Beleza

Ácidos para o rosto – Os principais ácidos e seus benefícios para a pele

Os ácidos para o rosto são um dos principais tratamentos para o clareamento de manchas de pele, e cada um deles tem uma finalidade específica.

Atualizado em 03/09/2020

Um dos maiores problemas relacionados à pele são as terríveis manchas faciais. Elas aparecem por diversos motivos, seja pela idade, exposição solar ou cicatrizes de espinhas e cravos, melasma entre outros. Sendo assim, elas se tornam um grande inconveniente que afeta diretamente a autoestima das mulheres. Portanto, uma opção de tratamento muito procurada são os ácidos para o rosto.

Isso porque os tratamentos com ácidos para o rosto ajudam a amenizar consideravelmente essas marcas na pele. Além disso, os ácidos se mostraram bastante eficientes para lidar com outros problemas de pele, como poros abertos e oleosidade. Isso porque eles ajudam na renovação da pele, consequentemente eliminando as células causadoras das manchas.

Existem diversos tipos de ácidos para o rosto, cada um deles com uma finalidade específica. Sendo assim, é muito importante conhecer melhor cada um deles, para entender qual o mais indicado para cada tipo de problema.

Por isso, hoje iremos conhecer mais sobres os ácidos para o rosto e o seus benefícios. Mas, lembrando que é muito importante consultar um dermatologista antes de começar a usar esse tipo de produto.

Ácidos para o rosto

Lifestyle ao Minuto

Os ácidos para o rosto são ativos que trazem uma série de benefícios para a pele, sendo o principal deles a renovação da mesma. Então, como a camada da pele é renovada de forma natural a cada 21 ou 28 dias, a função desses ácidos é justamente acelerar esse processo.

Sendo assim, é comum que quando aplicado na pele, o ácido cause uma descamação. Isso significa que a pele passou por uma renovação fora do seu ciclo normal. Desse modo, os ácidos atuam na camada mais profunda da pele, estimulando a produção de colágeno e elastina.

Mas além disso, esses ativos também promovem uma esfoliação da pele, que resulta na remoção das células mortas, o que ajuda a prevenir o surgimento de cravos e espinhas. Tudo isso contribui para uma pele mais firme e protegida contra o envelhecimento precoce.

Contudo, apesar de ser muito benéfico para a pele, o uso dos ácidos para o rosto demanda um acompanhamento com dermatologista. Até porque existem vários tipos, e cada um deles tem uma finalidade. Sem contar que o uso incorreto dessas substâncias pode acabar agravando ainda mais os problemas de pele.

Tipos de ácidos

Neutrogena

A seguir vamos conhecer mais sobre os principais ácidos para o rosto e os seus benefícios.

Ácido ascórbico

O ácido ascórbico, conhecido também como vitamina C é um dos ativos mais potentes e antioxidantes. Ele atua neutralizando os radicais livres, reforçando a fotoproteção e prevenindo o envelhecimento precoce. Além disso ele ajuda no clareamento da pele, uma vez que ele uniformiza o tom natural da mesma e também estimula a produção de colágeno.

Ácido retinóico

Frequentemente presente nas fórmulas de dermocosméticos, o ácido retinóico não tem ação clareadora direta. Contudo, ele ajuda a melhorar a renovação celular, o que faz com que as células jovens recebam a oxigenação adequada e cheguem nutridas à superfície da pele. Sedo assim, aliado a outras substâncias clareadoras, o ácido retinóico pode ajudar a eliminar as células manchadas.

Ácido glicólico

Já o ácido glicólico é um alfa-hidroxiácido, com forte ação esfoliante, que além de atuar na renovação celular ajuda também na hidratação da pele. Sendo assim, ele pode ser um ótimo complemento no tratamento de manchas da pele, já que ele ajuda a diminuir a espessura da pele, facilitando a ação de substâncias clareadoras. Além de ser m dos ácidos para o rosto que mais contribuem para o rejuvenescimento da pele.

Ácido salicílico

No caso do salicílico, estamos falando de um beta-hidroxiácido, com propriedades altamente esfoliantes e seborreguladoras. Desse modo, ele ajuda a diminuir o espessamento da derme, evita a contaminação por bactérias e promove uma renovação celular. Além de eliminar o excesso de oleosidade, que contribui para o tratamento da acne.

Ácido ferúlico

Se trata de uma substância fenólica, com propriedades altamente antioxidantes e clareadoras. Portanto, quando aliado com a vitamina C e vitamina E, o ácido ferúlico ajuda na prevenção da vermelhidão pós exposição solar, prevenindo o aparecimento de rugas e uniformizando o tom natural da pele.

Ácido dioico

O ácido dioico por sua vez tem ação calmante e antibacteriana. Desse modo, contribui para o clareamento da pele, melhorando a aparências da imperfeições, especialmente das manchas de acne.

Ácido cítrico

Outro ácido classificado como alfa-hidroxiácido, o cítrico é um dos principais componentes dos peelings químicos. Isso poque ele ajuda na renovação das células da derme, e consequentemente contribui para o seu clareamento.

LHA

O LHA está presente em diversos produtos dermocosméticos. Isso porque o derivado lipofílico do ácido salicílico tem ação queratolítica, que ajuda a prevenir a formação de cravos, além de contribuir para o controle da oleosidade da pele.

Ácido hialurônico

O ácido hialurônico é outro velho conhecido dos produtos para a pele, sendo um componente essencial para a pele. Ele ajuda na hidratação da pele, melhorando a sua aparência e suavizando as linhas de expressão e rugas.

Ácido tranexâmico

Muito eficaz no clareamento da pele, é um dos ácidos para o rosto mais eficazes para o tratamento de manchas. Sendo especialmente eficaz no tratamento de manchas resultantes de um processo inflamatório.

Ácido kójico

O ácido kójico tem ação inibidora da produção da melanina, o que ajuda no seu clareamento e uniformização. Sendo um dos ácidos mais indicados para o tratamento de manchas na pele, além de ser muito eficiente nos cuidados com hiperpigmentação sem causar irritação.

Ácido azelaico

O ácido azelaico é uma ótima opção clareadora mais suave, podendo ser usada até por mulheres grávidas. Assim, ela ajuda a melhorar, controlar e clarear o melasma, muito comum durante a gravidez. Ele atua nas células produtoras de melanina, interrompendo o seu desenvolvimento.

Ácido fítico

O ácido fítico atua de forma muito parecida com a Vitamina C, sendo um inibidor muito eficiente da tirosinase, que diminui a produção de melanina. Sendo assim, é um dos ácidos para o rosto mais seguros, além de ter ação progressiva.

Ácido tricloroacético

E por último o ácido tricloroacético, que apesar de ser muito eficaz no tratamento das manchas de pele, é um ativo muito agressivo. Por isso é utilizado apenas em consultórios que fazem peelings.

Uso de ácidos para o rosto

Enfermagem Estética

Os ácidos para o rosto podem ser usados de diversas formas, porém sempre acompanhados de indicação de um dermatologista. Afinal, só um médico especializado poderá indicar qual o melhor ácido para o seu caso.

Mas eles são comumente usados em peelings físicos, do tipo mais superficial que promove esfoliação e renova a pele. Assim, os ácidos podem ser usados de forma isolada ou aliados aos peelings químicos.Esses que podem ser superficiais, médios e profundos. Isso irá depender da recomendação e o intuito com o tratamento. Nesse tipo de processo, os ácidos mais comuns são o retinóico, salicílico, tricloracético e glicólico.

No entanto, esses ativos são mais procurados em produtos dermocosméticos, sendo facilmente encontrados em produtos de skincare. Assim, eles são bem menos agressivos que os peelings, e também ajudam no tratamento de manchas de acne e linhas de expressão.

Contudo, independentemente da forma que forem usados, os ácidos para o rosto tendem a sensibilizar a pele. Por isso, é essencial fazer o uso de protetor solar após o uso, afim de proteger a pele contra a radiação solar e evitar o surgimento de novas manchas.

Enfim, o que você achou dessa matéria? Aliás, aproveite para conferir também o que é peeling, quais o tipos e cuidados.

Fontes: Beleza na Web Blog Pró-Corpo Derma Club Derma Club

Imagem destacada: Dicas de Mulher

Imagens: Lifestyle ao Minuto Neutrogena Enfermagem Estética