Bolinhas na virilha: 13 truques para evitar o problema depois de depilar

A depilação íntima é uma cultura muito forte no Brasil. É comum quando as mulheres depilam absolutamente TUDO, com cera quente, cremes depilatórios, laser e até mesmo lâminas.

E, embora tirar os pelos seja esteticamente agradável (pelo menos é o que acha a maioria), as bolinhas na virilha, que costumam aparecer após a depilação, não são nada legais. Ou você vai dizer que gosta do aspecto que a irritação deixa na pele?

Foliculite

Essas bolinhas na virilha, para quem não sabe, se chamam foliculite e surgem quando o pelo que está crescendo, por alguma razão, não consegue ultrapassar completamente a camada mais superficial da pele.

Como resultado disso, ele pode tanto penetrar novamente, causando pelos encravados, quanto causar inflamações na tentativa de despontar, uma vez que deixa o local exposto a bactérias.

E, embora as bolinhas na virilha sejam mais um desconforto estético, se aparecem em um nível controlado; a boa notícia é que dá para amenizá-las e até mesmo impedir que elas apareçam após a depilação.

Abaixo, como você vai ver, separamos alguns truques simples e rápidos que você pode colocar em ação antes e depois de depilar para evitar que essas pequenas irritações surjam novamente.

Saiba o que fazer para evitar bolinhas na virilha:

 – Antes da depilação

1. Esfolie o local

Faça uma esfoliação rápida no local, durante o banho mesmo. Isso desobstrui os poros removendo as células mortas e abrindo a passagem para os pelos. Isso também evita que a depilação cause traumas nos folículos e a inflamação, que causa as bolinhas na virilha.

2. Evite o sabonete

Na hora da depilação, o sabonete pode acabar ressecando o local. Por isso, para ajudar a lâmina deslizar melhor, prefira espuma de barbear, algum hidratante ou mesmo o condicionador de cabelo. Isso evita agressões à pele e ajuda a deixar o local macio e hidratado.

3. Depile após o banho

Se for depilar a virilha, seja com cera, creme depilatório ou lâmina, deixe para fazer isso após o banho. Isso faz com que os poros tenham mais tempo para dilatarem, deixando os pelos mais fáceis de sair.

4. Não compartilhe sua lâmina de depilação

Não use a gilete do namorado, do marido e, muito menos, empreste a sua para sua amiga, para sua irmã ou para sua mãe. No caso das lâminas masculinas, o desenho é diferente, já que elas são feitas para depilar o rosto.

Além disso, quando você usa ou empresta sua lâmina de barbear, você está trocando bactérias com essa pessoa, o que causam as temidas bolinhas na virilha. Não é diferente no caso dos barbeadores elétricos.

5. Não use gilete velha

Lâmina que está no banheiro há muito tempo, especialmente se você já não sabe de quem ela pode ser, não deve ser usada. O ambiente do box e de todo o banheiro é perfeito para a proliferação de bactérias que causam a foliculite.

6. Evite o ato repetitivo

Seja com cera, com gilete, pinça ou aparelho elétrico, a depilação é uma agressão à pele e à raiz do pelo. Isso porque, tudo o que você repete constantemente pode fazer com que os pelos cresçam encravados, sem contar com o risco de sangramento durante o ato.

Por isso, passar a gilete várias vezes no mesmo local, ou depilar várias durante a semana; é uma péssima ideia para a saúde da sua pele. O hábito pode causar vermelhidão, irritação e coceira. Daí, para as bolinhas na virilha, é um pulo.

7. Passe a gilete em um novo sentido

Jamais passe a lâmina a seco na pele e, quando for utilizar a gilete, faça o movimento no sentido errado, digamos assim. Ou seja, em direção ao crescimento do pelo.

Isso faz com que o corte dos fios ocorra de forma mais suave, sem traumas e com menor chance de nascerem pelos encravados.

Depois a depilação

8. Cuide bem do local

Depois do procedimento, evite esfregar a região da virilha, especialmente após o banho, com a toalha. Investir em cremes hidratantes livres de álcool e de fragrâncias também é um excelente método de evitar as bolinhas na virilha, especialmente se sua pele for sensível.

9. Evite roupas (inclusive as íntimas) apertadas

Quando depilar, dê preferência a peças mais largas e confortáveis. Isso diminui o atrito da pele com o tecido, um dos principais fatores por trás das bolinhas na virilha. O jeans, por exemplo, é uma péssima ideia.

10. Hidrate a pele

Aquela pomadinha feita para assaduras de bebês, o Hipoglós, é uma ótima alternativa para hidratar após a depilação, já que acalma a pele e reduz as chances de irritações.

11. Utilize produtos calmantes

Se você costuma ter pelos encravados, tenha sempre em casa cremes e loções calmantes. Fazer compressas caseiras de chá de camomila bem geladas também ajudam a acalmar o local e a evitar as bolinhas na virilha.

12. Evite ir à praia

O sal do mar, em contato com os poros, deixa a virilha ardendo e provoca reações externas na pele que podem estragar a depilação.

O ideal é sempre se depilar dois dias antes de ir à praia, especialmente se for para entrar no mar. Nesse tempo, a camada córnea se reconstitui e não sofre mais com o contato direto com o sal.

13. Nada de sol

Você não deve ficar exposta ao sol depois de raspar os pelos da virilha. Por isso, aplique sempre o protetor solar, mesmo que esteja com a pele depilada coberta pela roupa. Se for usar biquíni, prefira ficar sob a sombra.

E então, gostou das dicas? As bolinhas na virilha é um problema que também incomoda você? Não deixe de comentar e de compartilhar conosco sua experiência, caso você siga nossas dicas acima!

Agora, falando em depilação, esse outro post também pode ser bastante útil: Como afiar as lâminas de depilar e fazê-las durarem mais.

Fonte: Vix