Saúde

Trocar silicone, quando é preciso trocar a prótese e por quê?

Se você achou que colocar silicone, seria algo vitalício, está enganada! Trocar silicone depois de um certo tempo pode ser essencial. Entenda o por quê.

Atualizado em 29/01/2020

Primeiro que colocar silicone virou febre na mulherada hoje em dia. O Brasil está ganhando de quase todos os países pelo acentuado número de cirurgias feitas por dia. Porém, o que muitas mulheres não sabem, é que deve sim trocar silicone depois de um tempo.

O silicone não é vitalício, mulherada. Porém, se acalme, não se desespere também.

Basicamente, as próteses tem um prazo de validade. Próteses que foram colocadas antes de 2000, o ideal é consultar com seu médico depois de 10 anos. Já para as mulheres que colocaram depois de 2000, se considera que as próteses sejam mais novas, então é recomendado olhar de 15 a 20 anos depois.

Porém, as próteses que são feitas de gel coesivo, geralmente, não necessitam ser trocadas tão cedo, embora a revisão a cada 10 anos seja recomendado. Esta revisão consiste em realizar uma ressonância magnética e também exames de sangue para verificar se existe algum infecção.

Em todo caso, a prótese de silicone deverá ser trocada sempre que representar danos à saúde do indivíduo, sejam eles físicos ou emocionais.

Por que trocar silicone?

Principais motivos, e motivos de tal importância de se trocar silicone

A prótese de silicone tem validade.

Existem casos e casos. Existem mulheres que ficam mais de 20 anos e não precisam de trocar o silicone, porém existem mulheres que depois de 10 anos já precisam. Então o essencial mesmo é você manter contato com o seu médico e se cuidar.

Contudo, é necessário a avaliação de rotina de um cirurgião plástico e exames de imagem a serem considerados. Até porque também pode ocorrer da prótese se romper ou estar mal posicionada.

Há casos também que necessitam trocar silicone. Como por exemplo, uma ruptura acidental do implante, que pode ocorrer de diversas formas, principalmente impactos, acidentes automobilísticos, em caso de perfuração por “balas perdidas”, acidente em esporte radical ou traumas locais que levam o implante a se romper.

Contudo,nessas situações mesmo que ela não apresente danos visíveis, uma ressonância magnética poderá evidenciar o problema.

Principais motivos, e motivos de tal importância de se trocar silicone

Há ainda a possibilidade de surgir rugas ou pregas na pele, principalmente em próteses maiores. Esses casos são mais percebidas em mulheres com percentual de gordura mais baixo ou as que tiverem um pele mais fina, que assim não conseguem dar tanta sustentação à pele. Por isso, pode comprometer o resultado e alterar  também a forma das mamas.

Outra situação em que a prótese de silicone deve ser trocada é quando a mulher engorda ou emagrece muito rápido. Por isso, a prótese fica mal localizada, devido ao aumento da flacidez. Entretanto, nesse caso, pode ser que precise colocar uma nova prótese.

Se o seu caso for dor, inchaço, ou qualquer outra reação anormal, o recomendável é ir ao médico, para ele fazer os exames necessários. Por fim, em qualquer sinal de problema ou anormal o cirurgião plástico deve ser contatado para avaliar o quadro e poder conduzir o tratamento de uma forma mais segura.

As próteses são todas iguais?

Principais motivos, e motivos de tal importância de se trocar silicone

Não, não são. Existem próteses dos mais variados tamanhos e formatos. E será junto com seu médico que você saberá qual é melhor para você. Pois, depende de todo o seu porte físico e do seu organismo.

Basicamente, o médico quem decide quase tudo. Por isso, o essencial é você saber escolher e pesquisar bem o seu médico antes de fazer a cirurgia. Como por exemplo, ele também decidirá qual é a melhor via de realização do implante.

Até porque pode ser colocado pela axila, pela aréola ou pelo sulco submamário, obedecendo a certos critérios e características individuais, do organismo de cada um.

O que acontece se não trocar?

Principais motivos, e motivos de tal importância de se trocar silicone

Bem, como faz parte do seu corpo. Assim, como qualquer outra coisa, o seu corpo pode negar, e reconhecer como um “objeto estranho”. Ou pode também haver uma pequena ruptura e gerando micro vazamentos do silicone, que levam a inflamações nos tecidos vizinhos.

Basicamente, se essa infecção não for tratada como deveria ser, ela pode piorar e se espalhar por uma grande área comprometendo ainda mais a sua saúde.

Onde trocar?

Principais motivos, e motivos de tal importância de se trocar silicone

No seu médico mesmo, onde você colocou. Como ele já te conhece, ele terá mais intimidade com você. Porém, sempre deve ser em meio hospitalar, com a equipe de cirurgiões plásticos.

Lembrando que não necessariamente precisa ser o médico que iniciou o seu processo. Pode também ser outro que você tenha confiança e que conheça bem.

A Área de Mulher espera ter tirado todas as suas dúvidas sobre trocar silicone, para mais informações recomendamos essa outra matéria: Antes de colocar silicone você precisa saber dessas 10 verdades

Fonte: Tua saúde, Minha vida

Imagens: Tua saúde, Gazeta do povo, Clínica Borges Fortes, Notícias ao minuto, Mansur, Blog cercirurgiaplástica