Saúde

Gastroplastia ou bariátrica? Como são feitas, dúvidas e maiores diferenças

A gastroplastia endoscópica é uma nova técnica desenvolvida para o tratamento contra a obesidade. Conheça versão menos invasiva da bariátrica

A gastroplastia endoscópica nada mais é que uma nova técnica para o tratamento contra a obesidade. Ela, geralmente, tem durabilidade de dois anos. Além disso, é uma ótima saída para quem não quer realizar cirurgias.

Muitas pessoas não sabem, mas a obesidade é uma doença que atinge o mundo todo. Principalmente no Brasil, onde a doença acomete várias pessoas. Cerca de 20% da população sofre com a obesidade. As informações são segundo a Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel).

Contudo, apenas 1% da população tem acesso a cirurgias, que revertam o caso. Além disso, existem também uma parcela de pessoas que ficam aguardando. Ou seja, eles não tem os quesitos solicitados para fazer a bariátrica. Por isso, tentam reverter o quadro com medicamento. O que, muita das vezes, não resolve.

Dentre todo esse movimento, surge a gastroplastia. Entenda, agora, do que se trata e como é realizada esse procedimento. Segundo especialistas, ele é um método menos invasivo.

O que é a gastroplastia?

Gastroplastia - Conheça a forma mais moderna da cirurgia bariátrica
Fonte: Exata News

É um tratamento voltado para pessoas que sofrem de obesidade. Porém, ele é considerado menos invasivo, do que a cirurgia bariátrica. Esse procedimento é o mais recomendado por médicos e especialistas. No entanto, a pessoa que está doente precisa está dentro do solicitado. Para que haja a cirurgia.

Com isso, a gastroplastia torna-se um tratamento e uma forma de controle mais leve. Além de tratar a obesidade em pacientes idosos e adolescentes. No entanto, é indicada para pessoas que se encontram com obesidade grau I e II. Ou seja, os que, geralmente, não são aptos para fazer cirurgia. Inclusive, também é indicada para obesidade mórbida, que não possuem condições clínicas. Ou que apenas se negam a realizar o procedimento da bariátrica.

Os resultados alcançados são uma perda de pelo menos, 20%. Chegando, inclusive em resultados, até 25%. No entanto, a paciente precisa adotar hábitos como a reeducação alimentar e exercícios físicos. O procedimento tem duração de 2 anos. Aliás, o processo da gastroplastia pode ser repetido quando necessário. Pois é compreensível que a reeducação alimentar é um processo de longo prazo e muito difícil.

Como é feita?

Gastroplastia - Conheça a forma mais moderna da cirurgia bariátrica
Fonte: Surgiu

A técnica consiste, basicamente, na introdução de um tubo flexível pela boca. Assim como é feito, também na endoscopia. No entanto, o procedimento é feito no hospital e com anestesia geral. O responsável pelo procedimento, o endoscopista, vai suturando o órgão até deixa-lo de forma tubular. É importante lembrar, que ele faz o processo todo guiado pela visão ampla que ele possui do estômago. Sendo assim, o órgão não é cortado, mas seu volume diminui. Geralmente, a alta do paciente é no mesmo dia.

Com isso, todo o tratamento é acompanhado de perto pelo hospital. Ou seja, é montada uma equipe multidisciplinar. São eles o endocrinologista, o nutricionista, psicólogo e educadores físicos. Inclusive, dependendo do caso são acrescentados outros profissionais. Portanto varia de caso para caso.

Sintomas pós-cirurgia

Gastroplastia - Conheça a forma mais moderna da cirurgia bariátrica
Fonte: Uol

Basicamente, os sintomas mais comuns são dores abdominais, e elas variam de leve a moderadas. Ou seja, mais especificamente na região epigástrica e rebordo costal. Além disso, são possíveis sintomas como a distensão abdominal, náuseas e raros vômitos.

Os sintomas relatados anteriormente, tem duração de 2 a 3 dias. E são tratados e amenizados por meio de medicação prescrita pelo médico.

Aconselhamento nutricional

Gastroplastia - Conheça a forma mais moderna da cirurgia bariátrica
Fonte: Seguros Inteligentes

É uma etapa importante antes e depois do procedimento. Pois o paciente vai passar por inúmeras alterações em seus hábitos alimentares. Outra parte fundamental da gastroplastia, é a reeducação alimentar. Ela vai garantir o sucesso do procedimento.

Além disso tudo, ela promove o emagrecimento inicial, reforça a percepção do paciente sobre a perca de peso. Inclusive, identifica erros e transtornos alimentares. Também ajuda na preparação da alimentação pós-operatório.

Diferente da bariátrica, a gastroplastia não prejudica a absorção dos nutrientes. Por isso, não é preciso o uso de suplementação vitamínica e proteica.

Qualquer pessoa pode fazê-la?

Gastroplastia - Conheça a forma mais moderna da cirurgia bariátrica
Fonte: Projeto Beta

Geralmente, a gastroplastia tem uma alta procura como forma de emagrecimento rápido. Por não precisar ser feita cirurgia. Porém, segundo especialistas, não é indicada para qualquer pessoa. Ou seja, apenas pacientes com IMC (Índice de Massa Corporal) entre 28 até 35, e que não tiveram resultados com medicação e dietas.

Além disso, pessoas que já realizaram a cirurgia bariátrica, alguma cirurgia gástrica, ou até mesmo que tenham quadros clínicos delicados, ou alterações imunológicas e hepáticas não são indicados a realizar a gastroplastia.

Inclusive existem restrições com relação a crianças e adolescentes. Pois existe uma idade mínima para a realização do procedimento. E ela é em torno dos 13 ou 14 anos. Mas também depende de uma indicação de um psicólogo e endocrinologista infantil.

No entanto, há especialistas que dizem que não existe idade limite. A criança ou adolescente precisa apenas estar dentro dos critérios e com os exames de acordo.

A gastroplastia é reversível?

Gastroplastia - Conheça a forma mais moderna da cirurgia bariátrica
Fonte: Amazonas em Tempo

A principal preocupação das pessoas que querem ou pretendem fazer esse método saber se a gordura volta. No entanto, de acordo com os especialistas esse procedimento é totalmente irreversível.

Conforme os médicos que realizam o procedimento, o estômago produz uma cicatrização e fibrose. Dessa forma, é de caráter irreversível. Porém, o estômago pode precisar de novas suturas. Isso porque, ele perde o formato tubular. Com isso, só será preciso ser refeito caso haja, sobretudo, a volta do ganho de peso.

Por isso é tão importante o acompanhamento nutricional após a realização desses tipos cirúrgicos. Apesar de ser uma cirurgia de redução de peso, com velhos hábitos alimentares, todo o peso pode voltar.

Gastroplastia x Bariátrica

Gastroplastia - Conheça a forma mais moderna da cirurgia bariátrica
Fonte: Dr Rafael Pasqualini

As duas são bem diferentes. Primeiramente, porque não há cortes na gastroplastia. Já em contra partida, na bariátrica há cortes e a retirada de uma parte do estômago. Com isso, não é uma ação de procedimento metabólica. Além disso, a gastroplastia é um processo de redução de volume do estômago. Por isso, não precisa de suplementação vitamínica, pois, como já mencionado, não há interferência na absorção de nutrientes. Isso, de acordo com especialistas no assunto.

Outro fator que as difere, é o público-alvo. Pois o paciente que opta pela bariátrica é aquele que tem um IMC alto, ou seja, maior que 35. Já a gastroplastia se volta para obesidade e sobrepeso leve. Dessa forma, os procedimentos são duas formas de tratamento completamente diferentes. Ou seja, são indicados para um publico específico diferente. Por isso, não competem entre si.

Além disso, a gastroplastia também é uma opção para pacientes com IMC alto que não têm condições clínicas para realizar a bariátrica, por diversos motivos. Assim, sendo uma cirurgia menos invasiva, a gastroplastia é feita nesses casos.

Alice Salazar

Gastroplastia - Conheça a forma mais moderna da cirurgia bariátrica
Fonte: Facebook

A influenciadora e youtuber Alice Salazar fez a gastroplastia. Com isso, ela perdeu 16 Kg dentro de 3 meses, basicamente. Além de perder peso, ela aponta melhoras em seus hábitos alimentares. De acordo com a influencer, a alimentação dela era totalmente desregulada. E consistia, basicamente, em fast food e muito doce, em todas suas refeições diárias.

Hoje, ela fala que conseguiu introduzir salada no seu cotidiano. E, consequentemente passou a gostar de comê-la. O que fazia, antes, por obrigação. Ou seja, percebe-se a melhora e a reeducação alimentar de Alice.

Contudo, Alice optou pelo procedimento, por ter bastante dificuldade para emagrecer. Inclusive, por ser mais rápido e menos invasivo. Mas, segundo a youtuber, apesar do procedimento, não é fácil reverter o quadro de obesidade. Ela disse que foi uma maneira drástica de perder muito peso, já que observou que não conseguiria resolver esse problema de outra forma.

Apesar de ser um procedimento caro e recente, ela conta que é um investimento. Pois da maneira em que vivia, ela não tinha bem-estar e alimentação saudável.

Caso tenha gostado saber mais sobre esse novo procedimento que ajuda na redução de peso, que é a gastroplastia, confira também O que comer para acabar com a celulite, as estrias e as gordurinhas

Fonte: IG Delas, Ativo Saúde

Fonte da imagem destaque: Entretenimento – Uol

Próxima página »

Escolhidas para você

Comentários

0 0 votos
Dê a sua opinião

guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários

Escolhidas para você