem impedir os processos de esterilização e a desinfecção. Desse modo, produtos desincrustantes são os indicados para remover as substâncias orgânicas das superfícies.

Ao final da limpeza, os materiais utilizados na higienização do ambiente devem ser enxaguados com água abundante ou com pano limpo, em caso de limpeza a seco. Além disso, pode haver também a necessidade de realizar a esterilização desses materiais. É recomendado também uma observação criteriosa para saber se a higienização foi feita da forma correta.

Esterilização

Fonte: Freepik

A esterilização é o método capaz de destruir todas as formas de vida microbianas, como bactérias, fungos, vírus e esporos, utilizando agentes químicos, físicos e físico-químicos. No entanto, nesse tipo de processo, é preciso avaliar a natureza de cada material para saber se ele é resistente ao calor, vapor e pressão utilizados na esterilização. Por isso, as formas que os três tipos de esterilizantes podem ser utilizados são:

  • Físicos: autoclaves, estufas, pasteurizadoras, radiação ultravioleta, raios Gama, flambagem.
  • Químicos: aldeídos e ácido peracético, utilizado no reprocessamento de dialisadores e endoscópios.
  • Físico-químicos: esterilizadoras a óxido de etileno, e plasma de peróxido de hidrogênio.

Desinfecção

Desinfecção -
Fonte: Max Maq

A desinfecção é o processo que fica entre os processos de higienização e esterilização. Esse método consegue eliminar todas as partículas de micro-organismos presentes nas superfícies, exceto os esporos bacterianos. Portanto, é esse método que garante a proteção do ambiente, evitando a proliferação descontrolada de germes e micro-organismos impregnados no local. Entretanto, existem alguns fatores que podem interferir na eficácia da desinfecção, são eles:

  • Higienizações anteriores mal executadas
  • Solução desinfetante ineficaz, pois diluído de forma incorreta
  • Tempo de exposição aos germicidas insuficiente
  • Temperatura e pH do processo

Níveis de desinfecção

O processo de desinfecção pode ser classificado em cinco níveis diferentes:

  • Baixo nível: são destruídos alguns vírus, bactérias em forma vegetativa e fungos. Mas esporos bacterianos e vírus como o da hepatite-B e da tuberculose conseguem sobreviver. Os produtos usados nesse nível são Ácido Peracético, Hipoclorito de Sódio, Álcool Etílico, N-Propílico e Isopropílico e o Quaternário de Amônia.
  • Médio nível: esse nível consegue destruir tudo o que o baixo nível consegue, mas aqui os vírus da hepatite-B e da tuberculose também são eliminados. No entanto, vírus lentos e esporos bacterianos conseguem sobreviver. Nesse nível as soluções usadas são Surfa’Safe, Álcool Etílico (70º) e Isopropílico (92º), Hipoclorito de Sódio, Fenólicos e Iodóforos e Quaternário de Amônia.
  • Alto nível: nesse nível, são destruídos vírus, fungos, bactérias e alguns esporos. Vírus lentos e alguns tipos de esporos conseguem resistir à desinfecção. Os produtos utilizados são Hipoclorito de Sódio, Glutaraldeído, Solução de Peróxido de Hidrogênio, Cloro e Compostos Clorados, Ácido Peracético, Ortophtalaldeído, Água Superoxidada.
  • Mista: esse tipo de desinfecção é utilizado por alguns equipamentos como lavadora de louças e de roupas, que são aquecidas com temperaturas de 60° a 90°C.
  • Não-definidos: esse nível abrange atividades como passar roupa (aplicar calor seco), água fervente por 30 minutos, pastilhas de formaldeído. Dessa forma, o nível depende da concentração de germicidas e da temperatura aplicada.

Métodos de desinfecção

Desinfecção - o que é, qual a importância e como fazer
Fonte: Biosan

Existem dois métodos de desinfecção: a desinfecção física e química. Conheça mais a seguir.

Desinfecção física

Esse método de desinfecção envolve calor e um agente desinfetante e é a primeira opção para fazer higienização hospitalar. Além disso, são utilizados também equipamentos como lavadoras de descarga, lavadoras termodesinfetadoras e pasteurizadores. Contudo, é necessário um cuidado especial com os equipamentos que serão desinfetados, pois eles podem não resistir às altas temperaturas.

As principais vantagens do método de desinfecção física são:

  • baixo risco operacional;
  • capacidade de eliminar;
  • minimização de erros;
  • possibilidade de monitorar, padronizar e registrar os processos;
  • desinfecção de nível alto.

Desinfecção química

Fonte: Mary Help

Esse tipo de desinfecção é mais complexo que a desinfecção física e demanda mais atenção de quem irá aplicá-la. Isso porque os produtos químicos devem ser manuseados com muito cuidado para cumprir sua eficácia e não contaminar nenhuma pessoa que entre em contato com o ambiente.

Esse método é mais indicado em ambientes e superfícies que a desinfecção física não consegue atingir, sendo assim a melhor alternativa. Portanto, alguns fatores precisam ser considerados como a quantidade de micro-organismos, a superfície a ser higienizada, o PH da solução e a água usada para diluição.

Importância de fazer a desinfecção

Além de reduzir o ricos de proliferação de micro-organismos, a desinfecção também pode trazer outros benefícios. Pesquisas mostraram que esse processo consegue reduzir o risco de contaminação por coronavírus em até 99,9%. Desse modo, a desinfecção é um procedimento muito indicado para previnir e reduzir as chances de contaminações.

Além disso, como ambientes desinfectados se tornam mais seguros, isso contribui para o bem-estar mental das pessoas que frequentam esses locais, como funcionários de empresas e estabelecimentos, reduzindo a ansiedade e aumentando o foco e a concentração.

Fontes: Portal da Enfermagem Hig Top Consaúde Verzani & Sandrini

Imagens: Jornal de Brasília Freepik Max Maq Biosan Mary Help

Próxima página »

Escolhidas para você