Beleza

Lavar o cabelo com água mineral: motivo e benefícios

Apesar de polêmico, o método de lavar o cabelo com água mineral é extremamente benéfico e ajuda no tratamento de fios danificados.

A busca por formas de melhorar determinados aspectos da aparência e da saúde é praticamente incessante. Quando se fala na saúde do cabelo, então, não existem limites para a criatividade na hora de cuidar das madeixas. Nesse sentido, surge o método de lavar o cabelo com água mineral, que apesar de polêmico, possui garantia por especialistas que faz bem, e muito.

Apesar de parecer absurdo para alguns, lavar o cabelo com água mineral é, na verdade, uma técnica popular e adotada por muitos. Muitas celebridades já trocaram a água do chuveiro pela água cristalina, mesmo que pelo menos uma vez na semana. O motivo? O tratamento comum da água das cidades costuma ter muitos produtos químicos, como o cloro, por exemplo.

Assim, fatores como a oxidação dos fios tornam-se um perigo que deve ser eliminado, pelo fato de provocar ressecamento e, no caso de fios tingidos, desbotamento da cor.

Contudo, apesar da tática ser excelente para a saúde dos fios, é fato que lavar o cabelo com água mineral todos os dias pode ser caro e difícil.

Dessa forma, existem situações específicas onde a lavagem torna-se ainda mais potente, fazendo com que seja possível escolher quando realizar o método. Para fios danificados, por exemplo, optar pela água mineral vez ou outra pode fazer a diferença. Nesse sentido, confira abaixo tudo que você precisa saber sobre lavar o cabelo com água mineral, bem como os casos que mais se beneficiam com o método.

Por que lavar o cabelo com água mineral?

Fonte: Engarrafador Moderno

Para quem mora em cidades grandes, é comum perceber que a água do chuveiro pode ser, por vezes, prejudicial para a saúde do cabelo. Assim, optar pela água mineral pode ser benéfica pelo fato de não possuir quantidades excessivas de determinados elementos, como o cloro. Dessa forma, há muito menos dano do que o esperado. Quando a água encanada é rica demais em minerais como o calcário e o cloro por exemplo, o simples uso da água mineral evita o ressecamento dos fios.

Quando fazer a lavagem

Mesmo que o ideal seja lavar os fios todos os dias com a água mineral, é fato que o método pode ser extremamente inviável. Assim, é preciso tentar realizar a lavagem pelo menos uma vez por semana. Da mesma forma, para quem realmente deseja investir nisso, instalar um filtro no chuveiro pode ser a solução.

Melhores usos para a água mineral

No geral, a água mineral pode contribuir para a saúde dos fios em 4 casos mais específicos. Nesse caso, cabelos que tenham contato com água da piscina ou água salgada, casos de caspa ou seborreia e cabelos coloridos ou tingidos entram na fórmula.

Contato com o cloro da piscina

Lavar o cabelo com água mineral
Fonte: Vix

O cloro é responsável por ressecar e danificar os fios, deixá-los porosos, armados e até mesmo diminuir a fixação da tinta para quem possui cabelos tingidos. Ao lavar o cabelo com água mineral, é possível evitar o problema.

Contato com água salgada

Fonte: Salonline

Além do cloro, o cloreto de sódio, ou sal, é um dos minerais que mais resseca os fios. Pelo fato de não estar presente apenas no mar, mas também na água encanada de regiões litorâneas, é preciso tomar um cuidado extra com as madeixas nesse caso, logo, por meio da água mineral. Além de tirar o sal, a água mineral também ajuda a manter a cor do cabelo, quando tingido.

Casos de caspa ou seborreia

Lavar o cabelo com água mineral
Fonte: Lexpert

A sensibilidade ao cloro e outros elementos presentes na água encanada é ainda maior em casos de dermatite seborreica e caspa. Apesar de ser uma condição individual, o uso da água mineral pode até mesmo ser recomendado por um profissional, que alia a lavagem a outros produtos potentes para reconstrução e força.

Cabelos tingidos ou descoloridos

Fonte: Família

Por fim, cabelos tingidos ou descoloridos se beneficiam muito com o uso da água mineral, já que ela não interfere na coloração e ainda se torna uma aliada. Dessa forma, é possível manter a cor por muito mais tempo do que o esperado.

Além de lavar o cabelo com água mineral

Lavar o cabelo com água mineral
Fonte: Just For You

Existem ainda outras recomendações básicas para quem não pode investir no uso diário da água mineral, mas que ainda deseja manter os cuidados das madeixas. Da mesma forma, todos são relacionados à lavagem dos fios.

  • Evite usar pentes debaixo do chuveiro, e prefira escovas. Aquelas com cerdas de plástico são ideais para o fim, já que as naturais, ao umedecerem, propiciam um ambiente perfeito para proliferação de fungos. O pente só deve ser passado depois do condicionador, apenas para separar os fios, de preferência os com dentes largos e resistentes.
  • Evite também lavar o cabelo em água muito quente. A temperatura muito alta pode ressecar os fios, bem como causar o frizz, que é estressante. A água morna e a água fria são as melhores opções para uso. Todavia, se não for possível, pelo menos realize o último enxague com água fria, para conferir mais brilho aos fios.

Se você se interessou por essa matéria sobre lavar os cabelos com água mineral, aproveite para conferir Iodo, o que é? Benefícios para a saúde, fontes naturais e suplementação

Fontes: All Things Hair, Vix, Clínica Doppio, Lifestyle ao Minuto, NCBI

Imagens: Claudia, Engarrafador Moderno, Vix, Salonline, Lexpert, Família, Just For You

Próxima página »

Escolhidas para você

Comentários

0 0 votos
Dê a sua opinião

guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários

Escolhidas para você