Luz visível, o que é? O que causa na pele e como se proteger

A luz visível é o resultado do movimento das ondas eletromagnéticas que transitam através do vácuo, que podem causar problemas de pele.

Você sabe o que é luz visível? Embora ela tenha um papel importante para nossa saúde, não dá para negar que, em excesso, ela pode prejudicar bastante a pele e os olhos. Mas, antes de entrarmos neste assunto, vamos falar entender melhor do que se trata esse assunto.

A princípio, toda luz é proveniente de ondas eletromagnéticas que se movimentam através do vácuo, à velocidades impressionantes. No entanto, o que a torna visível é toda radiação vinda dos raios ultravioletas do sol. É graças a iluminação solar, refletindo sobre um objeto, que os olhos conseguem enxergar as coisas do mundo.

Outro fator interessante em relação a luz visível é que toda radiação é feita em ondas, e cada onda tem comprimento e frequência. Juntando esses dois pontos importantes, temos sensações visuais que nos dão o poder de não só enxergar, mas também identificar quais são as cores presentes nos objetos refletidos.

Luz visível na pele

Luz visível - o que é, o que causa na pele, como se proteger
Super interessante

Quando a pele está exposta à luz visível, ou seja, ao sol; ela reage produzindo mais melanina. Essa substância é, portanto, responsável por dar pigmentação à pele. Na medida certa, tomar um sol pode ser benéfico, ativando, inclusive, a vitamina D do corpo.

Quando a luz penetra na pele, gera uma reação em cadeia na produção da vitamina D. Esta substância permite a melhor absorção do cálcio. E, se estamos falando de “absorção”, a funcionalidade ocorre, sobretudo, no intestino, porque é este o órgão responsável por absorver e distribuir a vitamina do corpo.

Uma curiosidade interessante é que os raios UV previnem a depressão. A energia produzida e penetrada na pele dá ânimo e nos torna mais dispostos durante o dia. Não é à toa que tomar um banho de sol nos deixa prontos para enfrentar um dia com mais disposição.

Malefícios do sol para a pele

Luz visível - o que é, o que causa na pele, como se proteger
Vix

Temos, a princípio, vários tipos de pele e cada uma contém um tempo limite de exposição solar. No caso da pele branca, o indicado é não ultrapassar os 20 minutos de banho de sol. Isso se não estiver com um protetor solar.

O outro caso é a pele negra. Por contar com uma presença maior de melanina, ela suporta uma exposição de até 1 hora de incidência solar sem proteção. No entanto, o correto mesmo é não abusar da sorte e se proteger com um filtro solar.

Agora que você já sabe o seu tempo limite de exposição, fique atento às consequências que o sol pode causar, caso você não obedeça as indicações anteriores. As regras devem ser seguidas a risca, porque a luz visível em excesso pode trazer problemas de pele seríssimos. Veja a lista a seguir:

Queimaduras

Luz visível - o que é, o que causa na pele, como se proteger
Banco da saúde

A luz visível, emanada pelos raios ultravioletas, quando muito absorvida pela melanina da pele, gera complicações, como as queimaduras solares. Estas, podem atingir até 1º, 2º e 3º grau.

1º grau

A princípio, a queimadura de primeiro grau é aquela que adquirimos ao passarmos um pouco do limite no sol. Normalmente, a ardência e a vermelhidão causadas melhoram com no máximo 6 dias. A pele fica seca e pode ocorrer descamação.

2º grau

A de segundo grau pode atingir dois patamares: superficial e profunda. Na superficial, pode ocorrer o aparecimento de bolhas, porque atinge além da primeira camada da pele. Entretanto, se atingir as camadas profundas, a luz visível pode até prejudicar as terminações nervosas do corpo.

3º grau 

Essa, atinge o sistema nervoso, destrói as glândulas, os folículos e pode até alcançar a estrutura óssea do corpo. A recuperação requer acompanhamento médico rigoroso e, com certeza, internação.

Manchas na pele

Luz visível - o que é, o que causa na pele, como se proteger
Metrópoles

Outra consequência da exposição excessiva à luz visível é o aparecimento de manchas. Chamadas melanoses solares ou manchas senis, elas surgem porque funcionam como um mecanismo de defesa da pele contra a luz.

Há vários tons para essas manchinhas, variando entre mais clara e mais escura. Quando elas atingem uma coloração esbranquiçada, é sinal para que procure um médico, porque indica que houve muita incidência solar sobre a pele, e isso pode gerar doenças mais graves.

Câncer de pele

Luz visível - o que é, o que causa na pele, como se proteger
Folha Vitória

Para você que gosta de tomar longos períodos de sol, tome cuidado. Porque a absorção constante, e em longo prazo, pode vir a causar um câncer de pele. Um dos primeiros sinais é a formação de nódulos brancos, avermelhados ou até mesmo rosados na pele.

A evolução desses nódulos pode chegar até à formação de feridas que, normalmente, não saram. Caso note algo similar a essa descrição, procure imediatamente um dermatologista para avaliar o caso.

Envelhecimento

Luz visível - o que é, o que causa na pele, como se proteger
Inter Fisio

A princípio, se expor demais à luz causa também o envelhecimento acelerado da pele. Os raios UVs vão diretamente nas células do nosso DNA e causam danos irreversíveis. A luz visível, neste caso, é tão forte que acaba quebrando as fibras e o colágeno da pele. Isso traz um aspecto de velhice precoce.

Luz visível e acne solar

Luz visível - o que é, o que causa na pele, como se proteger
Innove Clinic

Por fim, a última consequência negativa da exposição à luz solar é o aparecimento de bolinhas vermelhas pelo corpo. O foco maior dos danos é na região da face e do pescoço. Elas aprecem devido à combinação do sol com a oleosidade da pele, juntamente aos resíduos do filtro solar.

Como se proteger?

Luz visível - o que é, o que causa na pele, como se proteger
Dicas de Mulher

O primeiro passo para se proteger contra a luz visível, afinal, é manter-se na sombra. Prefira ficar longe da exposição direta, a não ser o limite permitido para ajudar na sua saúde. E, acima de tudo, nunca saia de casa sem o uso do protetor solar.

Já foram descobertas fórmulas de filtros solares adequados para todos os tipos de pele. Portanto, não deixe de usá-lo e de se proteger contra todos os tipos de doenças possíveis advindas da exposição a luz visível.

Por fim, outra forma de proteção, descoberta mais recentemente; são os protetores solares com pigmentação. Eles funcionam basicamente como se fossem uma camada de proteção da pele. Suas composições podem ser minerais, ou conter óxidos de ferro e até mesmo de zinco.

Por fim, leia mais sobre Bronzeamento Natural – 5 truques para uma pele dourada e saudável

Fontes: Minha Vida, Viva Bem, Notredame Intermédica, O Popular, ADCOS

Fontes de imagens: Super Interessante, Thiago Lucas, Banco da saúde, Metrópole, Folha Vitória, Inter Fisio, Innove Clinic, Vix, Lua em EscorpiãoDicas de Mulher


Outras postagens

0 0 votos
Dê a sua opinião

guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários