Saúde

Parar de tomar anticoncepcional – Principais mudanças no organismo

Optar por parar de tomar anticoncepcional pode trazer uma série de mudanças e reações no organismo. Antes de parar é válido saber quais são.

O anticoncepcional é um dos métodos mais populares e usados para evitar uma gravidez. No entanto, assim como outros remédios, a pílula anticoncepcional apesar dos benefícios também tem seus efeitos colaterais. Seja por esse motivo, por querer engravidar ou simplesmente trocar o método contraceptivo, muitas mulheres optam por parar de tomar o anticoncepcional.

No entanto, essa decisão apesar de parecer simples pode ter muitos efeitos e reações no corpo da mulher. Não que isso seja necessariamente ruim, mas se trata de uma mudança brusca que afeta diretamente o organismo e ele responde com reações diversas. Entre as mais comuns podemos citar um aumento dos sintomas da TPM e cólicas, ganho de peso, aumento da acne, além é claro da possibilidade de engravidar.

Então, se você planeja parar de tomar anticoncepcional é muito importante saber o que isso significa para o seu corpo e se preparar para lidar com todas essas mudanças. Portanto, hoje iremos entender melhor quais são essas reações. Confira.

Anticoncepcional

Fitness Lifestyle

A pílula anticoncepcional entrou no mercado no começo dos anos 1960, e se tornou um símbolo da revolução sexual. Isso porque assumiu um importante papel no controle das mulheres sobre seus próprios corpos e sua vida.

No entanto, com o passar dos anos, a massificação do uso desse tipo de método contraceptivo começou a ser um fator de distanciamento das mulheres com o autoconhecimento de suas fisiologias e corpos. Além é claro dos vários efeitos colaterais que o remédio pode causar das mulheres. Mas além disso, outros motivos estão levando cada vez mais mulheres a parar de tomar anticoncepcional.

Lembrando que o anticoncepcional hormonal, incluindo a pílula, injeções, anel vaginal, adesivo, DIU entre outros, funcionam a partir de hormônios sintéticos, e que alteram o funcionamento do corpo, afim de evitar uma gravidez indesejada.

Sendo assim, a sua principal função é interromper temporariamente o ciclo menstrual. Então, com o uso do anticoncepcional, os ovários param de produzir hormônios sexuais, desse modo, a mulher para de ficar fértil, ovular e menstruar. Isso durante o uso. Com a interrupção do uso do anticoncepcional os ovários voltam a produzir os hormônios normalmente e isso implica em várias mudanças no organismo da mulher.

Parar de tomar anticoncepcional

Partmed

Depois de meses ou até mesmo anos usando o anticoncepcional, é natural que o corpo fique acostumado a receber esses hormônios sintéticos. Sendo assim, ao parar de tomar anticoncepcional o organismo feminino leva um tempo para normalizar as suas atividades.

Como os hormônios do anticoncepcional atuam inibindo a produção hormonal ovariana, com a sua interrupção, o ovário volta a sua atividade normal. Ou seja, a mulher volta a ter ciclos menstruais. Os ovários aumentam de tamanho e voltam a sua função primária, que é produzir hormônios e amadurecer óvulos. Mas isso vem acompanhado de algumas mudanças e reações que vão muito além da volta da ovulação.

O anticoncepcional pode ser interrompido a qualquer momento, no entanto, pode ser melhor esperar terminar a cartela para ter um controle melhor do ciclo menstrual. As mudanças e reações à suspensão do remédio podem surgir já a partir de duas semanas, que é quando o corpo começa a perceber a falta dos hormônios artificias. E é nessa fase que o organismo volta a produzi-los naturalmente.

Mas é importante frisar que isso pode variar de acordo com cada organismo e o tipo de anticoncepcional usado.

Mudanças no corpo após parar de tomar anticoncepcional

Dona Giraffa

Confira a seguir as principais mudanças e reações do organismo após parar de tomar anticoncepcional:

Alteração do peso

Já ficou comprovado que o anticoncepcional pode causar retenção de líquidos, dependendo do tipo de pílula. Sendo assim, após parar de tomar anticoncepcional pode acontecer de perder peso, mas não necessariamente perder tecido adiposo, ou seja gordura.

Em contrapartida, como a interrupção do medicamento pode provocar alterações de humor, a mulher pode acabar ganhando peso. Isso devido ao maior apetite, indisposição para prática de atividades físicas e desejos por comidas doces.

Então, para evitar que isso aconteça, o ideal é focar em uma dieta saudável, rica em vitaminas e nutrientes. Portanto, regada a legumes, frutas, verduras, peixes e cereais, alimentos que ajudam a equilibrar os níveis de hormônios e eliminar toxinas. Além é claro da prática de atividades físicas.

Menstruação desregulada

Ao interromper o uso do anticoncepcional, os ovários voltam a produzir seus hormônios e funcionar de forma natural. Contudo, isso pode levar algum tempo, sem contar que os hormônios não serão tão pontuais e constantes no primeiro momento como antes de usar o método. Portanto, nos primeiros meses pode ser que a menstruação fique desregulada.

As alterações de alguns dias tendem a ser normais, o problema é quando são muito intensas e a mulher fica até dois meses sem menstruar ou quando menstrua três vezes no mesmo mês. Nesses casos um ginecologista deve ser consultado para avaliar o caso e os níveis de hormônios.

Cólicas menstruais mais fortes

Quando o ciclo menstrual ocorre naturalmente, ou seja, sem a ação do anticoncepcional, o tecido do útero fica mais espesso, já é uma preparação para uma possível gravidez. Desse modo, as cólicas menstruais tendem a ser mais fortes e o fluxo menstrual também é maior. Então, isso é comum após parar de tomar anticoncepcional.

Uma forma de aliviar esses sintomas, é tomar remédios próprios para isso, além de fazer compressa de água morna na barriga ou na região lombar.

TPM e mudanças de humor

Clinipop

Os hormônios femininos, progesterona e estrogênio, quando produzidos naturalmente nos ovários tendem a ter uma variação mais intensa e abrupta durante o mês. Sendo assim, com a interrupção do anticoncepcional é comum aumentar os sintomas comuns da TPM, tais como irritabilidade, tristeza, impulsividade, dores de cabeça, alterações do sono entre outras.

Aumento da oleosidade da pele

A grande maioria dos anticoncepcionais inibem a produção de testosterona, consequentemente deixando a pele mais limpa, sem oleosidade que obstrui os poros e também diminui a acne. Sendo assim, ao parar de tomar anticoncepcional é comum que a pele volte a ter mais oleosidade e aumente as espinhas.

Nesse caso, deve-se recorrer a tratamentos com produtos próprios para diminuir a oleosidade da pele, como loções e sabonetes adstringentes. Em casos de espinhas severas, o ideal é procurar um dermatologista para um tratamento mais específico.

Parar de tomar anticoncepcional aumenta os pelos e a libido

Devido ao fato de que diversos anticoncepcionais inibem a produção de hormônios, tais como a testosterona, é comum que ao interromper o uso, a produção volte ao normal. Desse modo, é comum surgir mais pelos do que estava acostumada enquanto usava a pílula. Além disso, a voz também pode ficar um pouco rouca e a libido também aumenta.

Secreções íntimas

Após parar de tomar anticoncepcional, é comum também que a mulher sinta mais umidade na região íntima, tanto no dia a dia, quanto no contato íntimo. Isso é totalmente normal e faz parte do aumento da produção natural de estrogênio pelo organismo.

Não há muito o que fazer a respeito, isso indica apenas que os ovários estão funcionando bem. O ideal é manter a higiene íntima para impedir a proliferação de bactérias na região.

Possibilidade de engravidar após parar de tomar anticoncepcional

Tupila Baby

Isso é inevitável, uma vez que a finalidade do anticoncepcional e evitar a gravidez. Então, com a sua interrupção e ausência de outro método contraceptivo, a mulher pode sim engravidar.

Contudo, o tempo de adaptação do organismo à ausência dos hormônios presentes no anticoncepcional podem variar de mulher para mulher. Em alguns casos pode ser nos primeiros dias em outros até um ano, especialmente quando se usou o anticoncepcional por muito tempo.

Os anticoncepcionais injetáveis, por exemplo, podem causar uma demora maior para os ovários e útero estarem aptos a uma gravidez. Mas tudo dependerá do organismo e quanto tempo ele levará para eliminar completamente as substâncias artificias e voltar a produzir as suas naturalmente.

Portanto, se o intuito com a interrupção do anticoncepcional não é engravidar, é bom optar por outro método contraceptivo.

Enfim, o que você achou dessa matéria? Aliás, aproveite para conferir também Quando a mulher deve começar a tomar anticoncepcional?

Fontes: Herself Tua Saúde Analisis Endoclínica

Imagens: MX Bike Fitness Lifestyle Partmed Dona Giraffa Clinipop Tulipa Baby

Próxima página »

Escolhidas para você

Comentários

0 0 votos
Dê a sua opinião

guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários

Escolhidas para você