Saúde

Doença de Raynaud – Sensibilidade demais ao frio pode ser grave sintoma

A doença de Raynaud deixa mãos e pés pálidos ou azulados. Os sintomas são causados pelo frio e estão ligados ao funcionamento das artérias.

Atualizado em 03/01/2020

iA doença de Raynaud é uma doença arterial periférica funcional. Por certo, um quadro clínico no qual pequenas artérias se estreitam mais que o normal quando expostas ao frio. Geralmente acontece nas mãos e nos pés.

Existe a doença arterial periférica funcional e a doença arterial periférica oclusiva, visto que a primeira é bem menos comum.

Normalmente as artérias dos braços e pernas se dilatam e contraem de acordo com as alterações ambientais. Por exemplo, no caso de alteração da temperatura, alterações no fluxo sanguíneo ou sinais do cérebro.

Em resumo, a doença de Raynaud aparece quando os mecanismos normais que dilatam e contraem essas artérias trabalham em excesso. Fazendo com que as artérias contraiam com maior força e frequência.

Dessa forma, as alterações na contração podem ser causadas por: defeito hereditário nos vasos sanguíneos; distúrbios dos nervos que controlam  a dilatação e contração das artérias (sistema nervoso simpático); lesões; medicamentos.

Saiba mais sobre saúde, acesse o link e descubra o que é endrometriose.

Síndrome ou Doença de Raynaud

Doença de Raynaud atinge principalmente mulheres e frio demais pode ser sintoma
Fonte: Actitudfem

– Doença de Raynaud Primária

De acordo com o mencionado acima, existem dois tipos da doença de Raynaud. A primária é muito mais comum que a secundária. E entre 60% e 90% dos casos desta síndrome acontecem em mulheres, na faixa etária de 15 a 40 anos.

Geralmente, a doença de Raynaud é desencadeada por exposição ao frio ou alguma forte emoção. Essas situações podem fazer com que as artérias se contraiam de forma intensa.

– Doença de Raynaud Secundária

Nesse caso, a doença pode ser desencadeada por diversos fatores, por exemplo: esclerose sistêmica; artrite reumatóide; aterosclerose; crioglobulinemia; hipotireoidismo; entre outros.

O uso de alguns medicamentos, principalmente os que contraem os vasos sanguíneos, podem piorar a doença de Raynaud. Algumas pessoas também sofrem com outros distúrbios resultantes das artérias propensas à contração.

Aproveite para ler nossa matéria sobre infecção de urina e descubra os principais sintomas.

Sintomas

Doença de Raynaud atinge principalmente mulheres e frio demais pode ser sintoma
Fonte: Sociedade de Reumatologia do Rio de Janeiro

Na maioria dos casos, a constrição de pequenas artérias nos dedos das mãos e dos pés começa de forma rápida. E são causadas, principalmente, pela exposição ao frio. O episódio pode variar, durando minutos ou horas.

A cor dos dedos das mãos e dos pés pode ficar pálida, azulada ou muito vermelha, geralmente em placas. Acontece de apenas um dedo ou partes de mais de um serem afetados. Além disso, eles não ficam doloridos, mas podem ficar dormentes, com sensação de formigamento, alfinetadas e queimação.

Quando o episódio termina, as áreas afetadas voltam à sua coloração e sensibilidade normais. Em casos de pessoas com esclerose sistêmica acontece de a pele ficar lisa, brilhante e rígida. Além disso, pequenas feridas dolorosas podem aparecer na ponta dos dedos.

Aprenda sobre a caspa, o que é e como tratar.

Diagnóstico

Doença de Raynaud atinge principalmente mulheres e frio demais pode ser sintoma
Fonte: Wikiwand

Para diagnosticar a doença de Raynaud, os médicos se baseiam nos sintomas e resultados de exames físicos. Frequentemente não é preciso que o paciente se submeta a qualquer procedimento para que o diagnóstico seja estabelecido.

Se acaso os médicos suspeitarem que uma artéria está bloqueada, poderá ser realizada uma ultrassonografia Doppler antes de a pessoa ser exposta ao frio. Todavia, exames de sangue também podem ser requeridos para a verificação de quadros clínicos que possam causar a doença de Raynaud.

Tratamento

Doença de Raynaud atinge principalmente mulheres e frio demais pode ser sintoma
Fonte: Fale com o Dr. Risadinha

A doença de Raynaud não tem cura por outro lado, tem tratamento. Realizado com medicamentos, abandono do cigarro e evitando fatores desencadeantes, como frio e estresse.

É possível controlar a doença protegendo a cabeça, tronco, braços e pernas do frio. Nos casos em que os pacientes apresentam sintomas quando estão agitados, são indicados sedativos leves.

Parar de fumar é essencial, uma vez que o cigarro contrai os vasos sanguíneos.

Leia também: Ataque cardíaco em mulheres tem sintomas diferentes [como identificar] e Unhas descamando, por quê? Causas, tratamento e soluções caseiras

Fonte: Manual MSD

Imagem de destaque: Fatos Desconhecidos