Saúde

Atraso na menstruação: até quanto tempo é considerado normal?

O atraso na menstruação nem sempre caracteriza um problema ou uma gravidez. Existem diversas causas do porque a menstruação atrasa.

Por que a menstruação atrasa? Esse é um questionamento que muito provavelmente todas as mulheres já fizeram. Para muitos a primeira reposta que vem à cabeça seria a chegada de um bebê. Mas nem sempre, na verdade existe uma série de fatores que podem sim interferir e atrasar a menstruação.

Sendo assim, é muito importante conhecer esses fatores e também entender até quando esse atraso pode ser considerado algo normal ou um alerta.

Entre as principais causas do porquê a menstruação atrasa, podemos destacar o stress, uso de medicamentos, distúrbios hormonais entre outros. Se você não está tentando engravidar, pode se acalmar, nem sempre o atraso da menstruação é devido a uma gravidez.

Atraso na menstruação

O atraso na menstruação é algo mais comum do que se imagina. Na verdade, a irregularidade do ciclo menstrual é uma das principais queixas das pacientes quando vão ao ginecologista. Mas existem algumas medidas que você pode tomar para regular a menstruação que você pode conferir nessa outra matéria que fizemos sobre o tema.

Então, quando esse atraso na menstruação acontece entre 3 e 6 meses, já recebe um nome técnico, conhecido como amenorreia. O problema do atrasado na menstruação é pior quando a mulher busca engravidar. Mas em todo caso, representa um problema que precisa ser acompanhando de perto por um  médico.

Até quando é considerado normal?

Essa é uma pergunta muito importante. Então, começaremos entendendo o ciclo menstrual. Normalmente, o ciclo tem duração de 28 dias. Contudo, ciclos com intervalos de 21 a 35 dias com antecipação ou atraso de até 3 dias são tidos como completamente normal.

No entanto, períodos mais longos não caracterizam necessariamente um problema, isso contando que o ciclo tenha um padrão de regularidade.

No caso de mulheres que não tem o padrão cíclico do fluxo menstrual (irregularidade menstrual) é um pouco mais complexo fazer a avaliação do atraso menstrual. Até porque, nesse cenário, a mulher pode ovular sem apresentar ciclos menstruais frequentes.

Portanto, é importante primeiramente descartar uma possível gravidez e então fazer a confirmação da ovulação, que pode ser feita tanto por ultrassonografia, quanto por dosagem hormonal no sangue.

Hora de procurar o médico

Não basta a menstruação atrasar um ou dois meses para então definir o seu ciclo com irregularidade menstrual. Esse diagnóstico leva tempo, até porque a avaliação não pode ser baseada em um único ciclo.

No caso de mulheres que menstruam regularmente, o primeiro passo é fazer um teste de gravidez. Então, se tiver atraso na menstruação por três ciclos ou mais, um médico ginecologista pode avaliar as causas que podem estar relacionadas ao ciclo menstrual irregular.

Sendo assim, para as mulheres que não apresentam um padrão cíclico, a recomendação é fazer uma avaliação do calendário menstrual por seis meses. Se nesse período houver qualquer irregularidade, é hora de procurar um médico especialista.

Aproveite para conferir e sanar as principais dúvidas e mitos sobre menstruação.

Principais causas de atraso na menstruação

1 – Estresse e/ou ansiedade

Esse é uma das causas mais comuns do atraso na menstruação. Hoje em dia, com toda a correria, preocupação com trabalho e família é mais comum do que se gostaria vivenciar momentos de estresse e ansiedade. Contudo, isso não é bom, uma vez que o quadro pode levar a uma alteração hormonal.

Na maioria das vezes, o problema se resolve sozinho após o pico de estresse. Mas se isso se torna algo comum, o estresse pode levar uma irregularidade menstrual mais longa, podendo até evoluir para um quadro de amenorreia.

2 – Excesso de peso ou peso muito baixo

Geralmente, mulheres com excesso de peso tentem a produzir uma maior quantidade do hormônio estrogênio. Esse hormônio em excesso pode levar ao atraso da menstruação. O mesmo acontece no caso de mulheres com peso corporal muito abaixo do ideal. Isso porque a falta de tecido gorduroso diminui a capacidade do organismo de produzir o estrogênio, também resultando em ciclos irregulares.

3 – Atraso na menstruação por uso incorreto de anticoncepcionais

O anticoncepcional oral funciona de forma a imitar o ciclo hormonal da mulher. Então, após um longo período fazendo o uso desses medicamentos, ou até mesmo o uso incorreto, pode levar o organismo a ter dificuldade de normalizar e ter um ciclo natural e ai que acontece os atrasos.

Então, se você está pensando em parar de tomar anticoncepcional, você precisa ler essa outra matéria sobre o assunto.

4 – Excesso de exercícios

É relativamente comum entre atletas de alto desempenho relatos de alterações hormonais que acabam interferindo na regularidade do ciclo menstrual. Contudo, é importante ressaltar que isso não afeta a maioria das mulheres, inclusive as que fazem exercícios com muita frequência. Essa causa é comum apenas com atletas de nível muito alto.

5 – Atraso na menstruação devido a disfunção na tireoide

Também uma das causas comuns do atraso da menstruação são as alterações na glândula da tireoide, como o hipertireoidismo ou o hipotireoidismo. Ambas as situações podem afetar a produção hormonal, consequentemente alterando o ciclo menstrual. Então, se houver qualquer alteração na glândula é muito importante procurar um médico para iniciar o tratamento o quanto antes.

6 – Síndrome dos ovários policísticos

Mulheres que sofrem com a Síndrome dos ovários policísticos, a SOP quase sempre apresentam atrasos menstruais e até mesmo a ausência da menstruação em alguns períodos. Aliás, temos uma matéria completa sobre Ovário policístico explicando tudo.

Isso acontece devido a alta produção do hormônio androgênio, que também interfere no ciclo menstrual. Aliás, a SOP é uma das causas mais comuns do atraso da menstruação.

7 – Amamentação

Para mulheres que acabaram de ter um bebê e ainda está em fase de amamentação é bastante comum o atraso ou até mesmo falta de menstruação. Aliás, esse quadro é chamado como amenorreia transitória, devido a prolactina, que regula a produção do leite e acaba interferindo na ovulação.

8 – Menopausa e pré-menopausa

Não há uma regra para quando uma mulher entra na menopausa, isso pode variar de mulher para mulher. Como sabemos, a menopausa caracteriza o fim da vida fértil da mulher e consequentemente a interrupção da menstruação. E é esperado que isso ocorra lá pelos 50 anos de idade. Inclusive, se você se interessou, temos uma matéria completa sobre a última menstruação e a chegada da menopausa.

No entanto, a fase que antecede a menopausa, chamada de pré-menopausa, que ocorre cinco anos antes da menopausa, é comum que as mulheres apresentem irregularidade e atraso do ciclo menstrual.

Por fim, como vimos até aqui, um atraso na menstruação pode ser algo bastante comum, sem motivo para preocupação. O problema mesmo é quando o atraso continua ocorrendo em ciclos futuros. Sendo assim, é importante descartar a gravidez e procurar um médico para entender as causas e se necessário iniciar um tratamento.

Enfim, agora que você já entendeu melhor porque a menstruação atrasa, que tal conferir: 5 chás para a menstruação descer.

Fonte: Ceferp

Bibliografia:

  • Practice Committee of American Society for Reproductive Medicine. Current evaluation of amenorrhea. Fertil Steril. 2008; 90(5 Suppl):S219-25.
  • Practice Committee of the American Society for Reproductive Medicine. Diagnostic evaluation of the infertile female: a committee opinion. Fertil Steril. 2015; 103(6):e44-50. doi: 10.1016/j.fertnstert.2015.03.019.

Próxima página »

Escolhidas para você

Comentários

0 0 votos
Dê a sua opinião

guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários

Escolhidas para você